Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/334337
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Efeitos da lorcaserina no sistema reprodutor e mecanismos ejaculatórios de ratos machos : Effects of lorcaserin on reproductive system and ejaculatory mechanisms of male rats
Title Alternative: Effects of lorcaserin on reproductive system and ejaculatory mechanisms of male rats
Author: Pacheco, Tainá Louise, 1995-
Advisor: Kempinas, Wilma De Grava
Abstract: Resumo: A obesidade é um grave problema de saúde e entre os tratamentos indicados, destaca-se a farmacoterapia. Diversos medicamentos foram aprovados para este fim, entretanto, alguns apresentaram sérios riscos, inclusive para o sistema reprodutor, e foram retirados do mercado. Sabe-se que os receptores serotoninérgicos, como o 5-HT2C, desempenham um papel na função sexual masculina. A lorcaserina, fármaco agonista seletivo do receptor 5-HT2C, foi liberada recentemente como medicamento anorexígeno. Na literatura não existem dados sobre seus efeitos no sistema reprodutor masculino e na ejaculação. Esse trabalho avaliou, em ratos adultos Wistar, parâmetros reprodutivos, com ênfase sobre a qualidade espermática e mecanismos ejaculatórios, utilizando a lorcaserina como agonista. O estudo foi desenvolvido em etapas. Experimento I, piloto, com 4 grupos experimentais: controle (salina) e tratados com 0,5, 1 e 10 mg/Kg de lorcaserina nos ciclos de luz claro ou escuro, por 14 dias; Experimento II, com 4 grupos: tratados com lorcaserina, 10 mg/Kg por 60 dias e 30 mg/Kg por 30 dias, no ciclo claro, e seus respectivos grupos controle. Experimento III, estudo farmacológico in vivo e in vitro, o qual investigou os efeitos da lorcaserina na ejaculação. No experimento I não foram observadas alterações na maioria dos parâmetros, exceto uma diminuição no ganho de peso corpóreo no grupo tratado com 10 mg/Kg no ciclo claro e uma aceleração no tempo de trânsito dos espermatozoides na região da cabeça/corpo do epidídimo no mesmo grupo no ciclo escuro. No Experimento II houve uma diminuição no ganho de peso e no consumo de ração no grupo exposto à lorcaserina por 30 dias. Este mesmo grupo apresentou diminuição no peso da vesícula seminal cheia e vazia, bem como diminuição no número de espermatozoides e aceleração do tempo de trânsito na região de cabeça/corpo do epidídimo. O grupo exposto a 10 mg/Kg apresentou aumento no peso do fígado, diminuição no número de espermatozoides e aceleração do tempo de trânsito na região da cauda do epidídimo. Não houveram alterações na morfologia e contagem espermática nos testículos, bem como nos níveis de gonadotrofinas. Ambas exposições causaram dano à motilidade espermática e apenas os animais tratados por 60 dias apresentaram aumento na concentração de testosterona plasmática e intratesticular. No Experimento III, a lorcaserina não afetou a contratilidade dos órgãos reprodutores in vitro. In vivo, foi capaz de causar ejaculações completas sem estímulo sensorial no modelo anestesiado e na avaliação de penile grooming, e melhorou o desempenho de animais sexualmente experientes na cópula, diminuindo o limiar ejaculatório. Todos os resultados foram prevenidos pelo antagonista SB 242084, indicando um papel crucial do 5-HT2C na ejaculação. Assim, concluímos que a exposição de ratos à lorcaserina, além de apresentar efeitos no ganho de peso e ingestão de ração, causou impacto direto sobre a reprodução, uma vez que sua utilização esteve associada a facilitação ejaculatória. Esse trabalho contribui para a caracterização dos efeitos da lorcaserina no sistema reprodutor masculino, para avanços na compreensão da neurofisiologia e farmacologia da ejaculação, bem como fornece uma nova perspectiva de tratamento para homens com ejaculação retardada

Abstract: Obesity is a serious health problem and among the indicated treatments, pharmacotherapy stands out. Several drugs were approved for this purpose, however, some presented serious risks, including for the reproductive system, and were withdrawn from the market. It is known that serotonergic receptors, such as 5-HT2C, play a role in male sexual function. Lorcaserin, a selective 5-HT2C receptor agonist, has been released recently as an anorectic drug. In the literature there are no data on its effects on male reproductive system and on ejaculation. This study evaluated, in adult Wistar rats, reproductive parameters, with emphasis on sperm quality and ejaculatory mechanisms, using lorcaserin as an agonist. The study was developed in stages. Experiment I, a pilot, with 4 experimental groups: control (saline) and treated with 0.5, 1 and 10 mg/Kg lorcaserin in light or dark light cycles for 14 days; Experiment II, with 4 groups: treated with lorcaserin, 10 mg/Kg for 60 days and 30 mg/Kg for 30 days, in the light cycle, and their respective control groups. Experiment III, a pharmacological study in vivo and in vitro, which investigated the effects of lorcaserin on ejaculation. In experiment I, no changes were observed in most of the parameters except a decrease in body weight gain in 10 mg/Kg group in light cycle and an acceleration in the transit time of spermatozoa in the caput/corpus region of the epididymis in the same group in dark cycle. In experiment II, there was a decrease in weight gain and food intake in the group exposed to lorcaserin for 30 days. This same group showed a decrease in seminal gland weight, as well as a decrease in the number of spermatozoa and acceleration of transit time in the caput/corpus region of the epididymis. The group exposed to 10 mg/Kg had an increase in liver weight, a decrease in the number of spermatozoa and an acceleration of transit time in the cauda region of the epididymis. No changes were observed in morphology and sperm count in the testes, such as gonadotrophin levels. Both exposures caused damage to sperm motility and only animals treated for 60 days showed an increase in plasma and intratesticular testosterone concentration. In experiment III, lorcaserin did not affect the contractility of the reproductive organs in vitro. In vivo, it was able to cause complete ejaculations without sensory stimulation in the anesthetized model and in the evaluation of penile grooming, and improved the performance of sexually experienced animals in copulation, reducing the ejaculatory threshold. All results were reversed in the presence of SB 242084 antagonist, indicating a crucial role of 5-HT2C on ejaculation. Thus, we conclude that the exposure of rats to lorcaserin, besides having effects on weight gain and food intake, had a direct impact on reproduction, since its use may be associated with ejaculatory facilitation. This study contributes to the characterization of the effects of lorcaserin in male reproductive system, for advances in the understanding of neurophysiology and pharmacology of ejaculation, as well as provides a new perspective of treatment for men with delayed ejaculation
Subject: Lorcaserina
Aparelho genital masculino
Ejaculação
Rato
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: PACHECO, Tainá Louise. Efeitos da lorcaserina no sistema reprodutor e mecanismos ejaculatórios de ratos machos: Effects of lorcaserin on reproductive system and ejaculatory mechanisms of male rats. 2019. 1 recurso online (90 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP.
Date Issue: 2019
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pacheco_TainaLouise_M.pdf5.09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.