Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/334957
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Ação popular : a experiência política de militantes de Teresina-PI e a produção de subjetividade revolucionária na década de 1960
Title Alternative: Popular action : experience of militants from Teresina and process of revolutionary subjectivation in the late 1960's
Author: Rocha, Olivia Candeia Lima, 1979-
Advisor: Freitas Neto, José Alves de, 1971-
Abstract: Resumo: A Ação Popular se constituiu como uma organização política em 1963. Surgiu a partir de um segmento da Juventude Universitária Católica, que se aproximou das referências políticas do marxismo. O Golpe Militar imprimiu uma nova realidade política no Brasil. Em 1965, a Ação Popular aderiu à concepção de revolução através da luta armada, tendo como referência a Revolução Cubana. Em 1968, a luta interna da organização culminou na adesão pensamento de Mao Tsé-Tung e da Revolução Chinesa, como referenciais revolucionários. A Ação Popular procurava se constituir como uma organização política revolucionária. O quadro político da organização era formado majoritariamente por estudantes e universitários recém formados. Por meio das práticas de crítica e autocrítica e de integração na produção pretendia-se transformá-los em operários e camponeses, que eram considerados autênticos revolucionários. Esse trabalho tem como objetivo analisar o processo de subjetivação revolucionária a partir da experiência de ex-militantes que formaram a Ação Popular em Teresina (PI), no final da década de 1960. A pesquisa documental foi realizada no Arquivo Edgar Leuenroth, da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP; no Arquivo Publico do Estado do Piauí; no acervo do jornal O Dia em Teresina, no Núcleo de História Oral da Universidade Federal do Piauí e em processos militares disponibilizados no sítio do projeto Brasil Nunca Mais Digit@l. As fontes de pesquisa desse estudo foram textos publicados em jornais, imagens, obras memorialistas de ex-militantes da Ação Popular e entrevistas orais. Utilizou-se uma metodologia de análise crítica na qual os documentos impressos são compreendidos como produções discursivas e imagéticas que se relacionam a objetivos determinados. Procurou-se desenvolver uma abordagem de articulação entre as práticas adotadas pela Ação Popular e a experiência de ex-militantes da organização. As reflexões de Michel Foucault sobre discurso, relações de poder e poder disciplinar foram fundamentais para a realização dessa pesquisa. Destaca-se também a contribuição de Felix Guatarri e Suely Rolnik sobre a produção de subjetividades. O referencial teórico propiciado por esses autores permite analisar perspectivas de poder distintas, representadas pela repressão militar, pela organização política e pelos indivíduos. Dessa forma os militantes políticos são compreendidos como protagonistas inseridos em contexto histórico e agentes de um processo de subjetivação revolucionária

Abstract: Popular Action was constituted as a political organization in 1963. It emerged from a segment of the Juventude Universitária Católica (Catholic University Youth) which approached the political references of Marxism. The military coup established a new reality in Brazil. In 1965, Popular Action adhered to the concept of revolution through armed struggle, having as reference to the Cuban Revolution. In 1968, the internal struggle of the organization culminated in adhering to the thought of Mao Tsé-Tung and the Chinese Revolution as revolutionary referents. Popular Action sought to establish itself as a revolutionary political organization. The political frame of the organization was formed mainly by students and newly graduated university students. Through the practices of criticism and self-criticism and integration in production it was intended to transform them into authentic revolutionaries. This study aims to analyze the process of revolutionary subjectivation from the experience of ex-militants who formed the Popular Action in Teresina (PI) in the late 1960's. The documentary research was carried out in the Edgar Leuenroth Archive of Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP; in the Public Archive of the State of Piauí; in the collection of the newspaper O Dia in Teresina, in the Oral History Nucleus of the Federal University of Piauí and in military processes made available on the site of the Brasil Nunca Mais Digit@l project. The research sources of this study were texts published in newspapers, images, memorialist works by former Popular Action activists and oral interviews. A critical analysis methodology was used in which the printed documents are understood as discursive and imagistic productions that relate to specific objectives. It was develop an approach of articulation between the practices adopted by Popular Action and the experience of ex-militants of the organization. Michel Foucault's reflections on discourse, power relations and disciplinary power were fundamental to the realization of this research. It is also worth noting the contribution of Felix Guatarri and Suely Rolnik on the production of subjectivities. The theoretical framework provided by these authors allows us to analyze different perspectives of power, represented by military repression, political organization and individuals. In this way the political militants are understood as protagonists inserted in historical context and agents of a process of revolutionary subjectivation
Subject: Juventude Universitaria Catolica
Ação popular
Movimentos estudantis - Brasil - 1960
Revoluções
Memória
Subjetividade
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: ROCHA, Olivia Candeia Lima. Ação popular: a experiência política de militantes de Teresina-PI e a produção de subjetividade revolucionária na década de 1960. 2019. 1 recurso online (401 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Rocha_OliviaCandeiaLima_D.pdf2.35 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.