Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/335050
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Teatro, discurso amoroso e sedução em Plauto e Ovídio
Title Alternative: Theater, amorous discourse and seduction in Plautus and Ovid
Author: Duque, Guilherme Horst, 1990
Advisor: Cardoso, Isabella Tardin, 1971-
Abstract: Resumo: As relações existentes entre a elegia erótica romana e a comédia nova grega e romana são um tópico recorrente em estudos que abordam a história do gênero elegíaco em Roma. Embora não haja ainda unanimidade entre os críticos sobre as raízes das semelhanças entre tais poéticas, trabalhos de gerações de especialistas - e.g. Leo (1900), Kistrup (1963), Yardley (1984) e Hanses (2015) - mostram que as coincidências de personagens, situações e modos de expressão entre os dois gêneros são muitas para se duvidar de que exista algum tipo de ligação entre eles. Partindo de um ângulo diverso, mais próximo aos trabalhos de Davis (1977; 1979a), que exploram a relação mais abrangente entre teatro e elegia apontando elementos dramáticos nas obras de Propércio e Ovídio, o presente estudo busca retomar as comparações entre a comédia nova e a elegia a partir da Ars Amatoria ovidiana e a peça plautina Mercator. Procurarei examinar os modos como as obras referidas reutilizam motivos e tópoi da poesia amatória grega e romana e os reapresentam de uma forma específica - que, embora semelhantes, são fundamentalmente diferentes em vários aspectos. Demonstrarei que a audiência/leitorado, em ambos os casos, é convidada a reexaminar a poesia erótica a que está familiarizada sob uma nova perspectiva, questionando, por um lado, o valor de expressões de sentimentos amorosos, e, por outro, as intenções implícitas de tais expressões. Semelhantemente a Plauto, Ovídio tinha à sua disposição um rico repertório poético com que dialogar, imitar, e superar; e, assim como o comediógrafo, seu tratamento cínico da matéria erótica na Ars Amatoria resulta em um alto teor metapoético identificado em seu texto. Apontando este traço em comum entre a poesia ovidiana e a plautina, busco trazer a lume novamente as relações entre elegia e comédia e contribuir para o avanço das discussões sobre o tema

Abstract: The link between Latin love elegy and Greek and Roman new comedy is a recurrent topic in studies concerning the history of the elegiac poetry in Rome. Despite attempts to explain the reasons behind the similarities found in the two genres, there is no consensus in the scholarship as to why this link exists. That said, generations of scholars - see, for example Leo (1900), Kistrup (1963), Yardley (1984) and Hanses (2015) - have all brought to light a variety of common characters, situations and expressions shared between the two genres that points to a conclusive connection between Roman love elegy and new comedy. This thesis uses a different approach, closer to the one adopted by the works of John Davis (1977; 1979a) - which attempts to shed light on dramatic devices in the poems of Propertius and Ovid, to compare comedy and elegy using Ovid's Ars Armatoria and Plautus's Mercator. I will examine the use of amatory motives from Greek and Roman erotic poetry traditions in these two texts to argue that they convey specific views of the lovers discourse - which, although similar, are fundamentally different in many respects. My goal is to demonstrate that in both scenarios the audience/readership is invited to re-examine familiar literary expressions of love while adopting a new perspective: questioning, on the one hand, the true value of such expressions, and, on the other, its implicit intentions. Similar to Plautus, Ovid had, during his lifetime, a vast poetic repertoire with which to emulate, dialogue, and overcome; and, like the playwright, his cynical treatment of the erotic subject matter results in a highly metapoetic tone. By revisiting such a highly debated topic, I hope to cast a new light on the subject and enrich the existing scholarship through an alternative analytical framework
Subject: Ovidio
Plauto
Elegias
Comédia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: DUQUE, Guilherme Horst. Teatro, discurso amoroso e sedução em Plauto e Ovídio. 2019. 1 recurso online (179 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, SP. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/335050. Acesso em: 20 set. 2019.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Duque_GuilhermeHorst_D.pdf1.64 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.