Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/331778
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Tratamento vaginal da síndrome geniturinária após a menopausa = ensaio clínico randomizado = Vaginal treatment for genitourinary syndrome of menopause: a randomized controlled trial
Title Alternative: Vaginal treatment for genitourinary syndrome of menopause : a randomized controlled trial
Author: Fernandes, Tatiane Rosa, 1981-
Advisor: Pedro, Adriana Orcesi, 1966-
Abstract: Resumo: Introdução: A síndrome geniturinária da menopausa é uma condição crônica frequente e causa alterações sobre a qualidade de vida das mulheres. Recentes estudos avaliam novas alternativas de tratamento para essa crescente queixa da população feminina, entretanto, atualmente dispomos de poucas opções terapêuticas adequadamente avaliadas. Objetivo: comparar o tratamento da síndrome geniturinária da menopausa após uso tópico do estrogênio, da testosterona, do ácido poliacrílico e do placebo durante 12 semanas. Métodos: Ensaio clínico randomizado, envolvendo 80 mulheres na pós menopausa sintomáticas para a síndrome geniturinária, entre 40 e 70 anos, em seguimento no ambulatório de menopausa do CAISM Unicamp. Foram selecionadas e randomizadas em quatro grupos para tratamento tópico via vaginal utilizando: estrogênio tópico ou propionato de testosterona tópico, ácido poliacrílico tópico e um grupo controle que recebeu placebo, por um período de 12 semanas. Após a avaliação dos sintomas foi utilizado o Índice de Maturação Vaginal, pH vaginal e o escore da Saúde e da Flora vaginal para avaliação do tratamento. Realizou-se a biópsia vaginal para avaliação histológica e também para a avaliação dos receptores de estrogênio e androgênio epitelial e estromal. Para a avaliação dos parâmetros de segurança foi utilizado a avaliação da espessura endometrial realizada através da ecografia transvaginal e a dosagem sérica hormonal (FSH, LH, estradiol, estrona, testosterona total e livre, SHBG, DHEA, S-DHEA, androstenediona) e metabólica (Colesterol total ,LDL, HDL, triglicérides, AST, ALT, FALC E GGT) no início e após 12 semanas de tratamento. A análise estatística foi realizada utilizando o teste do qui-quadrado, teste exato de Fisher, teste não paramétrico de Kruskal-wallis, teste ANOVA e teste Mann- Whitney. Resultados: O estrogênio e a testosterona tópica, em comparação ao placebo após 12 semanas de tratamento, apresentaram melhora clínica aliviando os sintomas da síndrome geniturinária da menopausa, aumento na porcentagem de pacientes com pH vaginal <5, aumento do escore vaginal e elevação no número de lactobacilos. O tratamento com estrogênio tópico melhorou o índice de maturação vaginal, porém apresentou aumento na dosagem laboratorial de estradiol de 2 mulheres. Nenhuma outra alteração laboratorial hormonal ou metabólica foi observada no grupo do estrogênio. A testosterona tópica em comparação com placebo após 12 semanas de tratamento não apresentou alteração laboratorial hormonal e metabólica significativas. A avaliação histológica demonstrou a diminuição dos receptores de androgênio e o aumento dos receptores de estrogênio nos grupos de tratamento hormonal. Nenhuma alteração foi apresentada na avaliação endometrial de todos os grupos de tratamento. Conclusão: O tratamento por 12 semanas em mulheres na pós-menopausa com sintomas da síndrome geniturinária demonstrou que a testosterona e estrogênio tópico quando comparados ao placebo, melhoram o trofismo vaginal. A segurança de ambos os tratamentos foi assegurada pelo seguimento laboratorial e endometrial

Abstract: Introduction: Genitourinary syndrome of menopause is a frequent chronic condition and causes changes on womens quality of life. Recent studies evaluated new treatment alternatives for this growing complaint of the female population, however, we currently have few therapeutic options adequately evaluated. Objective: This study aims to compare the treatment of genitourinary syndrome of menopause after vaginal use of estrogen, testosterone, polyacrylic acid and placebo for 12 weeks. Methods: Randomized controlled trial involving 80 symptomatic postmenopausal women between 40 and 70 years of follow-up at the CAISM-Unicamp menopause outpatient clinic. They were selected and randomized into four groups for vaginal treatment: estrogen, testosterone propionate, polyacrylic acid and a control group receiving placebo for a period of 12 weeks. After the evaluation of the symptoms, the Vaginal Maturation Index, pH, Vaginal Health and Flora were used for treatment evaluation. In addition, the vaginal biopsy was performed for histological evaluation and also for the evaluation of the estrogen and androgen receptors in the epithelium and the stroma. To evaluate the safety parameters, the evaluation of the endometrial thickness and the hormonal (FSH, LH, estradiol, estrone, total testosterone, free testosterone, SHBG, DHEA, sulphate DHEA, androstenedione) and metabolic (total cholesterol, LDL, HDL, triglycerides, AST, ALT FALC, GGT) dosage were used at the beginning and after 12 weeks of treatment. Statistical analysis was performed using the chi-square test, Fisher's exact test, nonparametric Kruskal-Wallis test , the ANOVA test. and Mann ¿ Whitney test .Results: After a 12-week treatment with vaginal estrogen and testosterone compared with the lubricant, an increased percentage of women had vaginal pH<5, increased vaginal score and an increase in the number of lactobacilli. Treatment with estrogen improved the vaginal maturation index, but presented an increase in the estradiol level dosage of two women. No other hormonal and metabolic laboratory abnormalities were observed in the estrogen group. The testosterone for treatment of genitourinary syndrome of menopause demonstrated hormonal, metabolic and endometrial safety when compared to the lubricant. Histological evaluation demonstrated the decrease of androgen receptors and the increase of estrogen receptors in the hormone treatment groups. No change was presented in the endometrial evaluation of all treatment groups. Conclusion: After a 12-week of treatment with testosterone and estrogen compared with placebo, there was a significant improvement in vaginal trophism in postmenopausal women with genitourinary syndrome. The safety of both treatments was also ensured by laboratory and endometrial follow-up
Subject: Vaginite atrófica
Menopausa
Estrogênios
Testosterona
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: FERNANDES, Tatiane Rosa. Tratamento vaginal da síndrome geniturinária após a menopausa: ensaio clínico randomizado = Vaginal treatment for genitourinary syndrome of menopause: a randomized controlled trial. 2018. 1 recurso online ( 123 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/331778>. Acesso em: 3 set. 2018.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Fernandes_TatianeRosa_D.pdf3.04 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.