Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/331907
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Impacto da literacia em saúde nos comportamentos e condições clínicas de saúde bucal em uma coorte de adultos e idosos : um estudo quanti-qualitativo = Health literacy impact on the behaviors and oral clinical conditions in an adult and elderly cohort: a quanti-qualitative study
Title Alternative: Health literacy impact on the behaviors and oral clinical conditions in an adult and elderly cohort : a quanti-qualitative study
Author: Silva Junior, Manoelito Ferreira, 1991-
Advisor: Batista, Marília Jesus, 1974-
Abstract: Resumo: Enquanto os estudos epidemiológicos tem focado nos aspectos clínicos relacionados às doenças bucais, pouco ainda se sabe sobre os fatores sociais e comportamentais envolvidos no processo saúde-doença bucal. A literacia em saúde (LS) tem sido uma estratégia de empoderamento da população, a fim de favorecer escolhas saudáveis e a promoção de saúde. O objetivo do presente estudo foi analisar o impacto da literacia em saúde nos comportamentos e condições clínicas de saúde bucal em adultos e idosos. O estudo quanti-qualitativo foi realizado em duas etapas. Na primeira, foi realizado um estudo analítico com dados secundários da `Coorte de Saúde Bucal de Adultos de Piracicaba-SP¿ em 4 anos de acompanhamento (2011 e 2015). A coleta de dados domiciliar foi realizada com exames clínicos bucais (CPOD, CPI e biofilme visível) em indivíduos entre 23 e 69 anos e entrevista estruturada sobre dados socioeconômicos, demográficos, práticas de saúde, qualidade de vida relacionada à saúde bucal (Oral Health Impact Profile-14) e LS (14-item Health Literacy Scale). A LS foi a variável explicativa principal, dicotomizada na mediana em "alta" e "baixa". As regressões logísticas binárias/multinomiais foram realizadas para os comportamentos e desfecho de saúde bucal, sendo controladas por idade e sexo (modelo 1) e por idade, sexo e condição socioeconômica (modelo 2) (p<0,05). Na segunda etapa, foi realizado um estudo qualitativo, por meio de uma coleta de dados domiciliar realizada em 2017, com entrevistas gravadas e uso de roteiro-guia em adultos e idosos selecionados através de três perfis clínicos conforme a perda dentária: nunca ter perdido dentes, maior número de incidência de perda dentária (2011-2015) e desdentados totais (2015). A análise de conteúdo seguiu o método proposto por Bardin. Na primeira etapa, 143 indivíduos participaram do estudo, com uma perda de amostra (taxa de não resposta = 4,2%) devido à falta de informação no questionário, sendo a amostra final composta por 137 pessoas. A LS apresentou mediana de 46 pontos (entre 14 e 62 pontos) e 43,8% (n = 60) dos indivíduos apresentaram baixa literacia em saúde. A baixa LS não foi associada aos desfechos de saúde bucal após o controle nos modelos 1 e 2 (p>0,05), mas foi associada a comportamentos de saúde, como uso de serviços odontológicos públicos no modelo 1 (OR=0,34,95%IC:0,14-0,87) e procura dos serviços odontológicos para emergência no modelo 1 (OR=2,69,95%IC:1,29-5,51) e modelo 2 (OR=2,93,95%IC:1,17-7,30). Na etapa dois, a análise temática de conteúdo possibilitou a identificação dentro do tema central comportamentos de saúde, duas categorias e quatro subcategorias, sendo elas: fatores determinantes no processo saúde-doença (de risco e de proteção), e uso de serviços odontológicos (tipo de serviço odontológicos utilizado e frequência e motivo da procura do serviço odontológico). Houve maior capacidade argumentativa e demonstração de conhecimento sobre o comportamentos de saúde e a condição de saúde bucal entre os indivíduos com alta literacia em saúde

Abstract: While epidemiological studies have focused on clinical aspects related to oral diseases, little is known about the social and behavioral factors involved in the oral health-disease process. The objective of the present study was to analyze the impact health literacy on behavior and oral health conditions among adult and elderly. The quanti-qualitative study was carried out in two stages. The first was an analytical study with secondary data from `Adult Oral Health Cohort in the Piracicaba-SP¿ in 4 years of follow-up (2011 and 2015). Data collection and analysis was performed with oral clinical exams (CPOD, CPI and visible biofilm) in individuals between 23 and 69 years of age and structured interviews on socioeconomic, demographic, health practices and oral health related quality of life (Oral Health Impact Profile-14) and HL (14-item Health Literacy Scale). HL was the main explanatory variable, dichotomized in the median in "high" and "low". Binary / multinomial logistic regressions were performed for the behaviors and outcome of oral health, being controlled by age and sex (model 1) and by age, sex and socioeconomic status (model 2) (p <0.05). The second stage was a qualitative study, through a data collection conducted in 2017, with recorded interviews and the use of guidelines in adults and elderly people selected through three clinical profiles according to tooth loss: never having lost teeth, higher number of tooth loss incidence (2011-2015) and total edentulous (2015). The content analysis followed the method proposed by Bardin. In the first stage, 143 individuals participated in the study, with a loss of sample (non-response rate = 4.2%) due to lack of information in the questionnaire, with the final sample composed of 137 people. HLS-14 presented a median of 46 points (between 14 and 62 points) and resulted in 43.8% (n = 60) with low health literacy. Low HL was not associated with oral health outcomes after control in models 1 and 2 (p> 0.05), but was associated with health behavior, such as use of public dental services in model 1 (OR=0.34,95%CI:0.14-0.87 (OR=2.69,95%CI:1.29-5.51) and model 2 (OR=2.93,95%CI:1.17-7.30). In step two, thematic analysis of content made it possible to identify health behaviors, two categories and five subcategories within the central theme, being: factors (risk and protection) and use of dental services (type of service, frequency of use and reason for use demand). It was noticeable greater ability to argue and demonstrate knowledge about health behaviors and their impact on the stage of oral health status among individuals with high health literacy. HL has been shown to be an important parameter to measure the autonomy of the subject and to assist health professionals in the establishment and favoring of health promotion measures
Subject: Alfabetização em saúde
Comportamento
Saúde bucal
Perda de dente
Epidemiologia
Language: Multilíngua
Editor: [s.n.]
Citation: SILVA JUNIOR, Manoelito Ferreira. Impacto da literacia em saúde nos comportamentos e condições clínicas de saúde bucal em uma coorte de adultos e idosos: um estudo quanti-qualitativo = Health literacy impact on the behaviors and oral clinical conditions in an adult and elderly cohort: a quanti-qualitative study. 2018. 1 recurso online (84 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Piracicaba, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/331907>. Acesso em: 3 set. 2018.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
SilvaJunior_ManoelitoFerreira_D.pdf1.47 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.