Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/335116
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Fatores influenciando assembleias de mamíferos em paisagens rurais : contribuições para o manejo = Factors influencing mammals assemblages in rural landscapes: contributions to management
Title Alternative: Factors influencing mammals assemblages in rural landscapes : contributions to management
Author: Islas, Camila Alvez, 1991-
Advisor: Seixas, Cristiana Simão, 1970-
Abstract: Resumo: A perda de biodiversidade em nível global é um dos maiores desafios ambientais na atualidade. Os mamíferos, em especial os de médio e grande porte, são um dos táxons que tem mostrado altas taxas de defaunação. As paisagens rurais são fundamentais para o manejo da mastofauna, pois representam uma parte importante do território utilizado por esse táxon. Essas paisagens possuem múltiplos fatores ambientais e socioeconômicos que afetam a estrutura das assembleias de mamíferos e, todavia, pouco se compreende sobre esses efeitos. Nesse contexto, esta pesquisa tem por objetivo geral investigar que mudanças têm ocorrido, e que fatores têm influenciado essas mudanças, na estrutura das assembleias de mamíferos de médio e grande porte (>1kg) em paisagens rurais nas últimas três décadas, a fim de gerar informações para fomentar estratégias integradas de gestão ambiental e desenvolvimento local. Desenvolvemos este estudo na porção sul da região do Vale do Paraíba, São Paulo, Brasil. A coleta de dados consistiu de três etapas principais: revisão de literatura e reunião de dados sobre parâmetros estruturais da área de estudo (e.g., cobertura vegetal, distância das paisagens às rodovias), entrevistas com atores-chave (n=10) e condução de surveys com moradores em 30 paisagens rurais (n=300) de 1250ha cada. Como produtos apresentamos cinco capítulos que propõem avanços teóricos (Capítulo 1) e metodológicos (Capítulo 2), bem como buscam contribuir (Capítulos 3, 4 e 5) para abordar/compreender como os fatores ambientais e socioeconômicos das paisagens rurais interagem e afetam as assembleias de mamíferos nessas áreas. Nossos resultados sugerem que três dimensões afetaram e estão afetando as assembleias de mamíferos nessas paisagens: condicionantes socioeconômicos e ambientais que moldaram as paisagens rurais do Vale do Paraíba ao longo do tempo, as características estruturais e socioeconômicas atuais das paisagens rurais e as interações ser humano-fauna. Em uma perspectiva histórica, i) estratégias de conservação implementadas na segunda metade do século passado (e.g., unidade de conservação, leis de regulação da caça e de proteção da vegetação nativa), ii) um processo de êxodo rural e de mudança gradual no perfil do morador rural dessa região (transição no interesse na produção agropecuária para o interesse no turismo e na conservação) e iii) um consequente processo de transição florestal (i.e., aumento líquido na cobertura vegetal nativa) na região resultaram na proteção parcial dos ecossistemas florestais da região e possivelmente da mastofauna. Atualmente, as assembleias de mamíferos de médio e grande porte que apresentam maior riqueza são as que estão mais próximas da área protegida, em paisagens com maior cobertura vegetal, com propriedades rurais de tamanhos maiores e com menor número de moradores. As interações ser humano-fauna também se transformaram nas últimas décadas nas paisagens investigadas. A caça parece ter sido a principal interação entre os produtores rurais e a mastofauna em décadas anteriores, porém atualmente também se destacam interações com prejuízos para produção agropecuária e de cuidado para manutenção da mastofauna. Estratégias de monitoramento da fauna, para diminuir perdas na produção agrícola e que promovam o desenvolvimento socioeconômico integrado à conservação podem informar a gestão das paisagens rurais e favorecer a coexistência entre populações humanas e mamíferos de médio e grande porte no Vale do Paraíba

Abstract: Biodiversity loss on a global scale is one of the most relevant environmental challenges faced today, especially when considering medium and large sized mammals which have registered high defaunation rates. Rural landscapes are essential for mammal management as they represent an important part of the territory used by this taxon. These landscapes have multiple environmental and socioeconomic factors which affect the structure of mammal assemblages, effects which are still poorly understood. In this context, the overall goal of this research is to investigate which changes have occurred, and which factors have influenced these changes, in the structure of medium and large size (>1kg) mammal assemblages in rural landscapes over the last three decades. Broadly speaking, this study aims to generate information to support integrated strategies of environmental conservation and local development. We developed this study in the southern portion of the Paraíba Valley, São Paulo, Brazil. Data collection consisted of three main phases: a literature review and the measurement of structuring parameters of rural landscapes (e.g., forest cover, distance from highways), interviews with key-stakeholders (n=10) and conduction of surveys with inhabitants (n=300) in 30 rural landscapes (1250ha). As products we present five Chapters which propose theoretical (Chapter 1) and methodological (Chapter 2) advances, as well as seeking to contribute (Chapter 3, 4 and 5) to comprehend how environmental and social factors of rural landscapes interact and affect mammal assemblages in those areas. Our results suggest that three dimensions influenced and are affecting mammal assemblages in these landscapes: socioeconomic and environmental drivers which shaped the rural landscapes of the Paraíba Valley, current structuring and socioeconomic characteristics of rural landscapes and human-wildlife interactions. In a historical perspective, i) restrictive conservation strategies implemented in the last century (e.g., a protected area, laws regulating hunting and the protection of native vegetation), ii) a process of rural out-migration and changes in the profile of rural inhabitants of this region (a transaction from an interest in farming production to an interest in tourism and nature conservation), iii) and a consequent process of forest transition (i.e., net increase in native forest cover) in the region resulted in the partial protection of regional forest ecosystems and possibly of wild mammals too. At present, the medium and large size mammal assemblages, which present the greatest richness, are those in landscapes closest to the protected area, with higher percentages of vegetation coverage, with larger farms and with fewer inhabitants. Human-wildlife interactions were also transformed in the last decades in the investigated landscapes. Hunting seems to have been the main interaction between rural inhabitants and wild mammals in previous decades, but nowadays interactions related to losses in agricultural production and mammal stewardship also being highlighted. Strategies to monitor wildlife, to decrease losses in farming and to promote socioeconomic development integrated towards conservation can inform management of rural landscapes and favour the coexistence between rural populations and mammals of medium and large size in the Paraíba Valley
Subject: Ecologia de comunidades
Ecologia das paisagens
Vida selvagem - Administração
Conservação da natureza
Pesquisa participativa
Language: Inglês
Editor: [s.n.]
Citation: ISLAS, Camila Alvez. Fatores influenciando assembleias de mamíferos em paisagens rurais: contribuições para o manejo = Factors influencing mammals assemblages in rural landscapes: contributions to management. 2019. 1 recurso online (214 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Islas_CamilaAlvez_D.pdf8.44 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.