Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/335406
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Efeito adjuvante de reabilitação utilizando realidade virtual em pacientes pós acidente vascular cerebral isquêmico
Title Alternative: Rehabilitation add-on effect using virtual reality in patients after ischemic stroke
Author: Camargo, Alline Fernanda de Barros, 1994-
Advisor: Li, Li Min, 1964-
Abstract: Resumo: Sintomas motores que afetam a funcionalidade são comuns após um acidente vascular cerebral (AVC), considerado um grande problema de saúde pública e uma das principais causas de incapacidade funcional no mundo todo. A recuperação do paciente dependerá de sua habilidade individual de neuroplasticidade, mas também de sua aderência, envolvimento e acesso aos serviços de reabilitação. Neste contexto, a fisioterapia, vista como método tradicional de reabilitação, segue desenvolvendo técnicas e métodos para a otimização de seus resultados, entre elas, a realidade virtual (RV) como adjuvante do tratamento proposto. Este trabalho teve como objetivo investigar quais são os efeitos da RV aplicada como ferramenta adjuvante do tratamento da fisioterapia convencional em pacientes pós AVC isquêmico na fase crônica. Quatorze pacientes com AVC isquêmico crônico foram randomizados e submetidos ao tratamento com fisioterapia (grupo controle) ou fisioterapia mais RV (grupo experimental), numa frequência de duas vezes por semana, ao longo de seis semanas, e avaliados antes e após a intervenção do grupo, através dos instrumentos: Escala de Fugl-Meyer (EFM), Escala de Equilíbrio de Berg (EEB), Timed Up and Go Test (TUGT) e Montreal Cognitive Assessment (MoCA). Como análise complementar, também foi realizada a aquisição de imagens funcionais de ressonância magnética (3T, Phillips Achieva®) para verificação de possíveis efeitos da RV na conectividade funcional da rede motora e Default Mode Network. Foi observado um pequeno aumento da conectividade funcional entre a rede motora e o córtex motor contralesional no grupo experimental, sugerindo a ativação de mecanismos de compensação para a reorganização cortical e um padrão diferenciado de ativação de conectividade funcional. Todos os pacientes demonstraram ganhos em todas as variáveis de estudo, independente do grupo, sem diferenças significativas entre os grupos (p>0,05), e sem efeitos adversos relacionados à aplicação de RV, sugerindo que seu uso como adjuvante pode gerar efeitos positivos para a função de membro superior, membro inferior, marcha e equilíbrio de pacientes pós-AVC. Esta pesquisa fornece novas possibilidades de investigação da RV não-imersiva e específica como adjuvante de reabilitação para pacientes pós AVC, também colaborando com o desenvolvimento científico da fisioterapia e seus domínios e incentivando novas investigações sobre o tema

Abstract: Motor symptoms that affect functionality are very common after a stroke, considered a major public health problem and one of the leading causes of functional disability worldwide. The recovery will depend on the individual neuroplasticity ability, but also on their adherence, involvement and access to rehabilitation services. In this context, physiotherapy as a traditional method of rehabilitation continues to develop techniques and methods for the optimization of its results, such as virtual reality (VR) as adjuvant of the proposed treatment. This study aimed to investigate the effects of VR as an adjuvant to the treatment of conventional physiotherapy in patients with chronic ischemic stroke. Fourteen patients with chronic ischemic stroke were randomized and submitted to treatment with physiotherapy (control group) or physiotherapy plus VR (experimental group) at a frequency of twice a week over six weeks, and were evaluated before and after the intervention through the instruments: Fugl-Meyer Assessment, Berg Balance Scale, Timed Up and Go Test and Montreal Cognitive Assessment. As a complementary analysis, functional magnetic resonance imaging (3T, Phillips Achieva®) was also perform to verify the possible effects of VR on the motor network and Default Mode Network functional connectivity. A small increase in the functional connectivity between the motor network and the contralesional motor cortex was observe in the experimental group, suggesting the activation of compensatory mechanisms for cortical reorganization and a differentiated pattern of activation of functional connectivity. All patients showed gains in all variables, regardless of group, without significant differences between groups (p>0.05), and without adverse effects related to VR application, suggesting that their use as an adjuvant may generate positive effects for upper and lower limb function, gait and balance of post-stroke patients. This research provides new possibilities for investigation of non-immersive and specific VR as a rehabilitation adjuvant for post-stroke patients, also collaborating with the scientific development of physiotherapy and its domains and encouraging further research on the subject
Subject: Acidente vascular cerebral
Realidade virtual
Fisioterapia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: CAMARGO, Alline Fernanda de Barros. Efeito adjuvante de reabilitação utilizando realidade virtual em pacientes pós acidente vascular cerebral isquêmico. 2019. 1 recurso online (98 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Camargo_AllineFernandaDeBarros_M.pdf7.59 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.