Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/332186
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Governança territorial em nível metropolitano e risco da mudança climática no Rio de Janeiro
Title Alternative: Territorial governance at metropolitan level and risk of climate change in Rio de Janeiro
Author: Oscar Júnior, Antonio Carlos da Silva, 1989-
Advisor: Nunes, Luci Hidalgo, 1961-
Abstract: Resumo: O estudo analisou como o processo de gestão e governança territorial desenvolvido na Região Metropolitana do Rio de Janeiro impacta a gestão dos riscos da mudança climática. Para avaliar a importância da temática de desastres naturais e mudança climática para a área de estudo procedeu-se com levantamento da base de dados de desastres nacionais e internacionais que apontaram para a pluviosidade como principal fator deflagrador de desastres e o Rio de Janeiro como um dos estados brasileiros como maior destaque para a temática. A partir desta constatação, os dados pluviométricos diários de vinte postos (1967-2015) foram submetidos a análises estatísticas. Os dados mensais e anuais dos postos também foram submetidos a técnica de Mann-Kendall e os de chuva máxima mensal em 24 horas submetidos a técnicas multivariadas para identificação de padrões espaciais. Os resultados apontaram para tendência de aumento e concentração da chuva da RMRJ, sobretudo no sopé da Serra do Mar, influenciando diretamente no aumento de magnitude e frequência de eventos intensos e extremos de pluviosidade e, consequentemente de desastres naturais, reforçando a importância pública da temática. Sugere-se que, muito provavelmente, essa tendência é uma resposta às mudanças que ocorrem em nível global, seja pela consistência estatística de mudança observada em grande parte dos postos pluviométricos utilizados no estudo ou pela correlação da pluviosidade com a temperatura da superfície do mar, influenciando na magnitude, frequência e localização da ZCAS. Além disso, dados socioeconômicos, territoriais e instrumentos legais foram analisados com intuito de explicar, a partir de uma perspectiva histórica, política e socioeconômica a organização da RMRJ e a forma como os seus entes se relacionam. Além disso, utilizou-se o índice de capacidade adaptativa para avaliar qualitativa e quantitativamente os impactos deste relacionamento na capacidade de adaptação da região à mudança climática. Estes dados demonstraram que a estrutura de governança e gestão territorial metropolitana observada no estado do Rio de Janeiro reforçam as disparidades e desigualdades, em que os com mais recursos desenvolvem mais capacidades, densidade institucional e meios para enfrentamento dos mais variados problemas, restando àqueles periféricos e sua população elevados graus de vulnerabilidade e exposição aos riscos. Aponta ainda para a necessidade de uma transformação na relação sociedade e Estado

Abstract: The study analyzed how the process of management and territorial governance developed in the Metropolitan Region of Rio de Janeiro (MRRJ) impacts the management of the risks of climate change. To evaluate the importance of the theme of natural disasters and climate change for the study area, national and international databases about disasters were consulted, showing rainfall as the main deflator factor and highlight Rio de Janeiro as one of the Brazilian states with greater number of events. From this observation, the daily rainfall data of twenty rain gauges (1967-2015) were submitted to statistical analysis. The monthly and annual data of this rain gauges were also submitted to Mann-Kendall technique and the monthly maximum rainfall in 24 hours submitted to multivariate techniques to identify spatial patterns. The results pointed to a tendency of rainfall increase and concentration at RMRJ, especially in the foothills of Serra do Mar, influencing directly the increase of magnitude and frequency of intense and extreme rainfall events, and consequently natural disasters, reinforcing the importance of the theme. The results suggest that this tendency is most likely a response to the changes occurring at the global level, either by the statistical consistency of change observed in most of the rain gauges used in the study or by the correlation of rainfall with sea surface temperature, influencing in the magnitude, frequency and location of the SACZ. In addition, territorial, socioeconomic data and legal instruments were analyzed to explain, from a historical, political and socioeconomic perspective, the organization of MRRJ and the way in which its entities are related. In addition, the Adaptive Capacity Index was used to evaluate, qualitatively and quantitatively, the impacts of this relationship on the region's ability to adapt to climate change. These data demonstrate that the governance and metropolitan territorial management structure observed in the state of Rio de Janeiro reinforce the disparities and inequalities, in which those with more resources develop more capacities, institutional density and means to face the most varied problems, leaving those peripheral and its population with high levels of vulnerability and exposure to risks. The results also point out the need for a transformation in the relationship between society and State
Subject: Mudanças climaticas - Aspectos políticos
Políticas públicas
Precipitação (Meteorologia) - Variabilidade
Extremos climáticos
Oceano - Temperatura
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: OSCAR JÚNIOR, Antonio Carlos da Silva. Governança territorial em nível metropolitano e risco da mudança climática no Rio de Janeiro. 2018. 1 recurso online (333 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Geociências, Campinas, SP.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:IG - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
OscarJunior_AntonioCarlosDaSilva_D.pdf13.99 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.