Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/335574
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Avaliação do desempenho cognitivo em pacientes com fibrilação atrial
Title Alternative: Assessment cognitive of patients with atrial fibrillation
Author: Caseli, Bruna Gonçalves, 1986-
Advisor: Coan, Ana Carolina, 1980-
Abstract: Resumo: Objetivos: Investigar o desempenho cognitivo de pacientes com fibrilação atrial (FA) sem acidente vascular cerebral (AVC) e sem demência, utilizando uma ampla bateria neuropsicológica. Introdução: A FA é a arritmia cardíaca mais comum e está associada a declínio cognitivo, mesmo na ausência de AVC. No entanto, a maioria dos estudos de declínio cognitivo nesses pacientes focou-se em baterias simples de triagem cognitiva. A avaliação neuropsicológica em indivíduos com FA sem o diagnóstico de demência poderia contribuir para a compreensão das fases iniciais de alterações cognitivas associadas à FA. Métodos: Após uma seleção criteriosa dos pacientes, foram excluídos sujeitos com AVC e outras comorbidades clínicas e neuropsiquiátricas, avaliamos vinte pacientes com FA e vinte controles por idade, sexo e nível de escolaridade.. Pacientes e controles também foram pareados de acordo com fatores de risco cardiovasculares. A avaliação neuropsicológica incluiu a avaliação da atenção, funções executivas, memória, praxia, linguagem e habilidades visuoconstrutivas. Nós comparamos o desempenho dos grupos usando o teste U de Mann-Whitney. Resultados: A idade dos pacientes variou de 37 a 79 anos (média de 63 anos). Individualmente, nenhum dos pacientes com FA apresentou pontuação abaixo de dois desvios padrão do grupo controle em nenhum teste neuropsicológico. No entanto, os pacientes com FA apresentaram escores significativamente menores nos testes relacionados às funções executivas (Figuras complexas Rey: cópia p = 0,006; evocação p = 0,044; teste de trilha decisiva parte B p = 0,037). Os pacientes com FA e hipertensão apresentaram piores escores de consolidação da memória (teste RAVLT A6, p = 0,045) e aqueles com dislipidemia apresentaram pior desempenho na memória auditiva verbal imediata (RAVLT A1; p = 0,022). Conclusão: O presente estudo sugere que pacientes com FA sem AVC e demência apresentam piores escores neuropsicológicos, sobretudo em testes de função executiva, do que controles sem FA

Abstract: Objectives: The aim of this study was to investigate the cognitive performance of patients with atrial fibrillation (AF) without stroke or dementia using a broad neuropsychological battery. Background: AF is the most common cardiac arrhythmia. AF is associated with cognitive and functional decline, even in the absence of stroke. However, most studies of cognitive decline in these patients AF focused on simple cognitive screening batteries. Neuropsychological evaluation in individuals with AF without dementia could contribute to the understanding of the initial cognitive abnormalities associated with AF. Methods: After a strict criteria selection excluding stroke, dementia and other clinical and neuropsychiatric comorbidities, we evaluated twenty patients with AF and twenty age, sex and level of schooling-matched controls. Patients and controls were also paired according to cardiovascular risk factors other than AF. Neuropsychological assessment included the evaluation of attention, executive functions, memory, praxis, language and visuoconstructive abilities. We compared the performance of the groups using Mann-Whitney U test. Results: Patients¿ age varied from 37-79 years (mean 63 years). Individually, none of the patients with AF presented scores below two standard deviations from the control group on any neuropsychological test. However, patients with AF had significant lower scores in tests related to executive functions (Complex figures Rey: copy p=0.006; evocation p=0.044; Trail Making Test part B p=0.037). Patients with AF and hypertension had worse scores of memory consolidation (RAVLT A6 test, p = 0.045) and those with dyslipemia had worse performance in immediate verbal auditory memory (RAVLT A1; p= 0.022). Conclusion: Our data suggest that patients with AF without stroke and dementia present subtle worse cognitive performance than matched controls, particularly in executive functions
Subject: Fibrilação atrial
Testes neuropsicológicos
Comprometimento cognitivo leve
Demência
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: CASELI, Bruna Gonçalves. Avaliação do desempenho cognitivo em pacientes com fibrilação atrial. 2019. 1 recurso online (65 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Caseli_BrunaGoncalves_M.pdf1.86 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.