Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/334831
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Doenças crônicas e as relações com autoavaliação de saúde e capacidade funcional em idosos com 80 anos ou mais
Title Alternative: Chronic disease and associations with self-rated health and functional capacity in individuals aged 80 years and older
Author: Silva, Marcela Fernandes, 1991-
Advisor: Borim, Flávia Silva Arbex, 1977-
Abstract: Resumo: Introdução: O envelhecimento populacional é um fenômeno que ocorre de forma rápida no mundo todo, sendo que a população acima de 80 anos ganha destaque nesse crescimento. O processo de envelhecimento compreende inúmeras mudanças fisiológicas e/ou patológicas predispondo o indivíduo ao desenvolvimento de doenças crônicas não-transmissíveis, que são consideradas um problema de saúde pública. Diversos fatores e indicadores de saúde estão relacionados com a presença de multimorbidades, dentre eles destacam-se a incapacidade funcional e autoavaliação de saúde negativa. Essa relação está bem documentada na literatura em idosos mais jovens, porém, há uma escassez de estudos abordando essa relação em idosos longevos e uma grande necessidade de entende-la, visando intervenções adequadas, prevenção de agravos e de desfechos negativos do envelhecimento. Objetivos: Avaliar as condições crônicas e sua relação com a autoavaliação de saúde e a capacidade funcional em idosos com 80 anos ou mais, residentes na comunidade. Métodos: Trata-se de um estudo transversal que utilizou dados secundários de idosos que participaram do Estudo FIBRA 80+, conduzido no município de Campinas e no distrito de Ermelino Matarazzo, situados no Estado de São Paulo. Foram analisadas variáveis sociodemográficas, de doenças crônicas não transmissíveis, autoavaliação da saúde e capacidade funcional. A associação entre número de doenças crônicas e as variáveis autoavaliação de saúde e capacidade funcional foram testadas pelo teste qui-quadrado ou Exato de Fisher, com nível de significância de 5%. Resultados: foram analisadas informações de 205 idosos. As doenças crônicas mais prevalentes foram hipertensão arterial (67,2%), seguida por artrite (36,0%), e a que mais provocou limitação nas atividades diárias foi a artrite (16,3%). Nos idosos de 80-84 anos observou-se diminuição da prevalência de avaliação da saúde como excelente/muito boa com o aumento do número de doenças crônicas e uma associação estatisticamente significativa entre número de doenças e dificuldade para realizar alguma AIVD. Estes resultados não foram verificados entre os idosos com 85 anos ou mais. Conclusão: Este estudo identificou elevadas prevalências de morbidades em idosos residentes na comunidade. Com o aumento da idade, as doenças crônicas não impactaram negativamente na autoavaliação de saúde ou na capacidade funcional para atividades instrumentais de vida diária em idosos longevos

Abstract: Objectives: Evaluate chronic conditions and associations with self-rated health and functional capacity in community-dwelling seniors aged 80 years or older. Methods: A cross-sectional study was performed with secondary data from seniors who participated in the FIBRA 80+ Study conducted in the city of Campinas and the district of Ermelino Matarazzo in the city of São Paulo, Brazil. Socio-demographic variables, chronic non-communicable diseases, self-rated health and functional capacity were evaluated. Either the chi-square test or Fisher¿s exact test were used to test associations between the number of diseases and both self-rated health and functional capacity, with the significance level set to 5%. Results: Information from 205 seniors was analyzed. The most prevalent chronic disease was arterial hypertension (67.2%), followed by arthritis (36.0%). The disease that most limited activities of daily living was arthritis (16.3%). Among seniors aged 80 to 84 years, a reduction was found in the prevalence of self-rated health as excellent/very good with the increase in the number of chronic diseases and a statistically significant association was found between the number of diseases and difficulty performing some instrumental activities of daily living. These results were not found among seniors aged 85 years or older. Conclusion: The present study identified high frequencies of disease in community-dwelling long-lived seniors. However, chronic diseases did not exert a negative impact on self-rated health or functional capacity for instrumental activities among those 85 years of age or older
Subject: Idoso de 80 anos ou mais
Doença crônica
Atividades cotidianas
Autoavaliação
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: SILVA, Marcela Fernandes. Doenças crônicas e as relações com autoavaliação de saúde e capacidade funcional em idosos com 80 anos ou mais. 2019. 1 recurso online (48 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_MarcelaFernandes_M.pdf2.07 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.