Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/335120
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Avaliação do potencial de Gymnotus carapo (Teleostei: Gymnotidae) como bioindicador no monitoramento do Masoten®
Title Alternative: Evaluation of the potential of Gymnotus carapo (Teleostei: Gymnotidae) as a bioindicator in monitoring Masoten®
Author: Ferri, Giovanni Henrique, 1992-
Advisor: Ishikawa, Márcia Mayumi
Abstract: Resumo: A exploração dos recursos naturais tem se itensificado muito nos últimos anos devido a forte pressão que o setor produtivo enfrenta para atender a demanda do mercado consumidor. Diante deste panorama, sistemas de produção de peixes intensivos são adotados para aumentar a produtividade, tal fato implica na abertura de portas para patógenos, assim como para a utilização de produtos químicos. Um dos químicos mais empregados para minimizar a perda da produção aquícola, é o triclorfon (TRC), pesticida organofosforado. Diversos são os peixes utilizados como bioindicadores de contaminação por TRC, dentre eles a tilápia-do-Nilo. Embora a tilápia seja a espécie mais utilizada, outras espécies nativas com potencial bioindicador necessitam de estudos. Diante deste fato este trabalho teve como intuito avaliar a eficácia da tuvira (Gymnotus carapo) como bioindicador no monitoramento do Masoten®. Para a determinação da CL50, 96 animais foram distribuídos em 32 aquários de vidro. Foram utilizados oito tratamentos (0,0; 5,0; 7,5; 15; 22,5; 37,5 e 45 mg L-1) com quatro repetições cada. A CL50 foi de 6,38 mg L-1. Para a avaliação dos efeitos subletais, 10% da CL50 foi utilizada, em quatro concentrações (0,0; 0,238; 0,438 e 0,638 mg L-1) com quatro repetições, onde foram realizadas duas coletas em 7 e 14 dias. Diariamente foram mensurados os parâmetros físico-químicos da água (temperatura, pH, condutividade e oxigênio). Nos dois dias de coleta, 3 peixes de cada tratamento foram retirados para as análises hematológicas e enzimáticas. Os valores hematológicos se mostraram mais sensíveis durante os 7 primeiros dias de exposição, sendo que após isso o estresse do manejo diário tornou-se acentuado. Os valore da AChE apresentou diferença nos grupos 0,438 e 0,638 mg L-1 em relação ao controle nos primeiros 7 dias. Ao final do dia 14, os mesmo grupos apresentaram diferenças, porém houve um aumento da atividade enzimática. Os valores da GST apresentaram diferenças apenas para o dia 14 para os tratamentos 0,238 e 0,438 mg L-1. Os resultados da enzima FOX não corroboraram com os obtidos da literatura em nenhum dos dias de coleta. A CAT apresentou diferença do grupo 0,638 mg L-1 em relação aos demais tratamentos apenas nos primeiros 7 dias de tratamento. Diante dos resultados obtidos, a tuvira apresenta potencial como bioindicadora de ambiente contaminados por Masoten®, entretanto mais estudos são necessários

Abstract: The exploitation of natural resources has been heavily itemized in recent years due to the strong pressure that the productive sector faces to meet the demand of the consumer market. Given this panorama, intensive fish production systems are adopted to increase productivity, this implies opening ports for pathogens as well as for the use of chemicals. One of the chemicals most used to minimize the loss of aquaculture production is trichlorfon (TRC), an organophosphorus pesticide. Several fish are used as bioindicators of CRT contamination, among them Nile tilapia. Although tilapia is the most used species, other native species with potential bioindicator need studies. In view of this fact, this work aimed to evaluate the efficacy of tuvira (Gymnotus carapo) as a bioindicator in the monitoring of Masoten®. For the determination of LC50, 96 animals were distributed in 32 glass aquariums. Eight treatments (0.0, 5.0, 7.5, 15, 22.5, 37.5 and 45 mg L-1) were used with four replicates each. The LC50 was 6.38 mg L-1. For the evaluation of sublethal effects, 10% of the LC50 was used in four concentrations (0.0, 0.238, 0.438 and 0.638 mg L-1) with four replicates, where two collections were performed in 7 and 14 days. The physical-chemical parameters of the water were measured daily (temperature, pH, conductivity and oxygen). On the two days of collection, 3 fish from each treatment were withdrawn for hematological and enzymatic analyzes. The hematological values were more sensitive during the first 7 days of exposure, after which the stress of the daily management became accentuated. The AChE values presented difference in the groups 0,438 and 0,638 mg L-1 in relation to the control in the first 7 days. At the end of day 14, the same groups showed differences, but there was an increase in the enzymatic activity. GST values showed differences only for day 14 for treatments 0.238 and 0.438 mg L-1. The results of the FOX enzyme did not corroborate with those obtained from the literature on any of the days of collection. CAT presented a difference of the group 0.638 mg L-1 in relation to the other treatments only in the first 7 days of treatment. In view of the obtained results, the tuvira presents potential as environmental bioindicator contaminated by Masoten®, however more studies are necessary
Subject: Compostos organofosforados
Triclorfon
Tuvira (Peixe)
Peixe - Criação
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: FERRI, Giovanni Henrique. Avaliação do potencial de Gymnotus carapo (Teleostei: Gymnotidae) como bioindicador no monitoramento do Masoten®. 2019. 1 recurso online (77 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ferri_GiovanniHenrique_M.pdf1.98 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.