Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/332340
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Instrumento de Empoderamento Psicológico : adaptação cultural e desempenho psicométrico da versão brasileira do Psychological Empowerment Instrument
Title Alternative: Cultural adaptation and psychological performance of the brazilian version of the Psychological Empowerment Instrument
Author: Schumaher, Mayara Larissa Nilsen, 1988-
Advisor: Alexandre, Neusa Maria Costa, 1954-
Abstract: Resumo: Empoderamento psicológico está relacionado a uma sensação de motivação em relação ao ambiente de trabalho. É um processo pelo qual os trabalhadores são capazes de identificar, analisar e propor soluções aos problemas relacionados ao trabalho. Várias intervenções e estratégias auxiliam no processo de empoderamento psicológico. Dentre suas contribuições no contexto da enfermagem, destacam-se: o aumento da satisfação no trabalho, do comprometimento organizacional, de comportamentos inovadores e da qualidade da assistência ao paciente, assim como a redução do Burnout, do desgaste no ambiente de trabalho e do quadro de rotatividade de profissionais. O Psychological Empowerment Instrument (PEI) é um instrumento que avalia uma medida multidimensional de empoderamento psicológico no contexto do trabalho. Trata-se de um instrumento composto por 12 itens subdivididos em quatro subescalas (significado, competência, autodeterminação e impacto). OBJETIVOS: Realizar a adaptação cultural do PEI para a língua portuguesa do Brasil, assim como verificar as propriedades psicométricas em uma amostra de enfermeiros brasileiros. MÉTODOS: Estudo metodológico, de corte transversal, envolvendo 219 enfermeiros. O processo de adaptação cultural, desenvolveu-se por meio de etapas recomendadas internacionalmente - tradução, síntese, retrotradução e avaliação por comitê de especialistas e o pré-teste. A confiabilidade do PEI-Br foi analisada por meio da consistência interna (alfa de Cronbach), Confiabilidade Composta (CC) e estabilidade (teste-reteste). Realizou-se a avaliação da validade concorrente, utilizando correlação de Spearman, para verificar as relações entre o escore do PEI-Br e os escores das versões brasileiras do Questionário de satisfação no trabalho S20/23, Escala de Autoeficácia no trabalho, Escala de Estresse no trabalho, Questionário de percepção da influência no setor de trabalho e instrumento Conditions of Work Effectiveness ¿ Questionnaire II. A validade da estrutura fatorial foi avaliada por meio da análise fatorial confirmatória, sendo verificado os índices de ajuste do modelo e a saliência das cargas fatoriais. A validade convergente foi estimada usando a Variância Extraída Média (VEM). Foi também avaliado a validade discriminante e efeito teto/chão. A praticabilidade foi verificada por meio de um instrumento específico desenvolvido e validado para esta finalidade. Para análise dos dados foi utilizado os programas SPSS versão 20.0 e o AMOS versão 20.0. Foi adotado um nível de 5% de significância para os testes estatísticos. RESULTADOS: Pequenas modificações no PEI-Br foram realizadas com a finalidade de adaptar o instrumento para o Brasil. A maioria dos sujeitos eram do sexo feminino (85,4%) e com média de 35,7 (7,8) anos. Todas as subescalas apresentaram VEM, alfa de Cronbach e CC adequados, exceto a subescala "Impacto" (VEMImp = 0,39; CC= 0,65; ?= 0,63). Na avaliação da estabilidade (teste-reteste) não apresentaram os índices recomendados as subescalas "Competência" e "Impacto". Todas as correlações entre PEI-Br e os outros instrumentos foram significativas. Os índices da estrutura fatorial do modelo hierárquico de segunda ordem foram [? = 0,47 a 0,84; ?2 / gl = 1,84; GFI = 0,93; CFI = 0,96; TLI = 0,94; RMSEA = 0,06 (IC 90% = 0,04-0,08). Não houve necessidade de exclusão ou refinamento do modelo. Na avaliação do efeito teto/chão, observou-se que não houve efeito chão para as subescalas e pontuação total, contudo, as subescalas "Significado" (42,5%) e "Competência" (32,0%) apresentaram efeito teto. O instrumento foi considerado de fácil compreensão pelos enfermeiros. CONCLUSÃO: Esta pesquisa disponibilizou um instrumento com evidências de confiabilidade e validade para avaliação do empoderamento psicológico para a população de enfermeiros, podendo oferecer suporte para a aplicabilidade dessa estratégia de gestão de recursos humanos

Abstract: Psychological empowerment is related to a sense of motivation towards the work environment. It is a process by which workers are able to identify, analyze and propose solutions to work-related problems. Various interventions and strategies assist the process of psychological empowerment. Among its contributions in the context of nursing, the following stand out: increased job satisfaction, organizational commitment, innovative behaviors and quality of patient care, such as a reduction of Burnout and turn over. The Psychological Empowerment Instrument (PEI) is an instrument that evaluates a multidimensional measure of psychological empowerment in the context of work. It is a questionnaire composed of 12 items subdivided into four subscales. AIMS: To perform a cultural adaptation of the PEI to a Portuguese language in Brazil, as well as to verify the psychometric properties of a sample of Brazilian nurses. METHODS: Methodological study, cross-sectional, involving 219 nurses. The process of cultural adaptation has been developed through internationally recommended stages - translation, synthesis, back-translation, evaluation by expert committee and pre-test. The reliability of the PEI-Br was analyzed by internal consistency (Cronbach's alpha), composite reliability (CR) and stability (test-retest). The concurrent validity evaluation using Spearman correlation was used to verify the relationships between the PEI-Br score and the scores of the Brazilian versions of the "Work Satisfaction Questionnaire S20/ 23", the Occupational Self-efficacy Scale, the Job Stress Scale, The "Escala da percepção da influência no setor de trabalho and instrument Conditions of Work Effectiveness - Questionnaire II. The validity of the factorial structure was evaluated by means of the confirmatory factorial analysis, and the adjustment indices of the model and the salience of the factorial loads were verified. The convergent validity was estimated using Average Variance Extracted (AVE). The discriminant validity and the ceiling / floor effect were also evaluated. The practicality was verified by means of a specific instrument developed and validated for this purpose. For the analysis of the data was used the programs SPSS version 20.0 and the AMOS version 20.0. A 5% level of significance was adopted for the statistical tests. RESULTS: Small modifications in PEI-Br were performed with the purpose of adapting the instrument to Brazil. The majority of the subjects were female (85.4%) and with a mean of 35.7 (7.8) years old. All subscales showed adequate AVE, Cronbach's alpha and CR, except the "Impact" subscale (VEMImp = 0.39; CR = 0.65; ? = 0.63). The stability evaluation (test-retest) did not present the recommended indexes of the subscales "Competence" and "Impact". All correlations between PEI-Br and the other questionnaires were significant. The indexes of the factorial structure of the second order hierarchical model were [? = 0.47 to 0.84; ?2 / df = 1.84; GFI = 0.93; CFI = 0.96; TLI = 0.94; RMSEA = 0.06 (90% CI = 0.04-0.08). There was no need to exclude or refine the model. In the evaluation of the ceiling / floor effect, it was observed that there was no floor effect for the subscales and total score, however, the subscales "Meaning" (42.5%) and "Competence" (32.0%) had a ceiling effect. The instrument was considered easy to understand by nurses. CONCLUSION: This research provided an instrument with evidence of reliability and validity for the evaluation of psychological empowerment for the Brazilian population, being able to support the applicability of this strategy of human resources management
Subject: Instrumentos para a gestão da atividade científica
Tradução
Estudos de validação
Enfermeiros
Poder (Psicologia)
Language: Multilíngua
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2018
Appears in Collections:FENF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Schumaher_MayaraLarissaNilsen_D.pdf4.11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.