Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/332025
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Association of amphipods with seaweeds : effects of algal host identity, predation and amphipod feeding behavior = Associação de anfípodes com algas: efeitos da identidade da alga hospedeira, predação e comportamento alimentar de anfípodes
Title Alternative: Associação de anfípodes com algas : efeitos da identidade da alga hospedeira, predação e comportamento alimentar de anfípodes
Author: Machado, Glauco Barreto de Oliveira, 1988-
Advisor: Leite, Fosca Pedini Pereira, 1947-
Abstract: Resumo: As algas marinhas desempenham um papel fundamental em costões rochosos por oferecerem abrigo e alimento para diversas espécies. As características desses substratos biológicos, bem como a predação, influenciam a abundância e a diversidade da fauna associada, inclusive aquela representada por anfípodes. Ainda, o comportamento alimentar de anfípodes herbívoros pode influenciar a associação desses consumidores com algas hospedeiras. Nesse estudo, investigamos o papel da identidade da alga hospedeira, da pressão de predação e do comportamento alimentar de anfípodes sobre a associação de anfípodes com algas marinhas. Especificamente, investigamos (1) o efeito da identidade da alga hospedeira sobre a densidade e a composição de anfípodes e sobre a vulnerabilidade desses animais à predação, (2) o efeito da identidade da alga sobre a distribuição, a alimentação e a vulnerabilidade à predação do anfípode herbívoro generalista Cymadusa filosa e (3) como a variação nutricional entre diferentes algas influencia a alimentação do anfípode herbívoro generalista Ampithoe valida. A associação de anfípodes com três algas hospedeiras foi avaliada sazonalmente durante um ano. A composição da assembleia de anfípodes foi sensível à identidade da alga hospedeira e variou temporalmente. Por meio de um experimento em campo, foi observado que a predação não teve um efeito claro sobre a assembleia anfípodes. Além disso, a predação não foi responsável pela variação espacial (i.e. entre algas hospedeiras) e temporal da assembleia de anfípodes. A densidade de C. filosa diferiu entre as espécies de algas hospedeiras. Por meio de experimentos de alimentação e desempenho de C. filosa em laboratório, foi observado que a distribuição desse herbívoro foi apenas parcialmente explicada pelo valor da alga como alimento. Nesse caso, a partir de um experimento em campo, foi observado que a predação é um fator limitante da ocorrência de C. filosa em algas com alta qualidade como alimento. Por meio de experimentos de alimentação em laboratório, foi estimada a taxa de ingestão de nutrientes (i.e. carbono, nitrogênio, proteína e compostos não proteicos) pelo herbívoro A. valida. Tal anfípode foi capaz de regular a ingestão de nutrientes, principalmente proteína, amenizando o problema da variação nutricional entre diferentes algas. Os resultados do presente estudo enfatizam a importância da identidade do hospedeiro para associação de anfípodes com algas. Além disso, o valor das algas como refúgio contra predação é um importante fator limitante para herbívoros generalistas, uma vez que a necessidade por um refúgio adequado parece sobrepujar a demanda por algas que atendam seus requerimentos nutricionais. Nesse caso, tais herbívoros podem empregar estratégias comportamentais para superar o baixo valor nutricional de algas que representam refúgios adequados contra predação. Portanto, dada a importância da identidade da alga hospedeira sobre a composição da fauna associada, a perda de tais organismos formadores de hábitat pode ter sérias consequências sobre a diversidade da fauna associada e, consequentemente, sobre o fluxo de matéria e energia em ecossistemas costeiros

Abstract: Seaweeds play a key role on rocky shores by providing shelter and food for several species. The traits of such biological substrates, as well as the predation pressure, influence the abundance and diversity of the associated fauna, especially amphipods. Also, the feeding behavior of herbivorous amphipods can affect the association of such consumers with their algal hosts. Herein, we investigated the role of algal host identity, predation pressure and amphipods¿ feeding behavior on the association of amphipods with seaweeds. Specifically, we investigated (1) the effect of algal host identity on the density and composition of amphipods and on the vulnerability of these animals to predation, (2) the effect of algal host identity on the distribution, feeding behavior and vulnerability to predation of the herbivorous amphipod Cymadusa filosa and (3) how the nutritional variation among different algae influences the feeding behavior of the generalist herbivorous amphipod Ampithoe valida. The association of amphipods with three algal hosts was evaluated seasonally over one year. The composition of the amphipod assemblage was sensitive to the algal host identity and varied temporarily. From a field experiment, no clear effect of predation on amphipod¿s assemblage was found. Also, predation did not explain the spatial (i.e. among algal hosts) and temporal variation of amphipod¿s assemblage. The density of C. filosa differed between species of algal hosts. From feeding and performance experiments with C. filosa at laboratory, it was observed that the distribution of this herbivore was only partially explained by the food value of algal hosts. In this case, from a field experiment, it was observed that predation is a limiting factor for the occurrence of C. filosa on high-quality food hosts. From feeding experiments, it was estimated the intake of nutrients (i.e., carbon, nitrogen, protein and non-protein compounds) by A. valida. Such amphipod was able to regulate the intake of nutrients, mainly protein, alleviating the problem of nutritional variation among different algae. Our results emphasize the importance of algal host identity for the association of amphipods with seaweeds. Also, the value of algae as a refuge against predation is an important limiting factor for generalist herbivores, since their requirement for a suitable shelter seems to be more important than the food value of algal hosts. In such case, those herbivores may employ behavioral strategies to overcome the low nutritional quality of algal foods that offer suitable shelter against predators. Therefore, considering the role of algal host identity on the composition of associated fauna, the loss of such habitat-forming organisms is expected to have drastic consequences on the diversity of associated fauna and, consequently, on the flow of matter and energy in coastal ecosystems
Subject: Ecologia de comunidades
Amphipoda
Alga marinha
Herbivoria
Predação (Biologia)
Language: Multilíngua
Editor: [s.n.]
Citation: MACHADO, Glauco Barreto de Oliveira. Association of amphipods with seaweeds: effects of algal host identity, predation and amphipod feeding behavior = Associação de anfípodes com algas: efeitos da identidade da alga hospedeira, predação e comportamento alimentar de anfípodes. 2018. 1 recurso online (93 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia, Campinas, SP.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:IB - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Machado_GlaucoBarretoDeOliveira_D.pdf3.98 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.