Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/334732
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Descontinuidade territorial e formação de vazios urbanos : um padrão de crescimento em cidades médias paulistas
Title Alternative: Urban sprawl and land vacancies formation : growth standard in São Paulo medium sized cities
Author: Maia, Amanda Carvalho, 1993-
Advisor: Leonelli, Gisela Cunha Viana, 1970-
Abstract: Resumo: O vazio urbano é um fenômeno integrante do processo de produção do espaço contemporâneo disperso, espraiado, descontínuo e fragmentado. Manifesta-se como decorrência da relação entre expansão urbana e retenção de terra especulativa e se revela como processo e resultado dessa forma de produzir "cidade". Esta pesquisa tem como objetivo averiguar se a expansão urbana entremeada por vazios urbanos pode ser considerada um padrão de urbanização físico-temporal em Cidades Médias do interior do estado de São Paulo a partir dos meados do século XX até a atualidade. Para isso, elaborou-se mapas de evolução da mancha urbana e fichas de caracterização de onze municípios que foram analisados individualmente e, posteriormente, comparados. Como resultado, foi constatado a existência do padrão de expansão urbana com crescimento descontínuo e instalação de fragmentos urbanos distantes da malha consolidada formando vazios urbanos periféricos, intersticiais e de lotes. O processo foi iniciado nas décadas de 1950 e 1960 e intensificado nos dois decênios seguintes. Em 1980 os vazios começaram a ser preenchidos concomitantemente ao aumento do perímetro urbano e formação de novos vazios urbanos. Apesar da queda nas taxas de crescimento populacional urbano no Brasil, a lógica de produzir "cidades que parcelam" ainda é recorrente

Abstract: The Vacancied Land is a phenomenon wich is included in the contemporary process of production of the dispersed, fragmented and discontinuous space. It manifests itself as a result of the relationship between the urban expansion and speculative land retention and reveals itself as a process and result of this way of producing "city". This research aims to analyze if urban expansion interspersed by urban voids can be considered a pattern of physical-temporal urbanization in mid-sized cities in the interior of the state of São Paulo from the mid-twentieth century to the present. For that, maps of the evolution of the urban mesh and characterization fiches of eleven medium cities were elaborated that analyzed individually and, later, compared. As a result, it was verified the existence of the pattern of urban expansion with discontinuous growth and installation of urban fragments distant from the consolidated mesh forming peripheral, interstitial and batch urban vacancied lands. The process began in the 1950s and 1960s and intensified in the following two decades. In 1980 the vacancied Lands began to be filled concomitantly with the increase in the urban perimeter and the formation of new urban voids. Despite the fall in rates of urban population growth in Brazil, the logic of producing "cities that parceling itself" is still recurrent
Subject: Crescimento urbano
Planejamento urbano
São paulo (Estado) - Municípios
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: MAIA, Amanda Carvalho. Descontinuidade territorial e formação de vazios urbanos: um padrão de crescimento em cidades médias paulistas. 2019. 1 recurso online (246 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:FEC - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Maia_AmandaCarvalho_M.pdf28.32 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.