Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/335167
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Relação entre o desempenho no teste de progresso e na seleção para residência médica
Title Alternative: Relationship between progress test performance and residency medical selection
Author: Ferreira, Ricardo Corrêa, 1981-
Advisor: Velho, Paulo Eduardo Neves Ferreira, 1966-
Abstract: Resumo: Introdução: A avaliação do processo de ensino e aprendizagem pode ser diagnóstica, quando permite detectar se os estudantes apresentam conhecimentos prévios para prosseguir na sua formação; somativa, aplicada ao final de uma disciplina ou um ciclo, com propósito de avaliar a aquisição de competências; ou formativa, realizada no decorrer do processo pedagógico com a intenção de propiciar ao estudante condições de analisar seu desempenho no próprio processo educacional. No curso médico, o Teste de Progresso (TP) é uma ferramenta de avaliação formativa voltada ao raciocínio clínico e à identificação do progresso estudantil ao longo da graduação. Após a conclusão do curso, os egressos deparam com avaliações somativas de caráter classificatório ou seletivo. É o caso dos processos para o ingresso na Residência Médica (RM). Tanto o TP quanto a prova de seleção para RM objetivam avaliar conhecimentos necessários a um médico de formação geral. Objetivo: Avaliar se o desempenho do estudante no TP está relacionado ao desempenho no processo seletivo da RM. Métodos: Estudo analítico e transversal, em que todos os formandos dos anos de 2011 a 2014 do curso de graduação em medicina de uma universidade pública do Estado de São Paulo, Brasil, foram avaliados quanto à participação voluntária no TP ao longo do curso, ao desempenho no TP do último ano do curso, ao desempenho na prova de testes de múltiplas escolhas (ME) da RM ao se graduarem e à convocação na primeira lista classificatória, sendo estes considerados aprovados na seleção para a RM. Foram analisados os desempenhos nas questões das áreas de cirurgia geral, clínica médica, ginecologia e obstetrícia, pediatria e saúde coletiva de ambas as provas. Foram realizadas estatística descritiva, comparação de notas por meio do test t de Student para amostras independentes e amostras pareadas e coeficiente de correlação de Pearson, utilizando os softwares estatísticos GraphPad e SPSS. Resultados: Dos 424 formandos, 374 (88,2%) participaram dos TPs durante toda graduação e do processo seletivo da RM na mesma instituição ao concluírem o curso. Esses egressos apresentaram desempenho no TP superior àqueles 22 (5,2%) que não prestaram a prova de RM (p<0,05). Os alunos que participaram regularmente do TP possuíam desempenhos superiores na prova de RM em relação àqueles 22 (5,2%) que não participaram regularmente (p< 0,0001). Entre os 374 formandos, a média no TP foi inferior à da RM, vistos de forma geral (p<0,05) ou separadamente por anos (p<0,0001) e houve forte correlação entre o desempenho geral no TP com o desempenho na prova de ME da RM. Na análise por áreas de conhecimento, a correlação não foi demonstrada. Houve maior aprovação na RM entre os egressos que obtiveram na prova de ME da RM média acima da média no TP (p<0,0001). Conclusões: O desempenho no TP esteve relacionado ao desempenho no processo seletivo da RM no período estudado com forte correlação do desempenho dos estudantes no TP com a prova de ME da RM. Os estudantes com desempenho abaixo da média no TP na prova de ME da RM foram menos aprovados no processo seletivo da RM

Abstract: Introduction: The evaluation of the teaching and learning process can be diagnostic, when it allows to detect if the students present previous knowledge to continue in their formation; summation, applied to the end of a course or a cycle, with the purpose of evaluating the acquisition of competences; or formative, carried out throughout the course of the pedagogical process with the intention of providing the student with conditions to analyze their performance in the educational process itself. In the medical course, the Progress Test (PT) is a formative evaluation tool aimed at clinical reasoning and the identification of student progress throughout graduation. Upon completion of the course, the graduates are faced with summative evaluations of classificatory or selective character. This is the case of the procedures for admission to the Medical Residence (MR). Both the PT and the MR screening test aim to evaluate the knowledge needed by a general medical formation. Objective: To evaluate if the student's performance in the PT is related to the performance in the MR selection process. Methods: An analytical and cross-sectional study, in which all the students from the years 2011 to 2014 of the undergraduate medical course at a public university in the State of São Paulo, Brazil, were evaluated for their voluntary participation in PT throughout the course, performance in the PT of the last year of the course, the performance in the multiple choice test (MCT) of the MR when graduating and the call in the first classificatory list, being these considered approved in the MR selection. The performance in the areas of general surgery, medical clinic, gynecology and obstetrics, pediatrics and collective health of both tests were analyzed. Descriptive statistics, comparison of grades were made through Student's t test for independent samples and paired samples and Pearson's correlation coefficient, using the statistical software GraphPad and SPSS. Results: Of the 424 graduates, 374 (88.2%) participated in the PTs during the entire graduation and in the MR selection process at the same institution at the end of the course. These graduates had a higher TP performance than the 22 (5.2%) who did not undergo the MR test (p <0.05). Students who participated regularly in the PT had higher MR scores than those 22 (5,2%) who did not participate regularly (p <0.0001). Among the 374 graduates, the average in the PT was lower than in the MR, viewed generally (p <0.05) or separately for years (p <0.0001) and there was a strong correlation between the overall performance in the PT with the performance in the MC test of MR. In the analysis by areas of knowledge, the correlation was not demonstrated. There was greater approval in MR among those who had the MR test of average MR above the average in the PT (p <0.0001). Conclusions: The performance in the PT was related to the performance in the MR selective process in the studied period with a strong correlation of students' performance in the PT with the MC test of the MR. Students with below-average PT scores on the MC test of MR were less approved in the MR selection process
Subject: Avaliação educacional
Educação médica
Internato e residência
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: FERREIRA, Ricardo Corrêa. Relação entre o desempenho no teste de progresso e na seleção para residência médica. 2019. 1 recurso online (84 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ferreira_RicardoCorrea_D.pdf1.98 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.