Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/331755
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Mediation of processes of systems codesign and the empowerment of lesbian, gay, bisexual, and transgender (LGBT) people = Mediação de processos de codesign de sistemas e o empoderamento de pessoas lésbicas, gays, bissexuais e transgêneras (LGBT)
Title Alternative: Mediação de processos de codesign de sistemas e o empoderamento de pessoas lésbicas, gays, bissexuais e transgêneras (LGBT)
Author: Pereira, Guilherme Colucci, 1992-
Advisor: Baranauskas, Maria Cecilia Calani, 1954-
Abstract: Resumo: O uso de tecnologia para melhorar a qualidade de vida de pessoas tem sido crescentemente explorado na área de IHC (Interação Humano-Computador). Abordagens subjetivistas são preferidas nesses contextos pelas suas considerações de cultura, valores e singularidades dos aspectos humanos da interação. O paradigma crítico-ideológico é um referencial teórico da Filosofia da Ciência que pode guiar esses esforços ¿ ele considera nosso mundo como o resultado de processos históricos definidos por relações de poder. A realidade, de uma perspectiva crítica, é uma experiência pessoal, mas influenciada por desigualdades sociais e opressões. Historicamente, pessoas lésbicas, gays, bissexuais e transgêneras (LGBT) têm sofrido com numerosos desafios. Preconceito, perseguição, criminalização, tortura, estereotipagem são alguns exemplos de uma extensa lista de barreiras que pessoas LGBT tiveram ¿ e em muitas regiões ainda têm ¿ que enfrentar simplesmente por serem (ou aparentarem ser) LGBT. Esse trabalho pretende abordar criticamente tais questões para entender as relações entre tecnologia e o suporte e proteção de pessoas LGBT. Ele parte do princípio de que pessoas deveriam ter acesso aos mesmos direitos e qualidade de vida independentemente de suas características sociais, como gênero e sexualidade. O projeto começa com um estudo exploratório virtual sobre como a tecnologia por meio de suas interfaces de usuário - em particular, as redes sociais ¿ pode reproduzir o preconceito existente no contexto social onde está inserida. Em seguida, nós utilizamos o codesign, baseado na Semiótica Organizacional (OS) e no Design Participativo (PD) para desenvolver uma aplicação móvel para empoderar pessoas LGBT. As atividades de codesign foram realizadas com um grupo de voluntários e ocorreram pessoalmente e virtualmente. O ciclo de codesign abarca a maioria dos passos do desenvolvimento de produtos, incluindo a elucidação do problema, engenharia de requisitos, prototipagem e avaliação. Como resultado, apresentamos LGBTrust, uma aplicação que visa articular funcionalidades educacionais, protetivas e sociais para dar suporte à luta contra LGBTfobia e fortalecer os laços entre múltiplas partes interessadas. Ademais, nós refletimos nos modos que a LGBTfobia está presente em interações virtuais, aspectos de questões LGBT abordadas por tecnologias atuais e suas limitações, o uso crítico da OS e PD, o design rationale dos elementos de interação da aplicação e uma avaliação de valores baseados em teoria da cultura

Abstract: The use of technology to improve people¿s lives has been increasingly explored by the HCI (Human-computer Interaction) field. Subjectivist approaches are preferred in such contexts for the consideration of culture, values, and singularities of the human aspects of interaction. The critical-ideological paradigm is a framework from the Philosophy of Science that might guide these efforts ¿ it regards our world as the result of historic processes shaped by power relations. The reality, from a critical perspective, is a personal experience but influenced by social inequalities and oppressions. Historically, lesbian, gay, bisexual and transgender (LGBT) people have suffered with many challenges. Prejudice, persecution, criminalization, torture, stereotyping are some examples of an extensive list of hurdles LGBT people had ¿ and in many areas still have ¿ to deal with just for being (or resembling being) LGBT. This work intends to critically approach such issues in order to understand the relations between technology and the support and protection of LGBT people. It departs from the principle that people should have access to the same rights and quality of life regardless of their social characteristics, such as gender and sexuality. The project started with an online exploratory study of how technology, through its user interfaces, ¿ in special, social media ¿ might reproduce the prejudice existent in the social context where it is inscribed. Then, we adopted a codesign approach, rooted on Organizational Semiotics (OS) and Participatory Design (PD), to develop a mobile application to empower LGBT people. The codesign activities were realized with a group of volunteers and took place both in-person and virtually. The codesign cycle encompassed most steps of a product development, including the problem elucidation, requirements engineering, prototyping, and evaluation. As a result, we present LGBTrust, an application which aims to articulate educational, protective, and social features in order to support the fight against LGBTphobia and strengthen ties of multiple interested parties. Moreover, we provide reflections on the ways that LGBTphobia is present in virtual interactions, aspects of LGBT issues addressed by currently technology and their limitation, the usage of OS and PD in a critical setting, the design rationale for the interaction elements of the application, and an evaluation in terms of values in theory of culture
Subject: Sexualidade
Gênero
Interação humano-máquina
Codesign
Empoderamento
Language: Inglês
Editor: [s.n.]
Citation: PEREIRA, Guilherme Colucci. Mediation of processes of systems codesign and the empowerment of lesbian, gay, bisexual, and transgender (LGBT) people = Mediação de processos de codesign de sistemas e o empoderamento de pessoas lésbicas, gays, bissexuais e transgêneras (LGBT). 2018. 1 recurso online (245 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Computação, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/331755>. Acesso em: 3 set. 2018.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:IC - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pereira_GuilhermeColucci_M.pdf7.54 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.