Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/335042
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Aspectos da formação e do papel do interveniente na Clínica da Atividade : um estudo de caso em situação de autoconfrontação
Title Alternative: Aspects of the training and role of the intervener in the Clínc of Activity : a case study in a self-confrontation situation
Author: Althaus, Dalvane, 1978-
Advisor: Banks-Leite, Luci, 1944-
Abstract: Resumo: A Clínica de Atividade (CA) é uma perspectiva teórico-metodológica que visa a promover e estudar transformações em situações de trabalho por meios indiretos, tal qual a autoconfrontação. O interveniente é a pessoa que conduz a intervenção. O interesse pela CA surgiu do exercício da supervisão pedagógica desta pedagoga-pesquisadora, em atividades de formação continuada de docentes na Educação Superior, na Universidade Tecnológica Federal do Estado do Paraná. Ao buscar novas formas de atuar junto aos docentes, a pesquisadora encontrou na CA a possibilidade de superar a reação negativa dos docentes diante de abordagens anteriormente tentadas: ou palestras teóricas realizadas por especialistas externos ao meio laboral dos professores, ou a adesão a uma concepção do professor reflexivo. Neste estudo, aborda-se uma questão fundamental em CA, qual seja, a formação e o papel de intervenientes em situações referentes ao dispositivo metodológico de autoconfrontação. O interveniente é aquele que conduz o dispositivo de maneira a levar os sujeitos autoconfrontados a se observarem e a interpretarem sua atividade, bem como a perceberem o que nela pode ser modificado. Para implementar a CA em sua prática junto aos docentes da universidade, a pedagoga-pesquisadora passou por um processo de aprendizagem para realizar intervenções e despertar o interesse dos professores por essa perspectiva de trabalho; porém, considerando a magnitude da demanda, fez-se necessário a participação de mais intervenientes. Surgiu, a partir daí, uma questão primordial: como formar intervenientes? Para tanto, esta pedagoga-pesquisadora integrou-se ao GP LAD¿Humano, da própria universidade, que trabalhava com o dispositivo, a fim de aprofundar-se no quadro teórico-metodológico e compreender origens e aspectos conceituais da CA (L. Vygotski, M. Bakhtin, Yves Clot, especialmente), suas heranças francófonas, especificidades e principais conceitos, como o "real da atividade", "gênero de atividade", dispositivo de autoconfrontação, entre outros, e especialmente a noção vygotskiana de zona de desenvolvimento proximal (z.d.p.). É nesse contexto que é realizada esta pesquisa com o objetivo geral de investigar o percurso de formação de uma interveniente em autoconfrontação na CA. Para isso, considerando-se as especificidades do quadro da CA e suas ancoragens, delimitou-se um corpus de oito sessões acessadas no banco de dados do GP LAD¿Humano, de que a interveniente em formação participa, primeiro como auxiliar e, depois, como principal condutora de autoconfrontações. Os sujeitos autoconfrontados são professores e alunos do Ensino Superior que participam de uma ação de formação docente continuada na Clínica da Atividade Docente, na mesma universidade. As análises efetuadas visaram a estudar os modos de intervenção do sujeito em formação que, por sua vez, levaram a novas questões para se (re)pensar a atuação e formação desse elemento-chave em CA

Abstract: The Clinic of Activity (CA) is a theoretical-methodological perspective aimed at promoting and studying transformations in work situations by indirect means, such as self-confrontation. The intervener is the person conducting the intervention. The interest for CA arose from the exercise of the pedagogical supervision of this pedagogue-researcher in teacher continuing education activities in Higher Education, at the Federal Technological University in the State of Paraná. When searching for new ways of working with teachers, the researcher found in the CA the possibility of overcoming teachers' negative reaction to previously tried approaches: theoretical lectures by specialists external to teachers' work environment, or adhesion to a conception of reflective teacher. This study addresses a key issue in CA, that is, the formation and the role of interveners in situations relating to methodological device self-confrontation. The player is the one who drives the device in a way that causes the self-confronting subjects to observe themselves and interpret their activity as well as to perceive what can be modified in it. In order to implement the CA in its practice with university professors, the pedagogue-researcher underwent a learning process to carry out interventions and to arouse the interest of the professors by this perspective of work, however, considering the magnitude of the demand, it became necessary the participation of more players. From that point on, a fundamental question emerged: how to form intervener? Therefore, this pedagogue-researcher started being part of the LAD'Humano group, from the university, that worked with the device, in order to deepen in the theoretical-methodological framework and to understand origins and conceptual aspects of CA (L. Vygotski, M. Bakhtin, Yves Clot, especially), their Francophone heritages, specificities and main concepts, such as the "real activity", "activity genre", self-confrontation device, among others, and especially the Vygotskian notion of proximal development zone (ZPD). It is in this context that this research is carried out, with the general objective of investigating the training course of an autoconfrontating agent in CA. In order to do so, considering the specificities of the CA framework and its anchorages, a corpus of eight sessions was delimited in the database of the LAD'Humano group, of which the training player participates, first as an auxiliar and, later, as the main driver of self-confrontations. The self-confronted subjects are professors and students of Higher Education who participated in an action of continuing teacher formation in the Clinic of the Teaching Activity, in the same university. The analyzes aimed to study the intervention methods of the subject in training that, in turn, led to new questions to (re)think the role and formation of this key element in CA
Subject: Intervenção pedagogica
Ensino superior
Desenvolvimento da aprendizagem
Linguagem e educação
Desenvolvimento humano
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: ALTHAUS, Dalvane. Aspectos da formação e do papel do interveniente na Clínica da Atividade: um estudo de caso em situação de autoconfrontação. 2019. 1 recurso online (163 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Althaus_Dalvane_D.pdf1.07 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.