Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/334547
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Relações entre a fenologia e atributos anatômicos e funcionais do xilema secundário de espécies lenhosas do Chaco brasileiro
Title Alternative: Phenology, anatomical and functional trades of the secondary xylem of wood species of the Brazilian Chaco
Author: Holsback, Zildamara dos Reis, 1981-
Advisor: Carmello-Guerreiro, Sandra Maria, 1963-
Abstract: Resumo: A sazonalidade exerce influência na fenologia foliar. No geral, durante o período seco, as espécies decíduas perdem suas folhas e evitam a contínua perda de água devido a transpiração. Já as espécies sempreverdes, por possuírem folhas durante o período seco, precisam manter o transporte hídrico em taxas suficientes para evitar a dessecação, pois durante esse período, a demanda evaporativa do ar é alta. De acordo com a literatura, algumas espécies são capazes de produzir folhas ainda durante a estação seca, essa capacidade estaria relacionada a acesso a água subterrânea ou mesmo água armazenada em seus tecidos. A densidade da madeira está intimamente relacionada com a capacidade de armazenamento de água no caule, pois é inversamente proporcional ao teor de saturação de água. A densidade da madeira é determinada pela composição do xilema secundário, dessa forma é de se esperar que a baixa densidade da madeira esteja relacionada a maior eficiência no transporte hídrico enquanto a alta densidade da madeira esteja relacionada a maior proporção de fibras, essas de paredes mais espessas e lúmen reduzido. Nosso estudo teve como objetivo avaliar se a densidade da madeira é um bom preditor da fenologia foliar e também como é a variação dos atributos do xilema secundário de acordo com o padrão de fenologia foliar e a densidade da madeira das espécies. Para isso acompanhamos a fenologia foliar de 17 espécies lenhosas por 25 meses consecutivos no Chaco brasileiro, região de clima sazonalmente seco. Utilizando a estatística circular, criamos um índice que representa em ângulos a distância em tempo entre o pico da produção de folhas e da precipitação. Avaliamos também a composição e proporção dos tipos celulares do xilema secundário relacionados ao transporte hídrico e armazenamento. Verificamos que a cobertura de copa foi relacionada com a pluviosidade, no entanto a produção de folhas não, pois essa ocorreu no período seco em algumas espécies e no período chuvoso em outras. Constatamos uma correlação negativa entre o índice que mede a distância temporal da produção de folhas e a pluviosidade com a densidade da madeira. Dessa forma, verificamos que as espécies com baixa densidade da madeira produziram folhas durante o período seco enquanto espécies com alta densidade da madeira produziram folhas durante o período chuvoso. Produzir folhas durante o período seco parece ser um paradoxo, pois plantas precisam de água para a divisão e expansão celular. No entanto, as espécies com baixa densidade da madeira possuem maior capacidade de armazenamento de água, refletida pelo maior teor de saturação de água e maior proporção de tecido armazenador. Consideramos tecido armazenador, a soma da proporção ocupada em secção transversal por parênquima (axial e radial), fibras gelatinosas e fibras septadas. Essa maior proporção de tecido armazenador contribuiu com a menor densidade da madeira e maior armazenamento de água. Verificamos também que não houve uma convergência de maior eficiência no transporte hídrico para espécies decíduas comparadas as espécies sempreverdes, contrapondo diversos estudos que relacionam a variação da eficiência hidráulica em diferentes grupos fenológicos

Abstract: The seasonally influences leaf phenology, in general, tropical deciduous trees shed their leaves during dry season avoiding water transport. Already the evergreen species, must maintain water transport to their canopies at sufficient rate to prevent desiccation when evaporative demand is high. The literature shows that some species are able to leaf flush during the dry season, this capacity is related to access to subsoil water, or they can stored water in their tissues. The wood density is closely related to storage water in the stem, as it is inversely proportional to saturation water content. The wood density is determined by the composition of a secondary xylem, so is expected that the low wood density is related to more efficiency to water transport, while the high wood density is related to a higher proportion of fibers and ticker fiber walls. In this study, we evaluated if the wood density is a good predictor of leaf phenology and also how the secondary xylem attributes is variation according to leaf phenology and wood density. We followed the leaf phenology of 17 woody species for 25 months in the Brazilian Chaco, a seasonally dry ecosystem. Using circular statistics, we created an index representing the distance in time between leaf flush and precipitation. In addition, we evaluate composition and proportional cross-sectional of the cell types of secondary xylem. We found that the percentage of canopy was related to precipitation, however the leaf flush not, because it was distributed in the dry and rainy season. We found a trade-off between the leaf flush and wood density. The species with low wood density produced leaves during the dry season, while high wood density species produced leaves during the rainy season. Produce leaves during the dry season seems to be a paradox, because the plants need water to cell¿s division and expansion. However, species with low wood density have higher water storage because have high saturation water content and high proportion of storage tissue. In our work, we consider storage tissue included the parenchyma, gelatinous fiber and septate fiber; these cells must have contributed to low density and high stored water. We also note that there was not a convergence between efficient and safe water transport between deciduous species and evergreen species
Subject: Madeira - Densidade
Água - Armazenamento
Transporte hidráulico
Madeira - Anatomia
Fenologia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: HOLSBACK, Zildamara dos Reis. Relações entre a fenologia e atributos anatômicos e funcionais do xilema secundário de espécies lenhosas do Chaco brasileiro. 2015. 1 recurso online (70 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP.
Date Issue: 2015
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Menegucci_ZildamaraDosReisHolsback_D.pdf2.66 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.