Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/331752
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Controle de hipertensão e diabetes em idosos = Control of hypertension and diabetes in the elderly
Title Alternative: Control of hypertension and diabetes in the elderly
Author: Lemos, Vivian Castro, 1982-
Advisor: Lima, Margareth Guimarães, 1968-
Abstract: Resumo: Introdução: As medidas de adoção de comportamentos saudáveis juntamente com o uso adequado de medicamentos são essenciais para o controle das doenças crônicas, em especial a Hipertensão Arterial e o Diabetes Mellitus. Objetivos: Estimar a prevalência de consultas de rotina e práticas de controle medicamentosas e não medicamentosas, em indivíduos hipertensos e diabéticos, nos períodos de 2002, 2009 e 2015 na população idosa de Campinas. Material e Métodos: A pesquisa analisou dados de indivíduos com 60 anos e mais entrevistados nos três Inquéritos de Saúde do Município de Campinas (ISA-SP e ISACAMP) conduzidos nos anos de 2002, 2009 e 2015. Trata-se de estudos transversais de base populacional, realizados com amostragem probabilística. Resultados: No comparativo entre os três períodos, observou-se aumento da prevalência das duas doenças estudadas. Como práticas de controle para a população hipertensa destacou-se aumento nas consultas e uso de medicação, dieta com restrição de sal e prática de atividade física, além da queda no uso de medicação somente em urgências. Entre os diabéticos também tiveram acréscimo, as consultas de rotina, uso contínuo de medicamentos, dieta para perder peso e atividade física. Entre os indivíduos hipertensos e diabéticos sem posse de plano de saúde, a queda no número de consultas de rotina foi significativa, entre 2009 e 2015. Nos hipertensos sem planos de saúde houve aumento da prevalência da dieta com restrição de sal e entre os diabéticos um incremento da dieta para perda de peso. Naqueles hipertensos com posse de plano de saúde, prevaleceu o aumento do uso contínuo de medicamentos e prática de atividade física e queda na prevalência do uso de medicação em urgências e, para os diabéticos, observou-se aumento no uso de medicação de rotina, dieta para perda de peso e atividade física. Conclusões: O comparativo histórico permite analisar as mudanças e evolução nos tratamentos, além de avaliar se o país está caminhando junto às organizações e guias mundiais, investindo em promoção e prevenção, porém mantendo a perspectiva de ampliação e fortalecimento das políticas. Como força da pesquisa, ressalta-se que este estudo analisou o uso de medicamentos e comportamentos de saúde para controle de hipertensão e diabetes, em base populacional, utilizando-se de um comparativo histórico de três períodos na cidade de Campinas, SP, um município de grande porte, de perfil semelhante a diversas cidades de países de baixa e média renda. Outro importante destaque foi a utilização dos inquéritos locais de base populacional como instrumentos norteadores para se compreender questões e peculiaridades da saúde regional, possibilitando um delineamento mais efetivo das políticas públicas, dialogando com maior destreza entre os gestores e profissionais de saúde, podendo monitorar o grau de sucesso das políticas públicas implementadas. Os resultados alertam para a atenção às consultas de rotina, especialmente na população hipertensa e diabética sem planos de saúde. Os avanços na adesão ao uso de medicamentos e aos comportamentos de saúde para o manejo das morbidades mostraram-se mais consistentes, apontando para a necessidade de manutenção das políticas direcionadas à educação em saúde e assistência farmacêutica, que podem ter interferido positivamente neste panorama

Abstract: Introduction: Measures to adopt healthy behaviors along with the appropriate use of medications are essential for the control of chronic diseases, especially Arterial Hypertension and Diabetes Mellitus. Objectives: To estimate the prevalence of routine consultations and drug and non-drug control practices in hypertensive and diabetic individuals in the 2002, 2009 and 2015 periods in the elderly population of Campinas. Materials and methods: The study analyzed data from individuals aged 60 years and older who were interviewed in the three Health Surveys of the city of Campinas (ISA-SP and ISACAMP) conducted in the years 2002, 2009 and 2015. These are cross-sectional studies population-based, with probabilistic sampling. Results: In the comparison between the three periods, there was an increase in the prevalence of the two diseases studied. As control practices for the hypertensive population, there was an increase in the consultations and use of medication, diet with salt restriction and practice of physical activity, besides the decrease in the use of medication only in the emergency. Among diabetics also had an increase, routine appointments, continuous use of medications, diet to lose weight and physical activity. Among the hypertensive and diabetic individuals without health plan possession, the fall in the prevalence of routine visits was significant between 2009 and 2015. In hypertensive patients without health plans there was an increase in the prevalence of salt-restricted diet and among diabetics one increase in diet for weight loss. In those hypertensive patients with health plan ownership, there was an increase in the continuous use of medications and physical activity and a decrease in the prevalence of medication use in the emergency, and for diabetics, an increase in the use of routine medication, diet for weight loss and physical activity. Conclusions: The historical comparison allows to analyze the changes and evolution in the treatments, besides evaluating if the country is walking along with the world-wide organizations and guides, investing in promotion and prevention, but maintaining the perspective of expansion and strengthening of the policies. As a research force, it is worth noting that this study analyzed the use of drugs and health behaviors for the control of hypertension and diabetes, based on population, using a historical comparison of three periods in the city of Campinas, SP, a municipality of great size, of similar profile to several cities of low and middle income countries. Another important highlight was the use of local population-based surveys as guiding instruments to understand regional health issues and peculiarities, allowing a more effective delineation of public policies, dialoguing more skillfully among managers and health professionals, and being able to monitor the degree success of public policies implemented. The results alert the attention to routine consultations, especially in the hypertensive and diabetic population without health plans. Advances in adherence to medication use and health behaviors for managing morbidities have been more consistent, pointing to the need to maintain policies directed at health education and pharmaceutical care, which may have had a positive impact on this scenario
Subject: Diabetes - Tratamento
Hipertensão - Tratamento
Levantamentos demográficos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: LEMOS, Vivian Castro. Controle de hipertensão e diabetes em idosos = Control of hypertension and diabetes in the elderly. 2018. 1 recurso online (70 p.). Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/331752>. Acesso em: 3 set. 2018.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lemos_VivianCastro_MP.pdf1.68 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.