Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/334827
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Planície aluvionar do Rio Atibaia : caracterização morfológica e de uso da terra, suas vocações e conflitos
Title Alternative: Atibaia River floodplain : morphological characteristics and landuse, its abilities and conflicts
Author: Muraro, Luís Eduardo de Oliveira, 1965-
Advisor: Pereira, Sueli Yoshinaga, 1961-
Abstract: Resumo: As planícies aluviais são geossistemas situados próximos ao nível de base de cursos de água. Consideradas como áreas de descarga do escoamento básico de rios, e resultados de processos de assoreamento de sedimentos e erosão do rio ao longo do Quaternário, formam um sistema complexo e dinâmico, seja em relação às suas características físicas, como biológicas. As ocupações urbana e peri-urbana nesses locais classificam-nas como áreas de risco hidrológico, uma vez que cheias sazonais de chuvas extremas impactam a comunidade residente. A planície do rio Atibaia é uma extensa área limítrofe com os municípios de Campinas, Jaguariúna e Paulínia situada na transição entre a Depressão Periférica e o Planalto Atlântico. Trata-se de uma área de cerca de 34 km2, onde o rio Atibaia corre encaixado nas fraturas e falhas do embasamento cristalino. A planície forma uma pequena bacia sedimentar, decorrente do afunilamento da calha por diabásios a jusante e a montante por rochas gnáissicas. Ela apresenta dois terraços representativos de fases de formação da planície, paleomeandros e paleocanais, antigas barras de pontal e diques marginais. Pequenas elevações são encontradas ao longo das margens do rio e migrações de meandros recentes de sentido noroeste e sudeste foram registradas, dado que o rio se encontra meandrante nessa parte de seu curso. Os campos úmidos e bacias de decantação representam uma área com níveis aflorantes do aquífero freático e áreas de baixios (na região mais baixa da planície), onde a água se acumula e escoa. A proximidade de centros urbanos de Campinas e de sua Região Metropolitana favoreceu a instalação de indústrias de grande porte (Paulínia), fazendas e sítios, e, atualmente, áreas peri-urbanas (Paulínia e Campinas). A planície situa-se entre três municípios de características socioeconômicas diferentes e, por isso, atribuem usos diferenciados para a região. A planície em Jaguariúna (margem direita do rio Atibaia) apresenta uma zona urbana e industrial e áreas de expansão urbana; em Campinas (margem esquerda), a planície é considerada Macrozona de Relevância Ambiental e, por essa razão, ações de preservação do ecossistema são favorecidas na planície. Em Paulínia, limítrofe aos dois municípios, há a presença de uma zona industrial de grande porte. O resultado é a presença mista de ocupações, como as urbanas e em urbanização (condomínios de padrão elevado e moradias simples), chácaras de lazer, sítios, haras e áreas com culturas temporárias, em contraste com a existência de sistemas de tratamento de efluentes e atividades de mineração. Sua susceptibilidade elevada a enchentes e inundações atreladas aos eventos de chuva extrema e a ocupação de seus terrenos resultam em risco à ocupação da terra. A planície do rio Atibaia é um geossistema integrado com a dinâmica do rio, vegetações e fauna, sujeita à enchente e inundação sazonal. A proximidade de centros urbanos de Campinas e de sua Região Metropolitana favoreceu a instalação de indústrias de grande porte (Paulínia), fazendas e sítios e, atualmente, de áreas peri-urbanas (Paulínia e Campinas). A planície é uma extensa área situada entre três municípios de características socioeconômicas diferentes e, por isso, atribuem usos diferenciados para a região. A planície em Jaguariúna (margem direita do rio Atibaia) apresenta uma zona urbana e industrial e áreas de expansão urbana; em Campinas (margem esquerda), a planície é considerada Macrozona de Relevância Ambiental e, por essa razão, ações de preservação do ecossistema são favorecidas na planície. Em Paulínia, limítrofe aos dois municípios, há a presença de uma zona industrial de grande porte. O resultado é a presença mista de ocupações, como as urbanas e em urbanização (condomínios de padrão elevado e moradias simples), chácaras de lazer, sítios e áreas com culturas temporárias, em contraste com a existência de sistemas de tratamento de efluentes e atividades de mineração. Sua susceptibilidade elevada a enchentes e inundações sazonais e a ocupação de seus terrenos resultam em risco à ocupação da terra

Abstract: The alluvial plains are ecosystems situated near the base level of watercourses; they are considered areas of discharge of the base flow of rivers, and results of sedimentation and erosion processes of the river during the Quaternary. Plains comprise a complex and dynamic system, both in terms of their physical and biological characteristics. Urban and peri-urban occupation in these locations classifies them as areas of hydrological risk, since the seasonal floods from the extreme rainfall impacts the resident community. The Atibaia river plain is an extensive border area with the municipalities of Campinas, Jaguariúna and Paulínia, it is located in the transition between the Peripheral Depression and the Atlantic Plateau. It is an area of about 34 km2, where the Atibaia river flows embedded in the fractures and faults of the crystalline basement. The plain forms a small sedimentary basin, due to the tapering of the river channel by diabases rocks in the downstream, and in the upstream by gneiss rocks. It presents two terraces representative of the formation phases of the plain, where paleomeanders and paleochannels, old point bars and levees are found. Small elevations, along of the river banks, and northwest and southeast direction of migrations of recent meanders were recorded, since the river is meandering in this part of its course. Wetlands and sedimentation basins present areas with shallow groundwater level, and lowland areas (in the lowest region of the plain) where water accumulates and flows. The proximity of urban centers of Campinas and its Metropolitan Region favored the installation of large industries (Paulínia), farms and sites and now peri-urban areas (Paulinia and Campinas). The plain is an extensive area located between three municipalities of different socioeconomic characteristics, and therefore they attribute different landuses. The plain in Jaguariuna (right bank of the Atibaia river) presents urban and industrial zone and areas of urban expansion; in Campinas (left bank), the plain is considered Macrozone of Environmental Relevance and for that reason actions of preservation of the ecosystem is favored in the area. In Paulínia, bordering the two municipalities, there is the presence of a large industrial zone. The result is the mixed presence of occupations, such as urban and urbanization (high standard condominiums and low-income houses), leisure farms, sites and areas with temporary crops, in contrast to the existence of effluent treatment systems and mining activities. Their high susceptibility to seasonal flooding and the landuse occupation result in risk to land occupation. The Atibaia river plain is an ecosystem integrated with the dynamics of the river, vegetation and fauna, subject to seasonal flood. The proximity of urban centers of Campinas and its Metropolitan Region favored the installation of large industries (Paulínia), farms and sites and now peri-urban areas (Paulinia and Campinas). The plain is an extensive area located between three municipalities of different socioeconomic characteristics, and therefore they attribute different landuses. The plain in Jaguariuna (right bank of the Atibaia river) presents urban and industrial zone and areas of urban expansion; in Campinas (left bank), the plain is considered Macrozone of Environmental Relevance and for that reason actions of preservation of the ecosystem is favored in the area. In Paulínia, bordering the two municipalities, there is the presence of a large industrial zone. The result is the mixed presence of occupations, such as urban and urbanization (high standard condominiums and low income houses), leisure farms, sites and areas with temporary crops, in contrast to the existence of effluent treatment systems and mining activities. Their high susceptibility to seasonal flooding and the landuse, result in risk to land occupation
Subject: Geomorfologia
Geomorfologia fluvial
Terra - Uso
Inundações
Atibaia, Rio (SP)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: MURARO, Luís Eduardo de Oliveira. Planície aluvionar do Rio Atibaia: caracterização morfológica e de uso da terra, suas vocações e conflitos. 2019. 1 recurso online (99 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Geociências, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:IG - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Muraro_LuisEduardoDeOliveira_M.pdf5.18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.