Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/332286
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.CRUESPUNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINASpt_BR
dc.descriptionOrientador: Maria Cecília Calani Baranauskaspt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Computaçãopt_BR
dc.format.extent1 recurso online (233 p.) : il., digital, arquivo PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languageInglêspt_BR
dc.relation.requiresRequisitos do sistema: Software para leitura de arquivo em PDFpt_BR
dc.typeTESE DIGITALpt_BR
dc.titleA sociotechnical process model for the designI of interactive digital tv applications : Um modelo de processo sociotécnico para o design de aplicações de tv digital interativapt_BR
dc.title.alternativeUm modelo de processo sociotécnico para o design de aplicações de tv digital interativapt_BR
dc.contributor.authorBuchdid, Samuel Bastos, 1981-pt_BR
dc.contributor.advisorBaranauskas, Maria Cecilia Calani, 1954-pt_BR
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual de Campinas. Instituto de Computaçãopt_BR
dc.contributor.nameofprogramPrograma de Pós-Graduação em Ciência da Computaçãopt_BR
dc.subjectModelagem de processospt_BR
dc.subjectTecnologia da informação - Aspectos sociaispt_BR
dc.subjectSemiótica organizacionalpt_BR
dc.subjectTelevisão interativa - Aspectos sociaispt_BR
dc.subjectTelevisão digitalpt_BR
dc.subjectInteração humano-máquinapt_BR
dc.subjectDesign participativopt_BR
dc.subject.otherlanguageProcess modelingen
dc.subject.otherlanguageInformation technology - Social aspectsen
dc.subject.otherlanguageOrganizational semioticsen
dc.subject.otherlanguageInteractive television - Social aspectsen
dc.subject.otherlanguageDigital televisionen
dc.subject.otherlanguageHuman-machine interactionen
dc.subject.otherlanguageParticipatory designen
dc.description.abstractResumo: Assistir televisão (TV) sempre foi uma atividade social. As pessoas reunidas assistem TV em suas salas de estar, restaurantes ou consultórios. Fora de suas casas, elas falam sobre o futebol ou sobre o último episódio de novela, ou até mesmo recomendam um programa de TV interessante. A TV Digital Interativa (TVDi) e os avanços da Web 2.0 e das Tecnologias de Informação e Comunicação abriram uma variedade de possibilidades para a televisão, tais como o uso da TV em conjunto com dispositivos móveis, como um portal de acesso a informação via Internet ou mesmo para o gerenciamento de redes domésticas. No entanto, tanto no Brasil quanto em outros países, a TVDi enfrenta problemas que são inerentes ao seu desenvolvimento (e.g., falta de experiência dos usuários para interagir com o conteúdo de televisão, passividade do usuário herdada da TV analógica e as limitações do controle remoto). Além disso, sofre com a falta de referenciais (e.g., aplicações exemplo, processos, mecanismos de avaliação e guias de boas práticas) que auxiliem o processo de desenvolvimento de qualquer artefato físico ou de software. Por ser uma mídia sociotécnica, deve atender a existência de um amplo conjunto de fatores que abrange desde aspectos motivacionais, emocionais e afetivos, de sociabilidade e valores humanos, mas também questões técnicas de segurança, escalabilidade e desempenho. Por estar dentro de um ecossistema de mídias, também sofre com a concorrência e colaboração de outros dispositivos, que podem ter suas potencialidades e restrições exploradas em conjunto com a mídia televisiva. Enquanto algumas emissoras precisam produzir conteúdo interativo, desenvolver uma aplicação de TVDi não é uma realidade que está presente em sua cadeia de produção. Além disso, o desenvolvimento de aplicações para TVDi é diferente de um sistema de software tradicional (e.g., Web), e dificilmente pode ser apoiada por uma metodologia de software existente. Concomitantemente, desconsiderar aspectos de interação humano-computador pode gerar aplicações destinadas ao fracasso, visto o forte apelo interacional que tais aplicações devem ter. Esse contexto sugere a necessidade de se criar um processo de design para aplicações de TVDi que agregue tanto as necessidades dinâmicas da uma cadeia de produção televisiva, quanto os fundamentos de um processo de software, bem como aspectos de interação humano-computador. Nesse sentido, essa tese propõe um modelo de processo que tem como base teórica a Computação Socialmente Consciente, que se baseia na Semiótica Organizacional e Design Participativo. O modelo também emprega referenciais teóricos como Padrões de Projeto e Design Persuasivo. Artefatos e métodos foram adaptados ou criados para suportar diferentes estágios do processo de design. O modelo foi instanciado e experimentado em um cenário real de uma emissora de TV para entender a realidade sociotécnica da emissora e projetar uma aplicação de TVDi para esse cenário. Os resultados refletem a viabilidade e os benefícios do modelo em uma situação práticapt
dc.description.abstractAbstract: Watching Television (TV) has always been a social activity. People watch TV together in social spaces such as living rooms, restaurants, and offices. Outside their homes, they talk about football or the latest soap opera episode, and even recommend TV shows to others. Interactive digital TV (iDTV) and advances in both Web 2.0 and information and communication technologies have opened up a variety of possibilities for TV, such as TV on mobile devices, using the TV as a portal to access information via the Internet, or even for the management of home networks. However, both in Brazil and in other countries, iDTV faces problems that are inherent to its development (e.g., lack of user experience interacting with television content, user passivity inherited from analog TV and remote control limitations). In addition, it suffers from a lack of references (e.g., sample applications, processes, evaluation mechanisms, and best practice guides) that would otherwise aid the development process of any physical or software-based artifacts. To serve as a sociotechnical medium, iDTV developers must consider a wide range of factors, such as motivational, emotional, and relational issues, sociability, and human values, as well as technical issues involving security, scalability, and performance. Because iDTV operates within a media ecosystem, it must also compete and collaborate with other devices, which may have their own potential and constraints brought to light when combined with TV as a medium. While some TV channels need to produce interactive content, developing an iDTV application is not a reality in their production chain. In addition, the development of iDTV applications is different from that of traditional software systems (e.g., the Web), and it is difficult for this development to rely on an existing software methodology. At the same time, disregarding for Human-Computer Interaction can generate applications destined for failure, given the strong interactional appeal that these applications are required to have. This situation reveals the need to create a specific design process for iDTV applications that considers both the dynamic needs of a television production chain and the fundamentals of a software process while involving aspects of Human-Computer Interaction. This doctoral thesis proposes a conceptual model process that is founded on the theories of Socially Aware Computing, a design approach supported by Organizational Semiotics and Participatory Design. The model also employs theoretical references such as design patterns and persuasive design. Artifacts and methods were adapted or created to support different design process stages. The model was instantiated and experienced in a real broadcasting company in order to understand the company's sociotechnical reality, and to design an iDTV application for this scenario. Results reflect the viability and benefits of the model in a practical settingen
dc.publisher[s.n.]pt_BR
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.citationBUCHDID, Samuel Bastos. A sociotechnical process model for the designI of interactive digital tv applications: Um modelo de processo sociotécnico para o design de aplicações de tv digital interativa. 2017. 1 recurso online (233 p.) Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Computação, Campinas, SP. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/332286. Acesso em: 15 Jan. 2021.pt_BR
dc.description.degreelevelDoutoradopt_BR
dc.description.degreedisciplineCiência da Computaçãopt_BR
dc.contributor.committeepersonalnamePiccolo, Lara Schibelsky Godoypt_BR
dc.contributor.committeepersonalnameMiranda, Leonardo Cunha dept_BR
dc.contributor.committeepersonalnameSantanchè, Andrépt_BR
dc.contributor.committeepersonalnameCarvalho, Ariadne Maria Brito Rizzonipt_BR
dc.date.defense2017-12-13T00:00:00Zpt_BR
dc.description.sponsordocumentnumber142113/2013-1; 165430/2013-3pt_BR
dc.date.available2021-01-15T19:50:20Z-
dc.date.accessioned2021-01-15T19:50:20Z-
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2021-01-15T19:50:20Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Buchdid_SamuelBastos_D.pdf: 7177425 bytes, checksum: 693c3c180ef4e87449a78404e98b60dc (MD5) Previous issue date: 2017en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/332286-
dc.description.sponsorCNPQpt_BR
dc.description.sponsorCAPESpt_BR
Appears in Collections:IC - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Buchdid_SamuelBastos_D.pdf7.01 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.