Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/331652
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Caracterização da proteína LRP1 nas doenças falciformes
Title Alternative: Characterization of LRP1 in sickle cell disease
Author: Marani, Leticia Olops, 1980-
Advisor: Fertrin, Kleber Yotsumoto, 1980-
Abstract: Resumo: Doenças falciformes são enfermidades hereditárias de gravidade variável causadas por mutações dos genes da cadeia ? da hemoglobina com produção da hemoglobina S, que se polimeriza no interior das hemácias em condições de hipóxia ou acidose. A hemólise crônica e a vaso-oclusão caracterizam essas doenças porque o eritrócito falcizado tem tempo de vida menor e há interrupção da oferta de oxigênio para os tecidos pela adesão de hemácias falcizadas e outras células sanguíneas ao endotélio vascular. A hemólise libera o grupamento heme através da quebra da molécula de hemoglobina, gerando estresse oxidativo e recrutamento de células inflamatórias, resultando em dano celular e tecidual responsáveis pelas lesões de órgãos-alvo. Para a pesquisa de novas estratégias terapêuticas contra esse efeito da hemólise, é fundamental compreender e caracterizar o principal mecanismo de defesa contra o excesso de heme circulante. A hemopexina é a principal proteína endógena que forma complexos com o heme livre e, em modelos animais, demonstrou-se sua capacidade de reduzir os efeitos do heme livre na fisiopatologia da vaso-oclusão da doença falciforme. O receptor final do complexo heme-hemopexina é a proteína LRP1 (do inglês "low-density lipoprotein receptor-related protein-1"), expressa em hepatócitos, macrófagos e monócitos. Além de possuírem receptor LRP1 para esses complexos, monócitos participam da vaso-oclusão em interações heterocelulares e na produção de citocinas pro-inflamatórias. Essas células podem ser subdivididas em monócitos clássicos, intermediários e não clássicos com base na expressão de CD14 e CD16 na membrana celular. Neste estudo, estudamos pacientes com gravidades diferentes de doença falciforme (anemia falciforme e hemoglobinopatia SC). Observou-se aumento dos níveis circulantes de LRP1 em pacientes com anemia falciforme associado ao aumento de monócitos não clássicos e intermediários circulantes, e expressão monocítica heterogênea de LRP1 em ambos grupos de pacientes. Nossos resultados ressaltam como a heterogeneidade monocítica pode contribuir para a complexidade da fisiopatologia das diferentes doenças falciformes, e como alguns subtipos monocíticos são potencialmente mais propensos a captar complexos heme-hemopexina

Abstract: Sickle cell disease (SCD) is a group of hereditary disorders with variable severity caused by ?-globin gene mutations with the production of hemoglobin S (HbS), which polymerizes inside the erythrocytes in acidosis or hypoxia. Chronic hemolysis and vaso-occlusion are hallmarks of SCD because sickled red blood cells have a shorter half-life and the adhesion of such cells and other circulating in the blood to the endothelium cause the interruption of oxygen delivery to the tissues. Hemolysis releases heme from hemoglobin breakdown, generates oxidative stress and recruits inflammatory cells, ultimately responsible for end organ damage. In order to research novel therapeutic strategies against this effect of hemolysis, it is fundamental to understand and characterize the main mechanism of defense against the excess of circulating heme. Hemopexin is the main endogenous protein which forms complexes with heme, and its ability to reduce the effects of free heme in the pathophysiology of sickle cell disease (SCD) has been demonstrated in animal models of SCD vaso-occlusion. The final receptor for the heme-hemopexin complex is low-density lipoprotein receptor-related protein-1 (LRP1) and is expressed in hepatocytes, macrophages, and monocytes. Monocytes are involved in vaso-occlusion through heterocellular interactions and production of pro-inflammatory cytokines, and can be subdivided into classical, intermediate, and nonclassical on the basis of their expression of surface CD14 and CD16. In this study, we report increased circulating LRP1 levels in sickle cell anemia patients, and increase in intermediate and non-classical monocytes with heterogeneous monocytic expression of LRP1 in both sickle cell anemia and hemoglobin SC disease patients. Our results highlight how monocyte heterogeneity may contribute to the complexity of the pathophysiology of SCD across different degrees of severity, with some cell subtypes being potentially more prone to interacting with hemopexin-bound heme
Subject: Monócitos
Anemia falciforme
Heme
Hemopexina
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: MARANI, Leticia Olops. Caracterização da proteína LRP1 nas doenças falciformes. 2018. 1 recurso online (70 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/331652>. Acesso em: 3 set. 2018.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Marani_LeticiaOlops_M.pdf1.84 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.