Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/331586
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: A temática racial na formação em psicologia a partir da análise de projetos políticos-pedagógicos : silêncio e ocultação
Title Alternative: Racial themes in psychology graduation from the pedagogical-political projects analysis : silence and hiding
Author: Espinha, Tatiana Gomez, 1980-
Advisor: Soligo, Ângela Fátima, 1956-
Abstract: Resumo: O objetivo da presente pesquisa foi analisar Projetos Político-Pedagógicos (PPPs) de cursos de Psicologia, tendo como foco as questões raciais. Para atingir esse objetivo, foi necessário proceder a uma análise mais geral, considerando as especificidades da temática. Dessa forma, incialmente, foram discutidas as informações disponibilizadas nas ênfases curriculares e na área em que os cursos estão situados dentro de cada instituição. Investigou-se como alguns temas, que podem se vincular à discussão das questões raciais, encontram-se dispostos nos PPPs. São eles: exclusão, inclusão, diversidade, Direitos Humanos, desigualdades, discriminação e preconceito. Por fim, diante de todo material resultante das análises anteriores, identificou-se como a temática estudada encontra-se nos textos dos projetos, o que inclui questões ligadas à raça, ao racismo, à população branca, negra, afro, quilombolas e às Políticas de Ação Afirmativa (PAA). Trata-se de uma pesquisa qualitativa documental que teve os dados trabalhados a partir da proposta de análise temática de conteúdo. A seleção dos projetos foi feita no período de janeiro de 2014 a fevereiro de 2015, a partir de uma lista de cursos de Psicologia de todo o Brasil fornecida pela Associação Brasileira de Ensino em Psicologia (ABEP), e em que constam os endereços eletrônicos das instituições. Somam-se 421 cursos na lista, mas somente 35 disponibilizaram seus Projetos Político-Pedagógicos (PPPs) na internet e tiveram seus textos analisados. Do ponto de vista dos resultados, é possível constatar que o modelo de formação ofertado a partir das ênfases curriculares mantém ainda um viés da clínica tradicional, que aparece também denominada de ênfase em saúde. Tal perspectiva atualiza uma visão de homem individualista, que desconsidera as problemáticas advindas da estrutura social e que produzem sofrimento psíquico. Numa lógica contínua, as temáticas estudadas são citadas de maneira superficial e aparecem esporadicamente. No entanto, quando analisadas de maneira mais aprofundada, revelam contradições que são próprias das ideologias que as sustentam. Existe um silenciamento de temas que revelam contradições sociais, como, por exemplo: o racismo, a exclusão e a desigualdade. Já as menções ligadas à etnia, à diversidade e à inclusão são citadas com mais frequência. Isso, em certa medida, revela a opção dos cursos de Psicologia por não lidar com as tensões próprias de tais problemáticas. Ao se pensar na questão racial, esse fato implica em não rever privilégios próprios da população branca (majoritária nos cursos, tanto no que diz respeito ao corpo docente quanto discente), bem como em não refletir sobre as teorias eurocêntricas. Ficou mais evidente a fragilidade de como o tema é tratado, ao se analisarem as disciplinas. A temática racial, quando abordada, está restrita a algumas poucas disciplinas, como Antropologia ou Sociologia, e nelas, mais uma vez, as discussões sobre raça e racismo não são evidenciadas, sobrepondo-se a questão étnica. Conclui-se pela necessidade dos cursos de Psicologia repensarem suas propostas de maneira mais aprofundada sobre a temática racial, já que ela estrutura nossas relações sociais

Abstract: The objective of this present research was to analyze Pedagogical-Political Projects (PPPs) in the psychology courses, focusing on the racial issues. To achieve this objective, it was necessary to act a more expansive analysis. Thus, firstly, it was discussed the available information in the curricular emphasis and the area where the courses are located within each institution. It was investigated how some themes which can be linked to the discussion of the racial questions, can be found in the PPPs. They are: exclusion, inclusion, diversity, Human Rights, social disparities, discrimination and prejudices. Finally, in view of all this material, resulting from the former analysis, we identified how the theme studied is settled in the texts of the projects, which includes questions tied to the race, to the racism, to the white people, black people, african, `quilombolas¿ and to the Politics of Affirmative Action (AAP). It is a qualitative documental research that had the data worked out from the proposal of the context thematic analysis. The selection of the projects was carried out from January 2014 to February 2015, based on a list of Psychology Courses from all over Brazil provided by the Brazilian Association of Psychology Teaching (ABEP), in which includes the institutions electronical addresses. There are 421 courses added to the list, but only 35 have made their PPP available on the internet and have had their texts analyzed. The results indicate that the training model offered in the curricular emphasis still maintains a view of the traditional clinic, that is also named health emphasis. Such perspective puts in evidence a vision of individualist man, who does not take into consideration the problems, which come out from the social structure and cause psychic pain. The themes studied are mentioned superficially and occasionally. However, when they are analyzed carefully, they show contradictions which belong to the ideology that keeps them. There is a silencing of the themes, which shows social contradictions such as: the racism, the exclusion and the disparities. Mentions related to the ethnicity, to the diversity and the inclusion are mentioned more frequently. This reveals an option of the Psychology courses for not dealing with the tensions of such problems. This fact does not review the privileges of the white people (majority group in the analyzed courses) and also how not to reflect about the eurocentric theories. The fragility of how this theme is treated was more evident when analyzing the disciplines. The racial subject, when is treated, it is just limited to some disciplines, as Anthropology or Sociology in which the discussions about race and racism are not in evidence and overlap the ethnic question. Finally, Psychology courses must rethink their proposals in a deeper way about racial thematic, considering that it structures our social relations
Subject: Psicologos - Formação
Racismo
Projeto político-pedagógico
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Espinha_TatianaGomez_D.pdf1.97 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.