Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/331996
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Filiação sindical dos empregados formais no Brasil : um estudo sobre as características da base de filiados e sua propensão à sindicalização entre 2003 e 2015
Title Alternative: Union membership in Brazil : a study on the characteristics os the membership base and its propensity for unionization between 2003 and 2015
Author: Alcantara e Silva, Pedro Henrique de, 1991-
Advisor: Krein, José Dari, 1961-
Abstract: Resumo: A década passada é por muitas vezes apontada como um período de movimentos contraditórios em relação ao trabalho no Brasil. Por um lado, há entre os anos de 2003 e 2012, vários indicadores que apontam melhoras no mercado de trabalho. No entanto, por outro lado, continua ocorrendo, neste mesmo período, o avanço de medidas que aprofundam a precariedade e a desproteção do trabalhador no mercado de trabalho. Principalmente a partir de 2014, com o aprofundamento da crise político-econômica, os indicadores do mercado de trabalho, até então favoráveis, começam a apontar recuo em relação às melhorias apontadas, o que coloca em xeque o caráter estrutural daquilo que ocorreu na última década, ao mesmo tempo que evidencia, por contraste, que várias das mudanças vivenciadas nos anos 2000 redesenharam aspectos do mercado de trabalho brasileiro. Ou seja, como fruto dos processos decorridos nas últimas décadas, nosso mercado de trabalho, a base de trabalhadores assalariados e o movimento sindical brasileiro já não são mais os mesmos de quinze anos atrás. Entre as controvérsias do período está a capacidade de ação coletiva dos trabalhadores, que convive com esta melhora de alguns indicadores do mercado de trabalho e ascensão de um governo oriundo do movimento sindical, ao mesmo tempo em que enfrenta condições adversas resultantes da reconfiguração do trabalho no capitalismo contemporâneo, da força dos grupos de interesse ligados ao capital na arena de definição da regulamentação do mercado de trabalho e da crise de suas formas de organização, em especial da instituição sindical, temática de análise deste trabalho. O que se pretende discutir e oferecer algumas reflexões nesta dissertação de mestrado é 1) ocorrência ou não de mudanças significativas no perfil do trabalhador sindicalizado brasileiro ao longo dos anos de governo de um partido de origens operárias (2003 - 2015) e; 2) como a dinâmica socioeconômica do período ajuda a explicar os determinantes da sindicalização. Para encontrar encaminhamentos para estas questões se utilizará referencias teóricas sobre desempenho recente da dinâmica do capitalismo brasileiro, assim como as discussões acerca das ações e estratégias do movimento sindical (nacional e influências de experiências internacionais), valendo-se de extenso debate sobre a crise da instituição sindical nos dias atuais e das diversas formas de respostas dadas pelo próprio sindicalismo e por formas alternativas de organização. Também entrarão no escopo do trabalho cálculos econométricos de forma a testar a significância de correlações entre sindicalização e variáveis selecionadas a partir dos dados apurados na Pesquisa Nacional por Amostra Domiciliar (PNAD)

Abstract: The past decade is often referred to as a period of contradictory movements in relation to work in Brazil. On the one hand, there are between the years 2003 and 2012, several indicators that indicate improvements in the labor market. However, on the other hand, there continues to be progress in the same period of measures that deepen the precariousness and lack of protection of workers in the labor market. Especially since 2014, with the deepening of the political-economic crisis, labor market indicators, hitherto favorable, are beginning to show a decline in relation to the improvements pointed out, which puts in check the structural character of what happened in the last decade , while at the same time showing that several of the changes experienced in the 2000s redesigned aspects of the Brazilian labor market. That is, as a result of the processes that have taken place in the last decades, our labor market, the salaried workers' base and the Brazilian trade union movement are no longer the same as those of fifteen years ago. Among the controversies of the period is the capacity for collective action of workers, which coexists with this improvement of some indicators of the labor market and the rise of a government from the trade union movement, while facing adverse conditions resulting from the reconfiguration of work in the capitalism in the arena of definition of labor market regulation and the crisis of its forms of organization, especially the trade union institution, thematic of analysis of this work. What we intend to discuss and offer some reflections in this dissertation is 1) occurrence or not of significant changes in the profile of the Brazilian unionized worker during the years of government of a party of workers origins (2003-2015); 2) how the socioeconomic dynamics of the period helps explain the determinants of unionization. In order to find guidelines for these issues, theoretical references on the recent performance of the dynamics of Brazilian capitalism, as well as discussions on the actions and strategies of the trade union movement (national and influences of international experiences) will be used, using extensive debate about the crisis of union organization in the present day and the various forms of responses given by trade unionism itself and by alternative forms of organization. Econometric calculations will also be included in the scope of the paper in order to test the significance of correlations between unionization and selected variables based on the "Pesquisa Nacional de Amostra Domiciliar" - National Household Sample Survey - (PNAD)
Subject: Brasil. Presidente (2003-2010 : Lula)
Brasil. Presidente (2011-2016 : Dilma Rousseff)
Sindicalismo
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: ALCANTARA E SILVA, Pedro Henrique de. Filiação sindical dos empregados formais no Brasil: um estudo sobre as características da base de filiados e sua propensão à sindicalização entre 2003 e 2015. 2018. 1 recurso online (85 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Economia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/331996>. Acesso em: 3 set. 2018.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_PedroHenriqueDeAlcantaraE_M.pdf2.09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.