Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/334454
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Expressão proteica de HMGA2 e PLAG1 na progressão do adenoma pleomorfo para carcinoma ex adenoma pleomorfo   : estudo em uma série de tumores glandulares  
Title Alternative: Protein expression of HMGA2 and PLAG1 in the progression of pleomorphic adenoma to carcinoma ex pleomorphic adenoma   : study in a series of glandular tumors  
Author: Vizotto, Louyse Moura, 1992-
Advisor: Mariano, Fernanda Viviane, 1984-
Abstract: Resumo: O Adenoma Pleomorfo (AP) é a neoplasia mais comum de glândulas salivares, apresentando curso benigno, assintomático e lento na maioria das vezes, porém pode sofrer recorrências após remoção cirúrgica, que aumentam o risco de malignização do tumor, levando ao desenvolvimento de Carcinoma Ex Adenoma Pleomorfo (CXAP), que apesar de raros são agressivos com frequentes metástases e morte relacionadas a doença. Neste estudo, por meio de reações de imunoistoquimica, analisamos a expressão das proteínas PLAG1 e HMGA2 em 38 casos de AP¿s, 36 casos de AP Recorrentes e 41 casos de CXAP¿s, levando em consideração o subtipo histológico e grau de progressão tumoral dos mesmos. Dos casos de AP¿s analisados, 34 foram positivos para PLAG1 enquanto apenas 9 mostraram positividade para HMGA2. Em Adenomas Pleomorfos Rrecorrentes (APREC¿s), 34 casos foram positivos para PLAG1 enquanto apenas 8 tiveram o mesmo resultado para HMGA2. Quanto aos casos de CXAP¿s, 12 foram positivos para PLAG1, por outro lado, para o marcador HMGA2, 20 casos foram positivamente marcados. Foi encontrada significativa associação de PLAG1 com AP¿s e perda da sua expressão à medida que ocorria a transformação e progressão maligna. PLAG1 esteve mais expresso em tumores de baixo grau e com diferenciação mioepitelial. O contrário foi observado com o marcador HMGA2, observamos uma associação relevante com CXAP, e maior prevalência da expressão em tumores de alto grau, Adenocarcinomas NOS e Carcinomas de Ducto Salivar. Nosso estudo mostrou que estes marcadores são promissores no que diz respeito a diagnóstico, acompanhamento de agressividade tumoral e possíveis candidatos a terapia alvo

Abstract: The Pleomorphic Adenoma (AP) is the most common neoplasm of salivary glands, presenting a benign course, asymptomatic and slow in most cases, but may recur after surgical removal, which increases the risk of tumor malignancy, leading to the development of Ex Carcinoma Pleomorphic adenoma (CXAP), which although rare are aggressive with frequent metastases and death related disease. In this study, we analyzed the expression of PLAG1 and HMGA2 proteins in 38 cases of APs, 36 cases of recurrent APs and 41 cases of CXAPs, taking into account the histological subtype and degree of tumor progression. Of the cases of APs analyzed, 34 were positive for PLAG1 while only 9 showed positivity for HMGA2. In Recurrent Pleomorphic Adenomas (APREC's), 34 cases were positive for PLAG1 while only 8 had the same result for HMGA2. As for CXAP's cases, 12 were positive for PLAG1, on the other hand, for the HMGA2 marker, 20 cases were positively labeled. Significant association of PLAG1 with APs and loss of expression was found as the transformation and malignant progression occurred. PLAG1 was more expressed in low grade tumors with myoepithelial differentiation. The opposite was observed with the HMGA2 marker, we observed a relevant association with CXAP, and a higher prevalence of expression in high grade tumors, NOS Adenocarcinomas and Salivary Duct Carcinomas. Our study showed that these markers are promising with regard to diagnosis, monitoring of tumor aggressiveness and possible candidates for target therapy
Subject: Adenoma pleomorfo
Proteína HMGA2
Carcinogênese
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: VIZOTTO, Louyse Moura. Expressão proteica de HMGA2 e PLAG1 na progressão do adenoma pleomorfo para carcinoma ex adenoma pleomorfo  : estudo em uma série de tumores glandulares  . 2019. 1 recurso online (66 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/334454. Acesso em: 25 jul. 2019.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Leal_LouyseVizottoCarvalhoMoura_M.pdf2.93 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.