Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/335049
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Eletromiografia de superfície do músculo diafragma em pacientes submetidos a transplante de fígado   : avaliação da função muscular e análise de fatores que interferem no tempo de ventilação mecânica  
Title Alternative: Diaphragm muscle surface electromiography in patients submitted to liver transplantation : muscular function evaluation and analysis of factors interfering in mechanical ventilation time  
Author: Duarte, Rayssa Pistilli, 1990-
Advisor: Boin, Ilka de Fatima Santana Ferreira, 1953-
Abstract: Resumo: Introdução: O procedimento do transplante de fígado predispõe a alterações na mecânica respiratória, volumes pulmonares e trocas gasosas. Objetivos: Avaliar a função muscular das cúpulas diafragmáticas em pacientes submetidos a transplante de fígado por meio dos valores de Root Mean Square (RMS), obtidos por Eletromiografia de Superfície (EMGs), analisar se os valores de RMS pré e/ou pós-extubação interferem no tempo de uso de ventilação mecânica invasiva e/ou falha de extubação e verificar se existe diferença entre os valores de RMS de acordo com o escore MELD. Materiais e Método: Estudo prospectivo; realizado entre outubro de 2016 e novembro de 2017, na Unidade de Terapia Intensiva de Transplante Hepático do Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas, com amostra de 30 pacientes, onde os dados analisados foram: idade (anos), sexo (masculino ou feminino), escore MELD imediatamente antes do transplante (sem adição de situação especial), sendo analisados de acordo com o escore MELD (? 20 ou 20 >) tempo cirúrgico e tempo para a extubação (minutos) e quantidade de hemoderivados recebidos durante o procedimento (ml). Estes foram obtidos por meio dos prontuários próprios da equipe de fisioterapia e realizado a eletromiografia de superfície, por um único pesquisador, em ambas as cúpulas diafragmáticas simultaneamente, pré-extubação e em até 30 minutos após a extubação eletiva do paciente; para obtenção do valor de RMS, com suplementação de oxigênio, mantendo SpO2 a 95% e seguindo protocolo prévio do serviço. A análise estatística foi realizada usando análise descritiva dos dados, correlação de Pearson e o teste de Wilcoxon, e a significância estatística considerada foi de 5%. Resultados: Foi encontrado um valor maior do RMS da cúpula diafragmática esquerda (CDE), tanto no período pré quanto no pós-extubação; existiu uma forte correlação (0,77) entre os valores de RMS da cúpula diafragmática direita (CDD) nos dois momentos (pré e pós-extubação); a CDE apresentou aumento no valor do RMS pós-extubação, com uma correlação moderada de 0,48; a quantidade de hemoderivados recebidos durante o transplante interferiu no tempo de ventilação mecânica com forte correlação (0,66). Os pacientes com escore MELD ? 20 apresentaram correlação forte (0,80) dos valores de RMS pré e pós-extubação, além de uma correlação muito forte (0,93) entre o RMS CDD tanto pré como pós-extubação, demonstrando uma pior função diafragmática dessa cúpula. Os pacientes com escore MELD > 20 apresentaram forte correlação (0,71) entre o RMS pré-extubação com falha de extubação e existiu uma correlação forte de 0,73 entre valores de RMS das cúpulas diafragmáticas após a extubação, demonstrando uma disfunção muscular importante nesse grupo. Conclusão: Os maiores valores de RMS foram encontrados à esquerda e no momento pós-extubação. Observou-se que altos valores de RMS influenciaram a taxa de falha de extubação, demonstrando comprometimento muscular, e a maior quantidade de hemoderivados recebidos durante o transplante aumentou o tempo de uso de ventilação mecânica. Os pacientes com escore MELD ? 20 apresentaram valores maiores de RMS à direita, enquanto o grupo escore MELD > 20 apresentou valores maiores de RMS em ambas as cúpulas diafragmáticas

Abstract: Introduction: The liver transplant procedure predisposes to changes in respiratory mechanics, lung volumes and gas exchange. Objective: To evaluate the muscular function of the diaphragmatic domes, in patients submitted to liver transplantation, Root Mean Square (RMS) values, observed by Surface Electromyography (sEMG), were applied. We analyzed if pre and post- extubation RMS values have interfered in invasive mechanical ventilation time and/or extubation failure, and to verify if there was a difference between RMS values according to MELD score. Materials and Methods: This is a prospective study, carried out between October 2016 and November 2017, at the Intensive Care Unit of Liver Transplantation of the Clinical Hospital of the State University of Campinas, with a sample of 30 patients, where the analyzed data were: age (years), sex (male or female), MELD score immediately before transplantation (no exception points added), analyzed according to MELD Score (? 20 or 20 >), surgical and extubation time (minutes) and amount of blood products received during the procedure (ml). These were obtained through the medical records of the physiotherapy team and performed the surface electromyography, by a single investigator in both diaphragmatic domes simultaneously, pre-extubation and within 30 minutes after elective extubation; to obtain the value of RMS, with oxygen supplementation, maintaining SpO2 to 95% and following previous protocol of the service. Statistical analysis was performed using descriptive data analysis, Wilcoxon test and Pearson correlation, the statistical significance considered was 5%. Results: A higher RMS value in the left diaphragmatic dome (LDD) was found both in the pre- and post-extubation period; there was a strong correlation (0.77) between the RMS values of the right diaphragmatic dome (RDD) at both moments (pre and post-extubation). LDD showed a RMS a higher value increased in post-extubation, with a moderate correlation of 0.48; the amount of blood products received during transplantation interfered in mechanical ventilation time with strong correlation (0.66). Patients with a MELD score ? 20 had a strong correlation (0.80) of pre and post-extubation RMS values, in addition to a very strong correlation (0.93) between pre and post extubation RMS - RDD, showing a worse diaphragmatic function of this dome. Patients with MELD score > 20 had a strong correlation (0.71) between pre- extubation RMS with extubation failure and there was a strong correlation of 0.73 between RMS values of the diaphragmatic domes after extubation demonstrating a significant muscular dysfunction in this group. Conclusion: The highest RMS values on the left and post-extubation time were found. High RMS values influenced the rate of extubation failure demonstrating muscle impairment and the greater amount of blood products received during transplantation increased the time of use of mechanical ventilation. Patients with MELD score ? 20 had higher RMS values on the right dome, while the MELD score group> 20 showed higher RMS values in both diaphragmatic domes
Subject: Fígado - Transplante
Eletromiografia
Respiração artificial
Extubação
Desmame do respirador
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: DUARTE, Rayssa Pistilli. Eletromiografia de superfície do músculo diafragma em pacientes submetidos a transplante de fígado  : avaliação da função muscular e análise de fatores que interferem no tempo de ventilação mecânica  . 2019. 1 recurso online (84 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Duarte_RayssaPistilli_M.pdf3.53 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.