Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/335063
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: As sentenças de identificação sob uma perspectiva cognitivo-funcional : uma abordagem multissistêmica
Title Alternative: Identifying sentences from a cognitive-functional perspective : a multisystemic approach
Author: Silva, Marcel Caldeira da, 1988-
Advisor: Castilho, Ataliba T. de, 1937-
Abstract: Resumo: Este trabalho sustenta a hipótese cognitivo-funcional de que certas estruturas não predicativas (incluindo-se as chamadas sentenças equativas e similares) podem ser categorizadas por prototipicidade em um mesmo grupo de sentenças que têm como função principal a identificação. Essa função se cumpre pelo ato linguístico de asseverar a correspondência entre dois elementos conceptuais linguisticamente representados. A produção individual, a emergência diacrônica e a estrutura dessas sentenças resultam de demandas comunicativas implícitas e explícitas (demandas de identificação) e se fundamentam em estruturas cognitivas aparentemente comuns aos falantes de qualquer língua. Propomos uma hipótese para a emergência de tais estruturas cognitivas que considera o desenvolvimento ontogênico da cognição, mais especificamente, o período de aquisição da linguagem marcado pela comunicação gestual do apontar. Tal proposta abre caminho para uma investigação onomasiológica (função-forma), com a qual podem ser destacadas, para além das sentenças equativas formadas pelo verbo ser, outras sentenças especializadas em realizar o procedimento de identificação. A análise dessas estruturas se fundamenta teoricamente na Abordagem Multissistêmica da Língua, segundo a qual existem quatro sistemas envolvidos na produção de qualquer expressão linguística: a Gramática, o Léxico, a Semântica e o Discurso. Eles são independentes uns dos outros, no sentido de que não há relações de dominância entre eles, e sua operação simultânea obedece a um princípio de harmonia intersistêmica. A abordagem multissistêmica se filia aos estudos que concebem a língua como um sistema complexo e que entendem que as categorias linguísticas, como parte do conhecimento linguístico dos falantes, não se definem por limites rígidos, mas por similitudes que dão lugar a distintas operações. Em consonância com essa visão, este trabalho pretende argumentar que a produção, a compreensão e a emergência de novos tipos de sentenças de identificação decorrem da apreensão dessas similitudes pelos falantes. Nossa discussão se sustenta em dados de corpora históricos, gêneros discursivos propensos a exibir enunciados de identificação (como o dicionário) e estruturas linguísticas relevantes analisadas em outros estudos

Abstract: This study supports the cognitive-functional hypothesis that certain non-predicational structures (including the so-called equative sentences and similar ones) can be categorized, by prototypicality, into a single set of sentences whose main function is identification. This function is fulfilled by the linguistic act of asserting the correspondence between two conceptual entities, linguistically represented. The individual production, the diachronic emergence and the structure of these sentences result from implicit and explicit communicative demands (for identification) and are based on cognitive structures apparently common to speakers of any language. We explain the emergence of such cognitive structures by considering the ontogenetic development of cognition, more specifically, the period of language acquisition marked by the gestural communication of pointing. The proposal opens the way for an onomasiological investigation (function-form), making it possible to observe, in addition to equative sentences formed with the verb be, other sentences that perform the procedure of identification. The analysis of these structures is theoretically based on the Multisystemic Approach to Language, according to which four systems are involved in the production of any linguistic expression: Grammar, Lexicon, Semantics and Discourse. They are independent of each other in the sense that there are no relations of dominance between them, and their simultaneous operation follows a principle of intersystemic harmony. Such approach is related to studies that conceive language as a complex system and presume that linguistic categories, as part of speakers¿ linguistic knowledge, are not defined by rigid limits, but rather by similarities that give rise to distinct operations. In line with this view, this dissertation intends to argue that the production, understanding and emergence of new types of identifying sentences stem from the apprehension of these similarities by speakers. Our discussion is based on data from historical corpora, discourse genres inclined to show identifying statements (such as dictionaries) and relevant linguistic structures previously considered in similar studies
Subject: Linguística
Gramática comparada e geral
Funcionalismo (Linguística)
Cognição
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: SILVA, Marcel Caldeira da. As sentenças de identificação sob uma perspectiva cognitivo-funcional: uma abordagem multissistêmica. 2019. 1 recurso online (134 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_MarcelCaldeiraDa_D.pdf1.28 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.