Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/332630
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Evolução, desafios e tendências dos créditos de carbono da geração elétrica a partir de fontes renováveis
Title Alternative: Evolution, challenges and trends of carbon credits from electricity generation from renewable sources
Author: Guida, Elisa da Costa, 1988-
Advisor: Cavaliero, Carla Kazue Nakao, 1971-
Abstract: Resumo: As mudanças climáticas consistem em temática central para a humanidade, tornando necessária a cooperação internacional em busca da mitigação de emissões de gases de efeito estufa. Certificados transacionáveis de redução de emissões vêm sendo utilizados para esse propósito, inclusive de atividades como a geração de eletricidade a partir de fontes renováveis de energia. O presente estudo objetivou avaliar os mercados internacionais para créditos de carbono da geração de energia elétrica a partir dessas fontes considerando o âmbito regulado do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) e o mercado voluntário de carbono, tanto no Brasil quanto no mundo. Resultados de registros de projetos entre 2005 a 2018 mostraram a relevância das atividades pesquisadas, sendo os empreendimentos hidrelétricos e eólicos os principais em número de projetos registrados. Foi observado o decaimento do número de registros após 2012 para o MDL devido à diminuição da demanda pelo Comércio de Emissões Europeu e aos preços reduzidos decorrentes de incertezas e problemas de credibilidade dos mecanismos do Protocolo de Quioto. O mercado voluntário, embora com menor número de projetos, vem praticando melhores valores, inclusive recebendo projetos do MDL. Os principais desafios observados foram a pouca distribuição quanto ao país de origem do projeto, a consideração de impactos socioambientais e cobenefícios, a demonstração de adicionalidade, a supervisão de dupla contabilização e titularidade e a coexistência de certificados de energia renovável. Com base nesses desafios, a análise de tendências realizada identificou possíveis mercados levando em consideração a implantação do novo mecanismo de mercado (NMM) previsto no Acordo de Paris; iniciativas regionais, nacionais e subnacionais; e iniciativas voluntárias, tanto no âmbito mundial quanto brasileiro. Os resultados indicam que a maior perspectiva de demanda para o MDL, ao menos no curto prazo, refere-se à sua aceitação pelo NMM. Iniciativas regionais, nacionais e subnacionais, embora crescentes, podem permanecer optando pelo uso de créditos domésticos, reduzindo a demanda internacional. Iniciativas voluntárias deverão continuar a existir, principalmente da demanda corporativa, todavia, poderão ser insuficientes para acolher os créditos disponíveis. No caso do Brasil, a demanda pelos créditos de carbono pode vir de um comércio nacional, ainda em discussão. Sem a consolidação do NMM do Acordo de Paris, o mercado voluntário poderá receber mais projetos, incluindo os transferidos do MDL. Ao final, independentemente do contexto, são esperadas regras mais restritas e maior supervisão do processo de certificação. Sem uma sinalização clara de demanda, o desenvolvimento de novos projetos deverá continuar reduzido, além da possibilidade de migração para outras estratégias, como a obtenção de certificados de energia renovável

Abstract: Climate change is a main issue for humankind, making necessary international cooperation seeking to mitigate greenhouse gas emissions. Emission reduction tradable certificates are used for that purpose, including those from renewable electricity generation. This paper aims to assess the international markets for carbon credits from electricity generated from these resources, considering the Clean Development Mechanism (CDM) regulated market and the voluntary market, in Brazil, as well as in the world. Results from projects registered between 2005 and 2018 show the relevance of the activities researched; hydroelectric and wind-power efforts were the main technologies in term of number of registered projects. A decrease in the CDM registration numbers after 2012 was observed due to a diminished demand from the European Union Emission Trading Scheme and falling prices because of uncertainties and problems with the Kyoto Protocol mechanisms credibility. The voluntary market, although with a smaller amount of projects, has offered better rates, even receiving some of the CDM projects. The main challenges noted were the small distribution regarding a project¿s country of origin, the evaluation of social-environmental impacts and co-benefits, additionality, double counting and ownership supervision and the co-existence of renewable energy certificates. Based on these challenges, trend analysis identified viable markets taking into account the implementation of the new market mechanism (NMM) provisioned in the Paris Agreement; regional, national and subnational initiatives; and voluntary initiatives, both on a global and Brazilian levels. Results indicate that the prospect of greater demand for CDM, at least short-term, are because of its acceptance by NMM. Regional, national and subnational initiatives, albeit rising, can still opt for the use of domestic credits, decreasing international demand. Voluntary initiatives should continue to occur, mainly from corporate demand, but might be insufficient to absorb the available credits. When it comes to Brazil the carbon credit demand can come from a national trade, still in discussion. Without the Paris Agreement NMM support, the voluntary market might get more projects, including CDM transfers. In conclusion, regardless of context, stricter rules and more oversight on the certification process are expected. Without clear signs of demand, the development of new projects will remain reduced, besides the possibility of migration to other strategies, like obtaining renewable energy certificates
Subject: Créditos de carbono
Energia elétrica
Fontes renováveis
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2018
Appears in Collections:FEM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Guida_ElisaDaCosta_M.pdf1.57 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.