Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/332093
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Desempenho motor em atletas de rugby em cadeira de rodas
Title Alternative: Motor skills presents by wheelchair rugby players
Author: Souza, Mauro Furtado de, 1991-
Advisor: Gorla, José Irineu, 1964-
Abstract: Resumo: O rugby em cadeira de rodas (RCR) é uma modalidade esportiva bastante dinâmica, os praticantes são atletas com tetraplegia ou quadro semelhante. A modalidade apresenta sete classes esportivas, e os atletas são chamados de atletas "ponto alto", "ponto médio" ou "ponto baixo". Diante ao dinamismo do jogo de RCR e suas características técnicas e táticas, conhecer as características do jogo e dos jogadores é a melhor forma de garantir um planejamento mais eficaz. O meio mais preciso para se obter informações em relação ao desempenho dos atletas é a avaliação motora. Para tanto este estudo teve o objetivo de verificar a correlação dos resultados dos testes de máxima distância percorrida - 6 minutos, velocidade de aceleração - 20 metros e RAST (Running Based Anaerobic Sprint Test) adaptado, a fim de observar a aplicabilidade e especificidade destes testes com a modalidade e correlacionar valores dos testes de desempenho motor com a classificação funcional dos atletas, "pontos altos, médios e baixos". Este estudo é caracterizado como pesquisa descritiva, com aspectos correlacional, e delineamento transversal. Os participantes do estudo foram 11 atletas de RCR, do sexo masculino, com quadro de sequela após a lesão na medula espinhal em nível cervical com tempo de lesão médio de sete anos ±3,9. Os participantes apresentavam média de 31,1 ± 5,6 anos de idade média, massa corporal de 67,9kg ± 11,3 e média de altura de 1,80m ±1,0. O estudo mostrou que: 1) Os testes trazem informações relevantes sobre as capacidades físicas dos atletas para a modalidade do RCR, a partir de uma aplicabilidade prática; 2) Os testes de máxima distância percorrida não trazem diferenças significativas entre atletas ponto baixo e ponto médio; 3) Os pontos baixos apresentam desempenho motor inferiores ao desempenho dos pontos médios nos testes de velocidade de aceleração e RAST; 4) Os pontos baixos apresentam índice de fadiga, superiores aos de atletas pontos médios; 5) Apenas um atleta por classe (atleta ponto alto), não é suficiente para estabelecer o parâmetro representativo da CF; 6) Variações dispares entre resultados do testes de atletas, podem estar relacionados com fatores extrínsecos ou intrínsecos como idade do participante, tempo de prática na modalidade e volume de treinamento semanal. Testes como os apresentados neste trabalho, são capazes de trazer informações importantes para o desempenho motor na modalidade através de um viés prático e preciso, pois os mesmos, são validados com fidedignidade comprovada

Abstract: Wheelchair Rugby (RCR) is a very dynamic sports modality, the practitioners are athletes with tetraplegia or similar picture. The modality presents seven sports classes, and the athletes are called "high point", "midpoint" or "low point" athletes. Given the dynamism of the RCR game and its technical and tactical characteristics, knowing the characteristics of the game and the players is the best way to ensure a more effective planning. The most accurate way to obtain information regarding athletes performance is motor assessment. The purpose of this study was to verify the correlation of the results of the tests of maximum distance traveled - 6 minutes, velocity of acceleration - 20 meters and adapted RAST(Running Based Anaerobic Sprint Test), in order to observe the applicability and specificity of these tests with the modality and to correlate values of the motor performance tests with the athletes' functional classification, "high, medium and low points". This study is characterized as descriptive research, with correlational aspects, and cross - sectional design. The participants of the study were 11 male RCR athletes with sequelae after spinal cord injury at cervical level with mean injury time of seven years ± 3.90. The participants had mean age of 31.1 ± 5.6 years of age, body mass of 67.9kg ± 11.3 and mean height of 1.80m ± 1.0. The study showed that: 1) The tests bring relevant information about the physical abilities of the athletes to the RCR modality, from a practical applicability; 2) The tests of maximum distance covered do not bring significant differences between athletes low and mid point; 3) The lows exhibit lower motor performance than the midpoint performance in acceleration and RAST velocity tests; 4) The low points present a fatigue index, superior to the athletes average points; 5) Only one athlete per class (high point athlete), is not enough to establish the parameter representative of CF; 6) Different variations between athlete test results may be related to extrinsic or intrinsic factors such as age of the participant, practice time in the modality and weekly training volume. Tests such as those presented in this paper are capable of bringing important information for motor performance in the modality through a practical and accurate bias, since the same ones are validated with trustworthiness proven
Subject: Lesão medular
Rugby em cadeira de rodas
Habilidade motora
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: SOUZA, Mauro Furtado de. Desempenho motor em atletas de rugby em cadeira de rodas. 2018. 1 recurso online (67 p.). Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Campinas, SP.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:FEF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Souza_MauroFurtadoDe_M.pdf938.27 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.