Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/332206
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.CRUESPUNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINASpt_BR
dc.descriptionOrientador: Thomas Patrick Dwyerpt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanaspt_BR
dc.format.extent1 recurso online (274 p.) : il., digital, arquivo PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relation.requiresRequisitos do sistema: Software para leitura de arquivo em PDFpt_BR
dc.typeTESE DIGITALpt_BR
dc.titleOs predicados da violência : tumultos coletivos na Índia pós-colonialpt_BR
dc.title.alternativeThe attrobutes of violence : riots in postcolonial Indiapt_BR
dc.contributor.authorAlves, Mariana Faiad Batista, 1977-pt_BR
dc.contributor.advisorDwyer, Thomas Patrick, 1952-pt_BR
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual de Campinas. Instituto de Filosofia e Ciências Humanaspt_BR
dc.contributor.nameofprogramPrograma de Pós-Graduação em Sociologiapt_BR
dc.subjectViolencia - Índiapt_BR
dc.subjectDalits - Índiapt_BR
dc.subjectMuçulmanospt_BR
dc.subjectMulherespt_BR
dc.subject.otherlanguageViolence - Indiaen
dc.subject.otherlanguageDalits - Indiaen
dc.subject.otherlanguageMuslimsen
dc.subject.otherlanguageWomenen
dc.description.abstractResumo: Os predicados da violência referem-se ao direcionamento na violência contra grupos específicos e pré-determinados. No discurso oficial do governo indiano, os predicados compõem-se em violência contra mulheres, violência contra dalits e violência contra grupos tribais. Os eventos analisados nesta tese apontam para outros predicados, em eventos de violência contra muçulmanos e violência contra sikhs. Sendo a Índia uma sociedade milenar organizada politicamente sob os preceitos do sistema de castas, há uma particularidade na sociedade indiana nas relações entre os grupos, e na primazia do pertencimento a um grupo frente aos direitos individuais. Dentre os crimes direcionados a predicados específicos, esta tese terá por foco eventos de violência coletiva com foco nos tumultos coletivos (os riots). Esta escolha justifica-se por um lado por serem os tumultos os crimes de maior ocorrência no país, e por outro a escolha justifica-se no objetivo de relacionar a violência coletiva em uma sociedade politicamente organizada dentro da hierarquia das castas. A tese irá percorrer o contexto por trás de grandes tumultos coletivos que marcaram a sociedade indiana, analisando estes eventos com um duplo olhar. Por um lado, estes tumultos serão analisados como frutos de antagonismos entre os diversos grupos, mas, sobretudo, estes eventos serão analisados como instrumentos da própria formação e construção dos antagonismos entre os grupos. A violência contra mulheres entrará nesta tese de forma transversal, como mecanismo integrante dos tumultos coletivos em quaisquer que sejam os predicados. A tese inicia-se com o contexto da independência da Índia no evento histórico da Partilha da Índia e Paquistão, entendendo este evento como o primeiro tumulto coletivo da Índia independente. A tese segue para uma análise da relação entre a Índia e Paquistão independentes, analisando as quatro guerras travadas entre os países, com foco na problemática da Caxemira e na formação de Bangladesh. Parte-se para uma análise do contexto em torno dos tumultos contra a comunidade religiosa Sikh na capital Déli em 1984. Segue-se para uma análise do contexto em torno da destruição de uma mesquita do século XV para a construção de um templo no exato local, e os tumultos contra muçulmanos na cidade de Bhagalpur em 1989 e em Ayodhya em 1992, seguido da análise do contexto em torno da violência contra muçulmanos no estado do Gujarat em 2002. A tese irá analisar diversos contextos da violência contra dalits e, ao final, irá analisar a violência contra dalits e muçulmanos no contexto da implementação da lei de proibição do abate de gado bovinopt
dc.description.abstractAbstract: The attributes of violence refer to acts of violence clearly oriented towards specific groups. In the official governmental discourse, those attributes are classified as violence against women, violence against scheduled castes and violence against scheduled tribes. Events analysed in this study indicate other attributes such as violence against Muslims and violence against Sikhs. Considering India an ancient society politically organised under the caste system, there is a peculiarity in its relation with the groups and on the primacy of groups on individual rights. Amongst the crimes oriented towards specific attributes, this study will focus on the riots. This choice is justified because riots are on the top of the governmental list of crimes as the one with the highest level of occurrence, but also this study will focus on the riots intending to relate collective violence with a society organised under the hierarchy of the caste system. This study will go thought the context behind major riots in India with a double intent. On one side, it will look at the riots as expressions of the divergences between particular groups, but specially, it will look at riots as instruments on the construction of the divergence between groups. Violence against women enters this study intersectionally, as part of the collective violence in all its attributes. The study starts with the context of independence in the eve of Partition, suggesting it to be the first riots of independent India. It follows to an analisys of the relation between India and Pakistan thought the four wars between the two countries, focusing on the context of Kashmir and on the formation of Bangladesh. It proceeds to the context surrounding the violence against Sikhs in Deli in 1984. After that, it will discuss the context around the destruction of a 15th century mosque and the willing desire to build a temple instead, and the riots against Muslims in Bhagalpur in 1989 and in Ayodhya in 1992, and the context of the riots against Muslims in Gujarat in 2002. It then follows to multiple contexts of violence against Dalits and, at the very end, this study will analyse the violence against Muslims and Dalits in the context of the prohibition of cattle slaughteren
dc.publisher[s.n.]pt_BR
dc.date.issued2018pt_BR
dc.identifier.citationALVES, Mariana Faiad Batista. Os predicados da violência: tumultos coletivos na Índia pós-colonial. 2018. 1 recurso online (274 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas, SP.pt_BR
dc.description.degreelevelDoutoradopt_BR
dc.description.degreedisciplineSociologiapt_BR
dc.description.degreenameDoutora em Sociologiapt_BR
dc.contributor.committeepersonalnameChaguri, Mariana Miggiolaropt_BR
dc.contributor.committeepersonalnameRosa, Marcelo Carvalhopt_BR
dc.contributor.committeepersonalnameOliveira, Mirian Santos Ribeiro dept_BR
dc.contributor.committeepersonalnameFlorentino Neto, Antoniopt_BR
dc.date.defense2018-03-28T00:00:00Zpt_BR
dc.description.sponsordocumentnumber2013/10089-9pt_BR
dc.date.available2018-09-10T13:29:04Z-
dc.date.accessioned2018-09-10T13:29:04Z-
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2018-09-10T13:29:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Alves_MarianaFaiadBatista_D.pdf: 8381668 bytes, checksum: 609e12b5d6e28ac255c2b140b0ae900f (MD5) Previous issue date: 2018en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/332206-
dc.description.sponsorFAPESPpt_BR
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Alves_MarianaFaiadBatista_D.pdf8.19 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.