Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/331901
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Saúde bucal e fragilidade em idosos de diferentes contextos sociodemográficos
Title Alternative: Oral health and frailty in old people of different sociodemographic contexts
Author: Milagres, Clarice Santana, 1984-
Advisor: Sousa, Maria da Luz Rosário de, 1965-
Abstract: Resumo: A proposta deste estudo transversal foi verificar a relação entre saúde bucal autopercebida e fragilidade em idosos participantes do estudo FIBRA em contextos sociodemográficos diversificados. O Projeto FIBRA (Fragilidade em Idosos Brasileiros) é um estudo multicêntrico e multidisciplinar, no qual foram coletadas informações sociodemográficas, comportamentais, de saúde geral e bucal; e fragilidade de idosos com 65 anos ou mais, residentes em zonas urbanas de 7 cidades brasileiras, totalizando 3.478 idosos. No capítulo 1, o objetivo foi avaliar a saúde bucal e a capacidade mastigatória autopercebida dos idosos longevos em relação aos idosos mais jovens em seis municípios brasileiros do Estudo FIBRA, enquanto no capítulo 2, o objetivo foi verificar a relação entre capacidade mastigatória autoreferida de saúde bucal e fragilidade em diferentes níveis contextuais e individuais. No capítulo 1, 11,7% dos idosos eram longevos (n=273) e destes, 15,8% eram frágeis. A conclusão encontrada foi de que os achados de saúde bucal deste primeiro estudo sugeriram que ausência de dentes naturais e dificuldade ou dor para mastigar comida dura estiveram relacionados à idade mais avançada, sendo mais prevalente nos idosos longevos que nos idosos jovens. No capítulo 2, 7% dos idosos eram frágeis. No modelo final, verificou-se que houve maior chance de serem frágeis os idosos com maior idade, os que não trabalhavam, os deprimidos e os que auto avaliaram como pior sua saúde geral quando comparada aos demais da mesma idade. Em relação à saúde bucal, 26% da amostra apresentou 3 ou mais problemas funcionais negativos da mastigação e se associou com maior chance de ser frágil, mesmo após realizado o ajuste pela idade, trabalho, depressão e avaliação de saúde bucal. Como conclusão, foi observada que a autopercepção de saúde geral destes idosos, quando comparada a outros da mesma idade, foi pior. Em relação aos aspectos funcionais da mastigação, foi verificado que a capacidade mastigatória mostrou ter sido uma variável importante a ser considerada em futuros estudos com longevidade e fragilidade, assim como a autopercepção do idoso

Abstract: The aim of this cross-sectional study was to verify the relationship between self-perceived oral health and frailty in elderly participants of the FIBRA Study in diverse sociodemographic contexts. FIBRA Project (Fragility in Brazilian Elderly) is a multi-center and multidisciplinary study, which sociodemographic, behavioral, general and oral health information was collected; and frailty of the elderly with 65 years or more, living in urban areas of 7 Brazilian cities, totaling 3.478 elderly. In chapter 1, the aim was to evaluate the oral health and self-perceived masticatory capacity of the elderly in relation to the younger adults in six Brazilian municipalities of the FIBRA Study, while in chapter 2, the aim was to verify the relation between masticatory self-reported health capacity and fragility at different contextual and individual levels. In Chapter 1, 11,7% of the elderly were long-lived (n = 273) and of these 15,8% were fragile. The conclusion was that the oral health findings of this first study suggested that the absence of natural teeth and difficulty or pain to chew hard food were related to the older age, being more prevalent in the elderly than in the elderly. In chapter 2, 7% of the elderly were frailty. In the final model, there was a greater chance of being frailty older adults, those who did not work, the depressed, and those who self-rated their overall health worse than the others of the same age. Regarding oral health, 26% of the sample had 3 or more negative functional problems of chewing and was associated with a greater chance of being frailty, even after adjusting for age, work, depression and oral health assessment. In conclusion, it was observed that the general health self-perception of these elderly people, when compared to others of the same age, was worse. Regarding the functional aspects of chewing, it was verified that masticatory capacity showed to be an important variable to be considered in future studies with longevity and frailty, as well as self-perception of the elderly
Subject: Saúde do idoso
Idoso fragilizado
Saúde bucal
Odontologia geriátrica
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: MILAGRES, Clarice Santana. Saúde bucal e fragilidade em idosos de diferentes contextos sociodemográficos. 2017. 1 recurso online (71 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Piracicaba, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/331901>. Acesso em: 3 set. 2018.
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Milagres_ClariceSantana_D.pdf2.73 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.