Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/332058
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Estudo acústico-perceptual do estilo de fala telefônico com implicações para a verificação de locutor em português brasileiro
Title Alternative: An acoustic-perceptual study of the telephone speaking style with implications for speaker verification in Brazilian Portuguese
Author: Passetti, Renata Regina, 1981-
Advisor: Barbosa, Plinio Almeida, 1966-
Abstract: Resumo: Esta pesquisa apresenta uma análise fonético-experimental de parâmetros acústicos que caracterizam o estilo de fala telefônico e investiga a habilidade de ouvintes em discriminar este estilo de fala, característico de interações mediadas por aparelhos celulares, de um estilo de fala não mediado, característico de interações face a face. Para isso, elaborou-se um corpus principal relacionado ao experimento de produção e, a partir dele, criou-se outro relacionado ao experimento de percepção do estilo de fala telefônico. O corpus principal, denominado "EstiloTel", foi composto por gravações de fala semi-espontânea obtidas nas condições face a face e via telefone celular. Ambas as condições de gravação foram conduzidas em ambientes ruidosos e silenciosos. Esta etapa de análise tinha como objetivo investigar se as modificações acústicas presentes no estilo de fala telefônico poderiam ser influenciadas por alterações no nível de ruído ambiental e se apresentariam distinções entre os sexos. As técnicas de análise acústica investigadas envolveram o cálculo de um conjunto de parâmetros globais e locais. De modo geral, pode-se afirmar que o estilo de fala telefônico está associado a um aumento nos valores da mediana da frequência fundamental para locutores de ambos os sexos. No entanto, há diferença no conjunto de parâmetros modificados pelos locutores masculinos e femininos. Os locutores do sexo masculino produzem mudanças em quantidade maior de parâmetros acústicos durante a interação telefônica se comparados às locutoras do sexo feminino. Entre os homens, o estilo de fala telefônico é caracterizado pela modificação significativa de descritores da frequência fundamental e de parâmetros temporais, a saber: a distribuição dos picos de duração normalizada das sílabas fonéticas, a duração dos intervalos entre duas pausas silenciosas consecutivas e a duração dos grupos acentuais. Além disso, as modificações associadas à maioria desses parâmetros são potencializadas pela presença de ruídos ambientais. Com exceção da duração dos intervalos entre pausas silenciosas, os valores dos demais parâmetros na condição telefônica aumentaram quando esta interação ocorreu em ambientes ruidosos. Os intervalos entre pausas silenciosas são, por sua vez, menores na condição telefônica, o que indica trechos de fala mais curtos e uma maior produção do número de pausas silenciosas nesta condição. Pode-se afirmar, então, que durante a interação pelo telefone, a fala de locutores do sexo masculino é produzida com valores globais da frequência fundamental mais elevados e com uma maior variação entoacional, possui maior grau de saliência duracional e maior quantidade de pausas silenciosas. A análise do estudo da dimensão perceptiva demonstrou que o estilo de fala telefônico mostrou-se difícil de se identificar auditivamente. Por outro lado, a análise da sensibilidade dos ouvintes por grupos de combinação de estímulos demonstrou que o estilo de fala telefônico foi identificado com maior acuidade quando ambas as interações a serem comparadas ocorreram em um mesmo ambiente. A correlação entre as escolhas dos ouvintes no experimento auditivo-perceptivo com parâmetros analisados foi investigada por meio de análise por regressão não paramétrica. Os resultados mostraram que cerca de um terço da percepção do estilo de fala telefônico está relacionado à covariação de parâmetros correlatos da altura e do volume da fala

Abstract: This research presents a phonetic-experimental analysis of the acoustic parameters that characterize the telephone speaking style and also investigates the speakers¿ ability of discriminating a speaking style representative of mobile phone interactions from a non-mediated speaking style representative of face-to-face interactions. A main corpus was compiled in an attempt to study the production of the telephone speaking style, within that a sample was selected to analyze the perceptual dimension of this speaking style. The main corpus, named "EstiloTel", consisted of semi-spontaneous speech samples which were recorded in face-to-face and telephone conditions and obtained in noisy and silent environments. The goals of this stage were to investigate if the acoustic modifications of telephone speaking style could be influenced by environmental noises and also if they could be distinct between sexes. The acoustic analysis techniques were divided considering global and local parameters, besides the durational analysis of silent and filled pauses, inter-silent pauses, and stress groups. In general, the telephone speaking style is linked to an increase of median values of fundamental frequency for both sexes. However, male speakers modify a greater amount of acoustic parameters during a telephone interaction than women. Among males, the telephone speaking style is characterized by a significant change of fundamental frequency statistical descriptors and temporal parameters, namely distribution of normalized duration peaks, inter-silent pauses duration, and stress groups duration. Moreover, changes related to most of these parameters are enhanced by environmental noises. Excluding inter-silent pauses duration, the remaining telephone condition significant parameters tended to be higher when measured in noisy environments. On the other hand, inter-silent pauses duration rate is lower in telephone condition which signals shorter speech excerpts and a higher number of silent pauses in this condition. Therefore, male speech in telephone interactions has higher and more variable values of fundamental frequency, from a durational point of view is produced with more salience, and has a higher amount of silent pauses. The study of the perceptual dimension has shown that telephone speaking style is auditorly hard to identify. On the other hand, the analysis of listeners¿ sensibility across stimuli distinct grouping has shown a higher accuracy in the telephone speaking style identification when the interactions of both conditions takes place in the same environment. The correlation between the listeners' choices in the perceptual experiment and the acoustical parameters was investigated by non-parametric regression analysis. The results have shown that approximately one third of the telephone speaking style identification could be explained by the combination of pitch and loudness-related parameters
Subject: Língua portuguesa - Brasil
Língua portuguesa - Estilo
Língua portuguesa - Português falado
Fonética acústica
Fonética forense
Telefone celular
Interação verbal
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: PASSETTI, Renata Regina. Estudo acústico-perceptual do estilo de fala telefônico com implicações para a verificação de locutor em português brasileiro. 2018. 1 recurso online (133 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, SP.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Passetti_RenataRegina_D.pdf4.44 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.