Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/334542
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: O Youtube como espaço de compartilhamento de vivências de mulheres que se denominam tentantes : Youtube as media of sharing the life experience of women self-called tentantes
Title Alternative: Youtube as media of sharing the life experience of women self-called tentantes
Author: Espote, Roberta, 1990-
Advisor: Fuentes-Rojas, Marta, 1957-
Abstract: Resumo: As novas possibilidades de arranjos familiares, a diminuição do número de filhos, a inserção da mulher no mercado de trabalho, os avanços tecnológicos da saúde, e o maior controle da reprodução, possibilitaram à mulher uma escolha mais reflexiva em relação à maternidade. Porém, ainda identifica-se forte influência social e cultural, pois espera-se em certa medida que a mulher queira ter filhos. Sendo assim, a experiência de não gestação pode suscitar diversas questões emocionais, principalmente ao considerar uma mulher que tem o desejo de engravidar e não consegue por algum impedimento. Algumas mulheres nessas condições se denominam de Tentantes. O movimento das Tentantes foi reconhecido através do Youtube que comporta o maior número de armazenamento e compartilhamento de vídeos da web. A maioria dos vídeos do Youtube são caseiros e referentes a relatos da vida pessoal que permite com que pessoas comuns ganhem visibilidade. Considerando isso, o objetivo desta pesquisa foi compreender como é construída a identidade das mulheres Tentantes, conferindo particular atenção à exposição de suas experiências no ambiente virtual, por meio de postagens de vídeos no Youtube. Para esse estudo foi feita uma pesquisa de abordagem qualitativa, exploratória, que utilizou-se dos preceitos da netnografia, para uma maior compreensão desse fenômeno. Foram analisados 30 vídeos encontrados no Youtube sobre mulheres que relatam suas experiências como Tentantes. Para a discussão dos dados, foi feita uma análise de conteúdo, conforme preconizado por Bardin. Foram identificadas 4 categorias temáticas: (1) As Tentantes e a Internet; (2) Youtubers; (3) Orientações Compartilhadas; (4) O que é ser Tentante. Encontrou-se que há uma expectativa comum nessas mulheres em relação à gestação de um filho biológico, e em busca disso, relatam o processo que vivenciam para tentar engravidar, na maioria das vezes com uma carga de sofrimento bastante significativa e ao mesmo tempo esperançosa. Os aspectos emocionais decorrentes dessa situação se intensificam com a pressão social e, por não encontrarem espaço para verbalizar sobre isso, recorrem à internet. Com a postagem de vídeos no Youtube, essas mulheres encontram outras que vivenciam a mesma situação, compartilham experiências e informações, e por meio da identificação se fortalecem como um grupo que passa funcionar como uma ampla rede de apoio. Essa interação virtual possibilita que as Tentantes se enquadrem na categoria de Youtubers, alcançando uma grande visibilidade e todo o reconhecimento em torno disso. Espera-se com este estudo trazer uma maior compreensão sobre esse fenômeno, possibilitando uma reflexão inicial sobre a necessidade de que profissionais de saúde alcancem essas mulheres

Abstract: The new possibilities of family arrangements, the reduction of the number of children, the insertion of women into the labor market, technological advances in health, and greater control of reproduction allowed women a more reflexive choice in relation to motherhood. However, a strong social and cultural influence is still identified, because it is expected to a certain extent that the woman wants to have children. Thus, the experience of non-gestation can raise several emotional issues, especially when considering a woman who has the desire to get pregnant and can not get through any impediment. Some women in these conditions are called Tentantes. The movement of the Tentantes was recognized through Youtube which contains the largest number of video storage and sharing of the web. Most YouTube videos are homemade and relate to personal life stories that allow ordinary people to gain visibility. Considering this, the objective of this research was to understand how the identity of the Tentantes women is built, giving particular attention to the exposure of their experiences in the virtual environment, through video postings on Youtube. For this study, a qualitative, exploratory research was carried out, using the precepts of netnography, for a better understanding of this phenomenon. We analyzed 30 videos found on Youtube about women who report their experiences as Tentantes. For the discussion of the data, a content analysis was performed, as recommended by Bardin. Four thematic categories were identified: (1) Tentantes and the Internet; (2) Youtubers; (3) Shared Guidelines; (4) What it is to be Tentante. It has been found that there is a common expectation in these women regarding the gestation of a biological child, and in search of this, they report the process they experience trying to conceive, most of the time with a very significant and at the same time hopeful suffering burden. The emotional aspects of this situation intensify with social pressure, and because they do not find the space to verbalize about it, they turn to the Internet. By posting videos on Youtube, these women find others who experience the same situation, share experiences and information, and through identification become stronger as a group that happens to function as a broad support network. This virtual interaction makes it possible for the Tentants to fall into the category of Youtubers, achieving great visibility and recognition. It is hoped that this study will bring a greater understanding about this phenomenon, allowing an initial reflection on the need for health professionals to reach these women
Subject: Tentante
Maternidade
YouTube (Recurso eletrônico)
Cibercultura
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: ESPOTE, Roberta. O Youtube como espaço de compartilhamento de vivências de mulheres que se denominam tentantes: Youtube as media of sharing the life experience of women self-called tentantes. 2019. 1 recurso online (170 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Aplicadas, Limeira, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:FCA - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Espote_Roberta_M.pdf1.53 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.