Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/334954
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: A vida dos queijos mineiros : uma etnografia multiespécie
Title Alternative: The life of cheese from Minas Gerais : an ethnography multispecie
Author: Dupin, Leonardo Vilaça, 1982-
Advisor: Godoi, Emília Pietrafesa de, 1960-
Abstract: Resumo: O trabalho que segue é parte de uma pesquisa etnográfica inicialmente focada no queijo minas artesanal enquanto cultura alimentar produzida em Minas Gerais, mas que, diante daquilo que o campo de pesquisa me conduziu, implicou em um desafio de realizar um tipo de etnografia com múltiplos atores (humanos e não humanos), vários "chãos" etnográficos e com questões de ordem empírica a serem enfrentadas. A dinâmica aqui proposta buscou dar conta de diferentes cenários e interseções com as quais o alimento se vincula ao longo de sua trajetória, tornando as diferenças daí decorrentes visíveis e significativas para a construção de um tipo de conhecimento. Em termos metodológicos, realizei um trabalho de acompanhar a trajetória do alimento, desde sua fabricação e consumo dentro tradições culturais, realizadas por famílias de tradição camponesa, situadas em regiões montanhosas de Minas Gerais, até o seu trânsito em mercados de produtos luxo, dentro de fluxos direcionados por mercados internacionais que envolvem a mediação e a valoração por "especialistas". Neste contexto, acompanho formas de produção, comercialização e consumo de queijos dentro complexos regimes de valor, nas quais o alimento torna-se capaz de instaurar modos de conhecer que a ele se atrelam e que deles interdependem. Por esse viés, o trabalho foi organizado sob a inspiração das discussões de "fluxos organizados", a fim de seguir trajetórias vinculadas ao alimento - e também dele próprio - ao longo de sua cadeia produtiva, avaliando seus rendimentos conceituais e descritivos como um organismo que atravessa diferentes modos vida, entrelaçados em extensas redes e passíveis de serem historicizados e etnografados. Tomada em sentido antropológico, enquanto o estabelecimento de vínculos entre pessoas, mas também entre humanos e não humanos, tal cadeia produtiva, que envolve uma complexa "ecologias de seres", será construída a partir de elaborações textuais de caráter analítico, mapeando através do trabalho de campo diferentes agencias que se depositam sobre o queijo, constrastando-as e observando suas potencialidades

Abstract: This study is part of an ethnographic research initially focused on handmade minas cheese while a food culture produced in Minas Gerais, but in face of what the research field introduced me, the research demanded the possibility to develop a type of ethnography with multiple actors (humans and non-humans), several ethnographical "grounds" and empirical questions to deal with. Thy dynamic proposed here tried to encompass different scenarios and its intersections through which the food connects throughout its trajectory, making the differences resulting from that process visible and significant to the construction of a type of knowledge. In terms of methodology, I conducted a study following the food trajectory, since its production and consume within the cultural traditions realized by traditional peasant families living in Mountain regions of Minas Gerais until its transit within luxury goods market, and within flows directed by international markets that involve the mediation and valuation by "specialists". In this context, I followed the means of production, commercialization and consume of cheeses in complex value regimes in which the food become capable of establishing modes of knowing that bind to and interdepend on them. Through this perspective, the study was organized under the inspiration of the discussions of "organized flows", aiming to follow the trajectories related to the food - and also by the food itself ¿ throughout its productive chain, evaluating its conceptual and descriptive incomes as an artifact that crossed different ways of life, intertwined in extensive networks and subjected to be historicized and ethnographed. Analyzed from an anthropological perspective, while the establishment of links between people, but also between humans and non-humans, such a productive chain involving a complex "ecologies of beings", will be constructed from textual elaborations of an analytical character, mapping through fieldwork in different agencies where the cheese is stored, contrasting them and observing their potentials
Subject: Queijo-de-minas
Produção artesanal
Queijarias
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: DUPIN, Leonardo Vilaça. A vida dos queijos mineiros: uma etnografia multiespécie. 2019. 1 recurso online (391 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Dupin_LeonardoVilaca_D.pdf4.61 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.