Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/335090
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Morfologia e anatomia floral de Anacardiaceae com ênfase nas estruturas secretoras : Floral morphology and anatomy of Anacardiaceae with emphasis on the secretory structures
Title Alternative: Floral morphology and anatomy of Anacardiaceae with emphasis on the secretory structures
Author: Tölke, Elisabeth Emília Augusta Dantas, 1984-
Advisor: Carmello-Guerreiro, Sandra Maria, 1963-
Abstract: Resumo: Anacardiaceae é uma das maiores famílias de Sapindales, representada por 82 gêneros e aproximadamente 800 espécies distribuídas principalmente em áreas tropicais. Estudos moleculares sustentam a monofilia da família, que encontra-se atualmente subdividida em duas grandes subfamílias, Spondioideae e Anacardioideae. Anacardioideae é monofilética, no entanto, a subfamília basal (Spondioideae) é polifilética e ainda necessita de mais estudos a fim de esclarecer melhor as relações filogenéticas do grupo. O estudo da notável variação morfológica e anatômica dos órgãos reprodutivos de Anacardiaceae pode fornecer o suporte necessário no esclarecimento de suas relações filogenéticas infrafamiliares. A ocorrência de estruturas secretoras em flores e frutos na família é amplamente discutida na literatura, podendo ocorrer, por exemplo, nectários, canais, coléteres e idioblastos, no entanto, são raros os trabalhos que discutem a composição química dos compostos produzidos e sua provável evolução na família. Nesta tese realizamos o estudo morfoanatômico de flores pertencentes às duas subfamílias de Anacardiaceae e discutimos o papel dos nectários florais e osmóforos para a sistemática e sucesso reprodutivo da família. Além disso também realizamos o estudo ontogenético de flores pertencentes à subfamília Spondioideae buscando esclarecer a evolução de flores unisexuais e do gineceu do tipo pseudomonômero em Anacardiaceae. Os resultados obtidos encontram-se divididos em três capítulos: (1) Diversidade estrutural e das secreções produzidas pelos nectários florais e suas implicações para a evolução de Anacardiaceae; (2) Osmóforos de Anacardium humile e Mangifera indica (Anacardiaceae), sua descoberta e relação com os polinizadores em flores nectaríferas de Sapindales; (3) Desenvolvimento floral em Tapirira guianensis e Spondias tuberosa, com particular referência à evolução de flores unisexuais crípticas e da pseudomonomeria em Spondioideae. As características estruturais dos nectários florais são conservativas dentro da família e a proporção dos açúcares presentes no néctar são de valor sistemático limitado. No entanto, todas as espécies estudadas apresentam néctar contendo lipídios, podendo esta ser uma sinapomorfia para Anacardiaceae. Uma nova estrututra secretora é descrita para a família, os osmóforos localizados na face adaxial de duas espécies pertencentes à subfamília Anacardioideae, A. humile e M. Indica. Os osmóforos são formados por uma única camada de células epidérmicas e a sua análise ultraestrutural revelou algumas diferenças significativas entre as duas espécies. Um link entre as diferenças encontradas e as fragrâncias produzidas é condizente, uma vez que o perfume floral é predominantemente composto por sesquiterpenos em A. humile e monoterpenos em M. indica. É ressaltada a importância de diferentes estratégias utilizadas pelos representantes de Sapindales na atração de polinizadores. O estudo de desenvolvimento floral demonstrou que Tapirira e Spondias possuem um padrão similar, com desenvolvimento simétrico dos carpelos, contrastando com representantes de Anacardioideae, em que o desenvolvimento do gineceu segue padrão assimétrico. Flores funcionalmente unisexuais são encontradas em membros da duas subfamílias e também em ambas subfamílias a pseudomonomeria é resultado da redução dos carpelos estéreis. Spondioideae difere de Anacardioideae pela ausência de uma zona simplicada entre os estiletes e a presença de uma zona sinascidiada expondo o ápice floral. A pseudomonomeria é considerada uma apomorfia para Anacardiaceae, especialmente para a subfamília Anacardioideae. Ainda discute-se questões relativas à variações merísticas do gineceu em Anacardiaceae

Abstract: Anacardiaceae are one of the largest families of Sapindales, represented by 82 genera and approximately 800 species distributed mainly in tropical areas. Molecular studies support the monophyly of the family, which is currently subdivided into two major subfamilies, Spondioideae and Anacardioideae. Anacardioideae is monophyletic, however, the basal subfamily (Spondioideae) is polyphyletic and still needs further studies in order to clarify its phylogenetic relationships. The study of the remarkable morphological and anatomical variation of the reproductive organs in Anacardiaceae may provide the necessary support to clarify its infrafamiliar phylogenetic relationships. The occurrence of secretory structures in flowers and fruits of the family is widely discussed in literature, for example, nectaries, ducts, coleters and idioblasts, however, there are just a few works discussing the chemical composition of their secretions and their evolution in the family. In this thesis we performed the morphoanatomic study of flowers belonging to the two subfamilies of Anacardiaceae and discussed the role of floral nectaries and osmophores for the reproductive success and systematic of the family. In addition, we also carried out the ontogenetic analysis of flowers belonging to the subfamily Spondioideae, seeking to clarify the evolution of unisexual flowers and the pseudomonomerous gynoecium in Anacardiaceae. The results obtained are grouped into three chapters: (1) Diversity of floral nectary secretion and structure, and implications for their evolution in Anacardiaceae; (2) Osmophores of Anacardium humile and Mangifera indica, their discover and relation to pollination in nectariferous flowers of Anacardiaceae; (3) Flower development in Tapirira guianensis and Spondias tuberosa, with particular reference to the evolution of the cryptic unisexual flowers and pseudomonomery in Spondioideae. The structural characteristics of floral nectaries are conservative within the family and the proportion of sugars of the nectar is of limited value for the systematic. However, all studied species have nectar containing lipids, which may be considered a synapomorphy for Anacardiaceae. A new secretory structure is described for the family, the osmophores located on the adaxial side of two species of the subfamily Anacardioideae, A. humile and M. indica. The osmophores are constituted by a single layer of epidermal cells and their ultrastructural analysis revealed some significant differences between the two species. A link between those differences and the produced fragrances is consistent, since floral scent is predominantly composed of sesquiterpenes in A. humile and monoterpenes in M. indica. It is emphasized the importance of different strategies used by the representatives of Sapindales in the attraction of pollinators. The floral development study showed that Tapirira and Spondias have flowers with a similar ontogenetic pattern, with symmetrical development of the gynoecium, contrasting with representatives of Anacardioideae, in which the development follows an asymmetric pattern. Functionally unisexual flowers are found in members of both subfamilies and the pseudomomery is a result of the reduction of sterile carpels. Spondioideae differs from Anacardioideae by the absence of a symplicate zone between the styles and the presence of a sinascidiate zone exposing the floral apex. Pseudomonomery is considered an apomorphy for Anacardiaceae, especially for the subfamily Anacardioideae. Issues related to meristic variations of the gynoecium in Anacardiaceae are also discussed
Subject: Diversidade de espécies
Evolução
Gineceu
Nectarios
Estruturas secretoras
Plantas osmoforas
Sapindales
Language: Inglês
Editor: [s.n.]
Citation: TÖLKE, Elisabeth Emília Augusta Dantas. Morfologia e anatomia floral de Anacardiaceae com ênfase nas estruturas secretoras: Floral morphology and anatomy of Anacardiaceae with emphasis on the secretory structures. 2018. 1 recurso online (162 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Tolke_ElisabethEmiliaAugustaDantas_D.pdf10.48 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.