Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/334801
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Autonomia e distinção na indústria fonográfica brasileira dos anos 1950 e 1960 : o caso das gravadoras Festa, Elenco e Forma
Title Alternative: Autonomy and distinction in the Brazilian phonographic industry of the 1950's and 1960's : the case of the record labels Festa, Elenco and Forma
Author: Freire, Guilherme Araujo, 1987-
Advisor: Zan, José Roberto, 1948-
Abstract: Resumo: No contexto das transformações sociais e políticas associadas à modernização do país em curso nas décadas de 1950 e 1960, os diferentes setores do mercado cultural passavam por processos de reconfiguração estrutural. Ao estabelecermos como foco da pesquisa as trajetórias das gravadoras Festa, Elenco e Forma e dos seus respectivos proprietários e produtores, Irineu Garcia, Aloísio de Oliveira e Roberto Quartin, buscamos compreender de que modo os processos de produção dessas três empresas refletiam transformações que ocorriam no âmbito mais amplo das indústrias culturais do período associado tanto ao desenvolvimento da base técnica como ao recrudescimento da segmentação do mercado de bens culturais em curso. A partir de documentos da época e de dados estatísticos, demonstramos de que maneira o estágio incipiente de desenvolvimento do mercado engendrou condições favoráveis para a atividade de pequenas empresas nacionais geridas por empresários e produtores que buscavam autonomia administrativa, motivados por aspirações sobretudo pessoais e dedicados a projetos musicais muitas vezes orientados por parâmetros culturais e estéticos, em detrimento do interesse puramente econômico. No entanto, avaliamos que tal autonomia disposta pelos seus produtores se mostrava relativa, pois ainda que dispusessem de liberdade de decisão em relação às grandes gravadoras, ainda assim atuavam em um contexto de mercado e tinham de produzir sob as limitações dos recursos materiais que dispunham e dentro da lógica de funcionamento do sistema. Por meio da análise dos catálogos das gravadoras e das representações formadas em discursos proferidos pela crítica especializada em periódicos, avaliamos o papel desempenhado pelas três gravadoras no processo de segmentação do mercado. Por fim, o estudo buscou verificar de que modo o desenvolvimento da indústria cultural, acompanhado pelo aprofundamento da racionalização da produção no final da década de 1960, atuou no sentido de restringir os espaços de atuação e minar as bases de manutenção das três gravadorasResumo:
Resumo: In the context of the social and political transformations associated with the modernization of Brazil during the 1950s and 1960s, the different sectors of the cultural market underwent processes of structural reconfiguration. By analyzing the trajectories of the recording companies Festa, Elenco e Forma and its respective owners and producers, Irineu Garcia, Aloísio de Oliveira and Roberto Quartin, we sought to understand in which way the processes of production of those three companies reflected the transformations that took place on the widest extent of the culture industries of the period, which were associated either with the development of the technologies, as with the intensification of the segmentation of the market of symbolic goods. Based on historical documents and statistical data, we demonstrate in which manner the incipient stage of development of the market engendered favorable conditions for the activity of small Brazilian companies managed by entrepreneurs and producers that aspired administrative autonomy, were guided by above all personal ambitions and dedicated to musical projects, many times oriented by cultural and aesthetic parameters, to the detriment of the purely economical interest. However, the study indicates that the degree of autonomy disposed by the producers was relative, since even if they had freedom of decision in relation to the major labels, they still acted in a context of commercial market and had to produce under the limitations of the material resources that they disposed and within the operation logic of the system. Through the analysis of the catalogs of the recording companies and of the representations formed in discourses uttered by the specialized critic in periodicals, we evaluated the role played by the three recording companies in the process of segmentation of the market. Finally, the study sought to verify how the development of the cultural industry, accompanied by the intensification of the production rationalization in the late 1960¿s, contributed to limit the market participation und undermine the bases of maintenance of the three labels
Subject: Indústria musical
Registros sonoros - Indústria
Registros sonoros - Executivos e produtores
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: FREIRE, Guilherme Araujo. Autonomia e distinção na indústria fonográfica brasileira dos anos 1950 e 1960: o caso das gravadoras Festa, Elenco e Forma. 2019. 1 recurso online (268 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Artes, Campinas, SP. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/334801. Acesso em: 28 ago. 2019.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:IA - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Freire_GuilhermeAraujo_D.pdf5.55 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.