Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/335319
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Agricultura camponesa, agronegócio e novas dinâmicas de (re)territorialização nas Microrregiões piauienses de Floriano, Picos e do Médio Parnaíba  
Title Alternative: Peasant agriculture, agribusiness and new dynamics (re)territorialization in the Microregions of piaui Floriano, Picos and Middle Parnaíba  
Author: Carvalho, Daniel César Menêses de, 1986-
Advisor: Alves, Vicente Eudes Lemos, 1967-
Abstract: Resumo: No capitalismo, o lucro é o principal objetivo e o território desempenha um papel primordial para o avanço desse sistema. A partir desse movimento, principalmente no campo, há consequências para as comunidades tradicionais já instaladas nesse território, particularmente os camponeses. Diante da dicotomia existente entre agronegócio e camponeses, surgem alguns questionamentos: como o camponês reage (social e economicamente) à inserção do agronegócio em seu território e quais as consequências para o labor e modo de vida do homem no campo piauiense, que transformam seu modo de vida? Com o intuito de elucidar esses questionamentos, o estudo teve como objetivo principal analisar os processos de (re)territorialização que ocorrem nas microrregiões de Picos, Floriano e do Médio Parnaíba Piauiense a partir da convivência entre a o camponês e o agronegócio. Igualmente, a tese teve como hipótese que, com a inserção do agronegócio nessas microrregiões, há a reinvenção do camponês, em um processo involuntário e contínuo, mas que não o descaracteriza como tal, justamente por sua identidade e relação com sua terra. A referida tese também se baseou na ideia de que o camponês não perdeu sua identidade agrícola nem o apego à sua terra, buscando sempre novas atividades para manter-se em seu local de pertencimento, onde guarda íntima relação com a família e com sua comunidade. De modo a construir a tese, a metodologia teve caráter exploratório e assentou-se em procedimentos históricos, comparativos e etnográficos, pois as novas dinâmicas existentes no Piauí englobam variáveis que não são simplesmente quantificáveis. Como considerações finais, o estudo apontou que esse modus operandi do agronegócio no Piauí ainda segue os moldes que direcionaram as primeiras incursões de grandes produtores do sul do Brasil: o baixo preço das terras e os incentivos governamentais. As monoculturas de soja ganharam força nessas Microrregiões justamente pelo fraco comércio da madeira de eucalipto no Estado; ficou comprovado no estudo que os empresários mudaram sua base produtiva, pois a soja adequou-se satisfatoriamente às condições físicas e climáticas daquela região. A pesquisa também demonstrou que as principais dificuldades passadas pelos camponeses decorriam da falta de dinheiro para suprir algumas necessidades básicas, como compra de remédios e aquisição de produtos que os lavradores não produziam. Diante do exposto, é necessário realçar a necessidade de fortalecimento das Instituições Públicas de atendimento ao pequeno produtor rural, mais ao tocante ao seu modo de produção; por exemplo, a Emater do Piauí encontra-se carente de recursos logísticos, o que dificulta sua atuação em muitas comunidades. O Estado precisa estar atento às modificações territoriais impostas pelos empreendimentos de agronegócio e como políticas de comando e controle podem ser usadas para diminuir os impactos socioambientais no campo. Por fim, esse estudo visou discutir como os camponeses estão vivendo e resistindo em suas localidades com o avanço que parece ser irrefreável do agronegócio

Abstract: In capitalism, the profit is the main objective and the territory plays an essential role in the advancement of this system. From this move especially in the countryside, there are consequences for traditional communities already installed in that territory, particularly the peasants. Given the existing dichotomy between agribusiness and farmers, some questions arise: how the peasant responds (socially and economically) the insertion of agribusiness in your territory and what are the consequences to the work and lifestyle of the man in the field Piauí, which transform your way of life? In order to elucidate these questions the study had as main objective to analyze the processes of (re) territorialization that occur in the micro-regions of Picos, Floriano and the Middle Paranaíba Piauí from the coexistence between the peasant and the agribusiness. Also, the thesis had the chance, with the insertion of the agribusiness in these micro-regions, there is the reinvention of the peasant, involuntary and continuous process, but that detracts not as such, just for your identity and relationship with your Earth. This thesis also was based on the idea that the peasant did not lose your agricultural identity and attachment to your Earth, always seeking new activities to keep in your place of belonging, where he keeps close relationship with the family and with your community. In order to build the thesis, the methodology had exploratory and settled in historical and comparative procedures, because the new dynamics existing in Piaui include variables that are simply not quantifiable. As final considerations, the study pointed out that this modus operandi of agribusiness in Piauí is still the molds that directed the first incursions of large producers in southern Brazil: the low price of the land and the Government incentives; monocultures of soybeans have gained strength in these micro-regions for just the weak trade eucalyptus wood in the State; There's no doubt in the study that entrepreneurs have changed your productive base, because soy has adapted itself satisfactorily physical and climatic conditions of the region. The survey also showed that the main difficulties for peasants was passed from lack of money to meet some basic needs, such as buying drugs and acquisition of products that farmers don't produce. On the above, it is necessary to highlight the need for strengthening Public institutions to small rural producers, for your style of production; for example, Emater do Piauí is lacking in logistical resources, which hampers your performance in many communities. The State needs to be aware of the territorial changes imposed by agribusiness ventures and as command and control policies can be used to reduce the environmental impacts in the field. Finally, this study aimed to discuss how the peasants are living and fighting in their localities with what appears to be unstoppable advancement of agribusiness
Subject: Camponeses
Agronegócio
Territorialização
Camponeses - Revoltas
Agricultura - Piauí
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: CARVALHO, Daniel César Menêses de. Agricultura camponesa, agronegócio e novas dinâmicas de (re)territorialização nas Microrregiões piauienses de Floriano, Picos e do Médio Parnaíba  . 2019. 1 recurso online (221 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Geociências, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:IG - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Carvalho_DanielCesarMenesesDe_D.pdf14.1 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.