Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/332196
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Modelos matemáticos para a descrição do mimetismo Mülleriano em espaços de aspecto e geográfico
Title Alternative: Mathematical models for the description of Müllerian mimicry in aspect and geographic spaces
Author: Marcon, Divane, 1978-
Advisor: Ferreira Junior, Wilson Castro, 1948-
Abstract: Resumo: O mimetismo é um fenômeno biológico em que uma espécie se assemelha a outra espécie em algumas características, através de um processo evolutivo, sendo um assunto amplamente investigado em ecologia genética e um fenômeno de interface entre psicologia e evolução. O mimetismo Mülleriano ocorre quando duas espécies tóxicas (presas) desenvolvem uma aparência similar como uma forma de defesa compartilhada contra predadores. O nome ''Mülleriano'' deve-se ao naturalista alemão Fritz Müller (1822 - 1897), que viveu no sul do Brasil (e naturalizou-se brasileiro). A principal contribuição de Müller para a explicação do mimetismo, através da observação do comportamento de espécies de borboletas tóxicas foi que, por compartilharem semelhanças em seus padrões de asas, elas também compartilham o ônus de ensinar os predadores a evitá-las. A aprendizagem dos predadores ocorre pela experiência individual quando provam uma presa tóxica. Neste trabalho apresentamos modelos matemáticos discretos que descrevem o fenômeno do mimetismo de Müller. Consideramos borboletas como presas e pássaros como seus predadores. O objetivo não é descrever um caso específico, mas assumindo alguns valores para os parâmetros dos modelos, validar as hipóteses biológicas de Müller, demostrando a ocorrência de fenômenos observados in natura. Os modelos são, portanto, qualitativos - não quantitativos. Através de simulações numéricas, várias situações foram observadas e descritas, com resultados que coincidem com os fenômenos observados na natureza e descritos na literatura

Abstract: Mimetism is a biological phenomenon by which a species resembles another species in some characteristics, through an evolutionary process, being a subject widely investigated in genetic ecology and a phenomenon of interface between psychology and evolution. Müllerian mimicry occurs when two toxic species (prey) develop a similar appearance as a form of shared defense against common predators. The name ''Müllerian'' is due to the German naturalist Fritz Müller, who lived in southern Brazil (and obtained Brazilian citizenship). Müller's main contribution was the explanation of mimicry, through observation of the behavior of toxic butterfly species, since they share similarities in their wing patterns, they also share the burden of teaching predators to avoid them. Predators' learning occurs through individual experience when they prove a toxic prey. In this work we present discrete mathematical models which describe the phenomenon of Müllerian mimicry. We consider butterflies as prey and birds as their predators.The objective is not to describe a specific case, but assuming some values for the parameters of the models, to validate Müller's biological hypotheses. The models are qualitative. Through numerical simulations, several situations were observed and described, with results that coincide with the phenomena observed in nature and described in the literature
Subject: Mimetismo mülleriano
Modelagem matemática
Simulação computacional
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2018
Appears in Collections:IMECC - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Marcon_Divane_D.pdf11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.