Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/335389
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Intervenções dietéticas para diminuição de risco de infecção em pacientes adultos em quimioterapia antineoplásica : uma revisão sistemática com meta-análise
Title Alternative: Dietary Interventions for risk reduction of infections for adult patients in antineoplastic chemotherapy : a systematic review with meta-analysis  
Author: Santana, Thaize Polizelli de, 1988-
Advisor: Sasse, André Deeke
Abstract: Resumo: INTRODUÇÃO: O câncer atualmente é considerado um problema de saúde pública mundial e a quimioterapia é um dos tratamentos mais utilizados no combate as neoplasias. Devido a sua forma de ação sistêmica, a quimioterapia atinge indiscriminadamente todas as células do organismo, produzindo efeitos adversos ligados diretamente ao estado geral dos pacientes. Neutropenia é caracterizada pelo nível muito baixo dos neutrófilos, um tipo de leucócito, que ajuda no combate das infecções bacterianas e fúngicas. Assim, um paciente neutropênico apresenta maior vulnerabilidade para desenvolver infecções oportunistas graves. Dieta neutropenica (DN) incluem uma dieta exclusivamente estéril, uma dieta baixa em bactérias, ou uma dieta modificada da casa, ou seja, um dieta regular omitindo frutas e legumes frescos. O benefício da DN não foi até o momento cientificamente comprovado. OBJETIVO: Avaliar se a exclusão ou restrição de algum alimento ou grupo alimentar, assim como a restrição calórica ou ainda a adoção de alguma dieta específica, podem diminuir o risco de infecção em pacientes em tratamento quimioterápico antineoplásico. MÉTODOS: Esta revisão sistemática foi feita de acordo com a declaração PRISMA, onde todos os ensaios clínicos randomizados que compararam a adoção de alguma estratégia nutricional específica como restrição alimentar, calórica, exclusão e ou adição ou uso de algum alimento, grupo alimentar ou dieta específica versus pacientes sem intervenção foram incluidos. RESULTADOS: Nossa estratégia de busca resultou em um total de 21.478 No desfecho da infecção nenhum estudo isolado demonstrou aumentou ou diminuição estatisticamente significativa, mesmo com compilação dos 3 estudos, não houve diferença estatisticamente significativa [OD= 1,66; IC 95% = 0,64 a 4,33; p= 0,29], sem heterogeneidade entre os estudos [I2 = 0,26%]. No desfecho da sobrevida global comparando a restrição e suplementação com o grupo controle, a meta-análise demonstrou que estas intervenções dietéticas não foi capaz de promover o ganho na sobrevida global dos pacientes. [HH= 1,08; IC 95% = 0,87 a 1,34; p= 0,48]. Não houve heterogeneidade entre os estudos [I2 = 0%]. DISCUSSÃO: A presente revisão sistemática e meta-análise representa uma evidência atualizada quanto ao papel da nutrição para com o paciente oncológico neste desfecho clínico. Com a compilação dos estudos, nossa meta-análise deixou claro que não há qualquer sinal de benefício do uso dessas dietas para com os pacientes oncológicos em quimioterapia. Diante as recomendações encontradas dos principais guidelines, podemos confirmar a falta de consenso sobre a questão apresentada nesta revisão. CONCLUSÃO: Não há evidências de que a dieta neutropênica ou com restrição calórica ou suplementação diminuam os risco de infeções em pacientes em quimioterapia antineoplásica, além de não tem impacto na sobrevida global dos mesmos. No momento, mais estudos são necessários para determinar quais cânceres, em que estágio e em que combinações estas dietas neutropênicas, ou restrição calórica, assim como o uso de suplementos poderiam ser eficazes

Abstract: INTRODUCTION: Cancer is currently considered a global public health problem and chemotherapy is one of the most used treatments to fight neoplasias. Due to its form of systemic action, chemotherapy indiscriminately affects all cells of the body, producing adverse effects directly linked to the general state of the patients. Neutropenia is characterized by the very low level of neutrophils, a type of leukocyte, which aids in combating bacterial and fungal infections. Thus, a neutropenic patient is more vulnerable to developing severe opportunistic infections. Neutropenic diet (DN) include an exclusively sterile diet, a diet low in bacteria, or a modified diet of the house, ie a regular diet omitting fresh fruits and vegetables. The benefit of DN has so far not been scientifically proven. OBJECTIVE: To assess whether the exclusion or restriction of a food or food group, as well as caloric restriction or the adoption of a specific diet, may reduce the risk of infection in patients undergoing antineoplastic chemotherapy. METHODS: This systematic review was performed according to the PRISMA statement, where all randomized controlled trials comparing the adoption of a specific nutritional strategy such as food restriction, calorie restriction, and exclusion or addition or use of any food, food group or specific diet versus patients without intervention were included. RESULTS: Our search strategy resulted in a total of 21,478. In the outcome of the infection, no single study demonstrated a statistically significant increase or decrease, even with the compilation of the 3 studies, there was no statistically significant difference [OD = 1.66; 95% CI = 0.64 to 4.33; p = 0.29], without heterogeneity between studies [I2 = 0.26%]. In the overall survival outcome comparing restriction and supplementation with the control group, meta-analysis demonstrated that these dietary interventions were not able to promote gain in overall patient survival. [HH = 1.08; 95% CI = 0.87 to 1.34; p = 0.48]. There was no heterogeneity between studies [I2 = 0%]. DISCUSSION: The present systematic review and meta-analysis represents updated evidence on the role of nutrition in cancer patients in this clinical outcome. With the compilation of the studies, our meta-analysis made clear that there is no sign of benefit of using these diets for cancer patients on chemotherapy. Considering the recommendations found in the main guidelines, we can confirm the lack of consensus on the issue presented in this review. CONCLUSION: There is no evidence that the neutropenic diet or caloric restriction or supplementation reduces the risk of infections in patients with antineoplastic chemotherapy, and has no impact on their overall survival. At present, more studies are needed to determine which cancers, at what stage and in what combinations these neutropenic diets, or calorie restriction, as well as the use of supplements could be effective
Subject: Neoplasias
Dieta
Estado nutricional
Neutropenia
Imunidade
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: SANTANA, Thaize Polizelli de. Intervenções dietéticas para diminuição de risco de infecção em pacientes adultos em quimioterapia antineoplásica: uma revisão sistemática com meta-análise. 2019. 1 recurso online (89 p.). Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Santana_ThaizePolizelliDe_M.pdf2.6 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.