Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/332049
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Redistribuição de água pelas raízes de citros sob déficit hídrico : Water redistribution by citrus roots under drought
Title Alternative: Water redistribution by citrus roots under drought
Author: Miranda, Marcela Trevenzoli, 1993-
Advisor: Ribeiro, Rafael Vasconcelos, 1977-
Abstract: Resumo: As plantas cítricas estão sujeitas à variação sazonal da disponibilidade de água em várias áreas de cultivo e uma estratégia eficaz para amenizar os impactos da escassez de água na citricultura é a utilização de porta-enxertos tolerantes à seca. É importante entender quais características fazem alguns porta-enxertos mais tolerantes que outros para que espécies alternativas com características fenotípicas e fisiológicas semelhantes sejam selecionadas. A redistribuição hidráulica é o movimento passivo de água nas raízes seguindo um gradiente de potencial da água, sendo a água absorvida por raízes em solo úmido e liberada em tecidos em contato com solo seco. Outra estratégia fisiológica é o ajuste osmótico, caracterizado pelo acúmulo ativo de solutos na célula em resposta à redução da disponibilidade de água no ambiente. A redução do potencial osmótico facilita a extração da água em solos secos e mantém o turgor das células. Nesse contexto, os objetivos deste trabalho foram avaliar a redistribuição hidráulica em duas espécies de porta-enxerto, bem como verificar se o ajuste osmótico está associado a este fenômeno. Laranjeiras Valência foram enxertadas com limoeiro Cravo e citrumeleiro Swingle de tal forma que as mudas formadas possuíssem dois sistemas radiculares de porta-enxertos diferentes ou de um mesmo porta-enxerto para simular uma situação em que apenas parte das raízes tinha disponibilidade de água enquanto a outra parte estava sob déficit hídrico. Os experimentos permitiram constatar que as duas espécies realizavam redistribuição de água e que o Cravo possui maior capacidade de enviar água para o lado seco da raiz. A maior habilidade de redistribuir água do limoeiro Cravo em relação ao citrumeleiro Swingle foi associada à maior absorção de água pelas raízes úmidas ocasionada pela diminuição do potencial osmótico. As copas de laranjeira Valência enxertadas sobre limoeiro Cravo também apresentaram sensibilidade estomática à variação da disponibilidade de água, sugerindo que as raízes sob seca sinalizaram para que o fechamento estomático ocorresse mesmo havendo suprimento de água pela parte úmida e a folha estando hidratada. As trocas gasosas da copa enxertada sobre o citrumeleiro Swingle não foram significativamente afetadas pela redução da disponibilidade hídrica, permanecendo com os estômatos abertos durante o período experimental. Quando comparados os porta-enxertos, as modificações fisiológicas e mecanismos descritos levaram à maior resistência do limoeiro Cravo à seca

Abstract: Citrus plants are subject to a seasonal variation of water availability in many growing areas, an effective strategy to mitigate the impacts of citrus water scarcity is the use of drought tolerant rootstocks. It is important to understand which characteristics make some rootstocks more tolerant than others so that alternative rootstocks with similar phenotypic and physiological characteristics are selected. Hydraulic redistribution is a passive movement of water in roots following a gradient of water potential, in moist soil sites water is uptaken by roots and then released in tissues in contact with drier soil. Osmotic adjustment is another physiological strategy, characterized by an active cell accumulation of solutes in response to a reduction of water availability in the environment. A reduction in osmotic potential facilitates the extraction of water in dry soils and maintains the cells turgor. In this context, the aims of this work were to evaluate the hydraulic redistribution in two rootstock species, as well as to verify if the osmotic adjustment is associated with this phenomenon. Seedlings of Valencia sweet orange were inarched with Rangpur lime and Swingle citrumelo rootstocks, each seedling had two root systems to simulate a situation where only part of the roots had water availability while the other part was under water limiting conditions. The experiments allowed us to verify that both species redistributed water and that Rangpur lime has greater capacity to send water to the roots under drought. The greater ability to redistribute water of Rangpur lime in comparison to Swingle citrumelo was associated to a greater absorption of water by the moist roots caused by a decrease in osmotic potential. Valencia sweet orange canopies grafted on Rangpur lime also showed a stomatal sensitivity to the variation of water availability, suggesting that roots under drought signaled for stomatal closure even though water was supplied by the moist part and leaves were hydrated. The gas exchanges of the canopy grafted on Swingle citrumelo were not significantly affected by the reduction of water availability, keeping the stomata open during the experimental period. When comparing rootstocks, physiological modifications and mechanisms described led to a greater drought tolerance of Rangpur lime
Subject: Porta-enxertos
Cítricos
Plantas - Potencial osmótico
Plantas - Tolerância à seca
Sistema radicular
Language: Inglês
Editor: [s.n.]
Citation: MIRANDA, Marcela Trevenzoli. Redistribuição de água pelas raízes de citros sob déficit hídrico: Water redistribution by citrus roots under drought. 2018. 1 recurso online (80 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Miranda_MarcelaTrevenzoli_M.pdf1.92 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.