Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/332042
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Financialization and its implications on the determination of exchange rates of emerging market economies
Title Alternative: A financeirização e suas implicações para a determinação da taxa de câmbio das economias emergentes
Author: Ramos, Raquel Almeida, 1984-
Advisor: Prates, Daniela Magalhães, 1970-
Plihon, Dominique, 1946-
Abstract: Resumo: A tese estuda o impacto da financeirização nas taxas de câmbio das economias emergentes (EMEs). Com a fi nanceirização, as finanças, no n ível internacional, seguem uma l ógica partimonial onde a especulação tem espa ço cada vez maior, como reflexo de inova ções de produtos e pr áticas como derivativos cambiais e carry trading por parte dos money managers. Atrav és de suas escolhas de aloca ção de portfolio, esses investidores de portfolio conectam mercados e moedas ao redor do globo, o que faz de suas decisões elementos-chave da determina ção da taxa de câmbio. Ao mesmo tempo, algumas economias emergentes têm se deparado com uma alta volatilidade cambial, especialmente em momentos de turbulência em mercados financeiros internacionais. Essas dinâmicas cambiais seriam associadas ao processo de financeirização? Por qual motivo elas seriam mais importantes em algumas economias do que em outras? Essas são algumas das questões as quais essa tese busca responder. Especifi camente, a tese sugere a hipótese de que o uso de ativos e de moedas dessas economias nas atividades inovadoras mencionadas torna as taxas de câmbio das mesmas vulneráveis as decisões dos money managers e assim as condições de mercados fi nanceiros ao redor do mundo. Para testar essa hipótese, um indicador de integração fi nancerizada e proposto e comparado as características das taxas de câmbio do país em questão. Os resultados demonstram uma forte associação da financeirização com uma volatilidade cambial mais elevada, uma relação mais pr oxima com as condições dos mercados fi nanceiros globais e uma maior correlação com outras moedas de economias emergentes. Al em de examinar as dinâmicas específicas às moedas emergentes e suas razões de forma empírica, a tese sugere um arcabouço Minskyano de economia aberta que detalha os mecanismos subjacentes aos resultados encontrados e formas de modelar elementos-chave para a compreensão da dinâmica cambial em modelos de consistência de fluxos e estoques (SFC)

Abstract: This thesis investigates the impacts of financialization on exchange rates of emerging market economies (EMEs). With financialization, finance follows a patrimonial and increasingly speculative logic at the international level, reflecting innovations of products and practices such as FX derivatives and carry trading by money managers. Through their portfolio allocation decisions, these portfolio investors bridge markets and currencies across the globe, their decisions being key to exchange rate determination. Simultaneously, some EMEs have been facing high exchange rate volatility, especially in moments of turbulence in international financial markets. The thesis seeks to answer whether these dynamics are associated with financialization and why they are stronger in some EMEs. Specifically, it raises the hypothesis that the use of an EME's assets and currency in those innovative strategies increases emerging currencies' fragility to money managers' decisions, thus to conditions of financial markets worldwide. To test this hypothesis an indicator of financialized integration is suggested and compared to countries' exchange-rate features. Results demonstrate a strong association of financialization with higher exchange rate volatility, more frequent extreme depreciations, closer association with international financial conditions, and high correlation with other emerging currencies. Apart from scrutinizing emerging currencies' special dynamics and their reasons, the thesis suggests a Minskyan open-economy framework that details the underlying mechanisms and forms of modeling key elements to explain exchange rate dynamics in the SFC framework
Subject: Minsky, Hyman P., 1919-1996
Taxas de câmbio
Economias emergentes
Financeirização
Language: Inglês
Editor: [s.n.]
Citation: RAMOS, Raquel Almeida. Financialization and its implications on the determination of exchange rates of emerging market economies. 2016. 1 recurso online (457 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Economia e Université Paris Nord 13., Campinas, SP.
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ramos_RaquelAlmeida_D.pdf10.27 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.