Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/334483
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Pacientes com fratura do úmero proximal submetidos a osteossíntese com placa bloqueada pela via anterolateral estendida
Title Alternative: Patients with humeral fractures treated with osteosynthesis with locking plate using extended anterolateral approach
Author: Mouraria, Guilherme Grisi, 1979-
Advisor: Etchebehere, Maurício, 1967-
Abstract: Resumo: Introdução: A osteossíntese das fraturas de úmero proximal com placas bloqueadas proporciona melhor estabilização da fratura em ossos osteoporóticos e, atualmente, é o implante de escolha quando comparados com implantes convencionais, já que permite fixação rígida e mobilidade precoce. As principais vias de acesso utilizadas são a deltopeitoral e a anterolateral. A realização da anterolateral sofre resistência por muitos cirurgiões que temem suas complicações, principalmente lesão do nervo axilar. Objetivos: realizar revisão sistemática para avaliar incidência de lesão nervo axilar nas osteossínteses pela via anterolateral; Avaliar a via de acesso cirúrgica de preferência entre cirurgiões brasileiros (especialistas e não especialistas em cirurgia do ombro); Avaliar a função do ombro e as complicações de pacientes com fratura de úmero proximal tratados pela via anterolateral com observação direta do nervo axilar. Material e métodos: Realizamos três estudos. Um primeiro estudo de revisão sistemática utilizando o método PICOS de busca e pelo protocolo PRISMA. Os artigos selecionados foram avaliados por dois examinadores e aplicou-se o teste de Kappa para se determinar o grau de concordância entre os observadores; Um segundo estudo, transversal, com questionários entre ortopedistas especialistas e não especialistas em cirurgia de ombro. Nesse artigo avaliou-se a via de acesso de escolha entre os profissionais entrevistados. A comparação das respostas foi testada pelo teste do qui-quadrado ou o teste exato de Fisher. Adotou-se um nível de significância de 5%. O terceiro estudo, retrospectivo, com avaliação radiográfica e funcional (Constant e DASH scores) pós-operatória e as complicações de pacientes submetidos a osteossíntese de fratura de úmero proximal pela via de acesso anterolateral estendida. Utilizou-se o método de regressão linear múltipla. A associação entre a classificação da fratura e a diferença dos escores Constant entre os membros bem como a associação da classificação da fratura e o ângulo final de consolidação foram analisados pelo Teste de Fisher ou Anova. A comparação dos escores Constant entre os membros foi conduzida pelo Teste t Pareado. Conclusão: A osteossíntese pela via anterolateral estendida ou MIPO apresentam baixo risco de lesão do nervo axilar. Apesar disso, a maioria dos cirurgiões (especialista e não especialistas em cirurgia de ombro) escolhem a via de acesso deltopeitoral no tratamento dessa lesão. O tratamento das fraturas do úmero proximal com placa bloqueada pela via de acesso anterolateral estendida evoluiu com bom resultado funcional. Entretanto, houve diminuição da função em relação ao ombro contralateral principalmente em pacientes com fratura Neer IV. A principal complicação pós-operatória foi a consolidação viciosa tanto na revisão sistemática quanto na nossa casuística

Abstract: Introduction: Osteosynthesis of proximal humerus fractures with locking plates provides better fracture stabilization in osteoporotic bones and is currently the implant of choice. The main approach used are Deltopeitoral and Anterolateral. The use of Anterolateral is avoided by many surgeons who fear its complications, especially axillary nerve injury. Objectives: To carry out a systematic review to evaluate the incidence of axillary nerve injury in the osteosynthesis by the anterolateral; To evaluate the preferential approach between Brazilian surgeons (specialists and non-specialists in shoulder surgery); To evaluate the function of the shoulder and the complications of patients with proximal humeral fracture treated by the Anterolateral approach with direct observation of the axillary nerve. Material and methods: Three studies were performed. First one was a systematic review study using the PICOS search method and the PRISMA protocol. The selected articles were evaluated by two examiners and the Kappa test was applied to determine the degree of agreement among the observers; A second, cross-sectional study, with questionnaires between specialist (shoulder surgeon) and non-specialist. This article evaluated the approach of choice among specialist (shoulder surgeon) and no-specialist. The comparison of the responses was tested by the chi-square test or Fisher's exact test. A significance level of 5% was adopted. The third study, retrospective, with radiological and functional evaluation (Constant and DASH scores) of patients treated with osteosynthesis with anterolateral approach. The postoperative complications and it rates were determined. The multiple linear regression method was used. The association between the fracture classification and the difference of the Constant scores among the members as well as the association of fracture classification and the final angle of consolidation were analyzed by the Fisher or Anova Test. The comparison of the Constant scores among the limbs was conducted by the t- Test. Conclusion: Osteosynthesis through the extended anterolateral approach or MIPO presents a low risk of axillary nerve injury. Despite this, most surgeons (shoulder specialist or not) choose deltopectoral approach in the treatment of this lesion. Treatment of proximal humeral fractures with locking plate by the extended anterolateral approach presented with good functional outcome. However, there was a decrease in the function in relation to the contralateral shoulder, especially in patients with Neer IV fracture. The main postoperative complication was the vicious consolidation both in our systematic review and in our series
Subject: Fraturas do úmero
Cirurgia ortopédica
Complicações pós-operatórias
Language: Inglês
Editor: [s.n.]
Citation: MOURARIA, Guilherme Grisi. Pacientes com fratura do úmero proximal submetidos a osteossíntese com placa bloqueada pela via anterolateral estendida. 2019. 1 recurso online (111 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Mouraria_GuilhermeGrisi_D.pdf5.76 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.