Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/331518
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Efeitos do exercício físico e da suplementação alimentar de ferro na atividade locomotora de um modelo animal de distúrbios do movimento relacionados ao sono = Effects of physical exercise and iron supplementation on the locomotor activity of an animal model of sleep-related movement disorder
Title Alternative: Effects of physical exercise and iron supplementation on the locomotor activity of an animal model of sleep-related movement disorder
Author: Daubian-Nosé, Paulo, 1991-
Advisor: Esteves, Andrea Maculano, 1976-
Abstract: Resumo: Síndrome das Pernas Inquietas (SPI) é um distúrbio do movimento relacionado ao sono, caracterizado (a) por uma sensação desconfortável e o desejo de mover as pernas. Estudos tem evidenciado esta síndrome em crianças, adolescentes, adultos, doadores regulares de sangue e gestantes, e, esta linha tem sugerido investigar a deficiência de ferro. A suplementação de ferro tanto intravenosa quanto via oral tem se provado benéfica no tratamento da síndrome. O exercício físico por sua vez, traz diversos benefícios e também tem sido observado no tratamento da SPI. O presente estudo teve como objetivo a influência do exercício físico e da suplementação de ferro em um modelo animal de distúrbios do movimento relacionados ao sono (SPI). Foram utilizadas ratas Wistar com 60 dias de idade (prenhas aos 70-75 dias), e todos os procedimentos foram submetidos à aprovação do Comitê de Ética da UNICAMP. Os animais foram distribuídos em 4 grupos após a prenhez: Controles dieta padrão (CTRL/Não Prenhe ¿ CTRL/Prenhe); Dieta com suplementação de ferro (Sfe/P); Exercício físico + dieta padrão (EF/P); Exercício físico + dieta com suplementação de ferro (Sfe+EF/P). O esfregaço vaginal foi realizado, para se estabelecer o ciclo estral das ratas, e, posteriormente emprenha-las para a coleta de dados. A atividade locomotora foi avaliada através do teste Open Field (campo aberto). Os animais foram submetidos a um programa de exercício físico aeróbio (natação) durante o período de prenhez, 6 dias por semana, até o 20º dia de prenhez. Para os grupos suplementação de Ferro, foi mantida durante o período de prenhez a dieta de 100 mg/kg de Fe. Para o grupo de dieta padrão foi mantida a dieta de 40 mg/kg de Fe. Ao término do experimento os animais foram eutanasiados individualmente, com a extração do estriado para análise da expressão do receptor D2, DAT, TH. Para avaliar as proteínas de interesse foi utilizada a técnica de Imunoblot. Os resultados referentes a atividade locomotora sugerem que a suplementação de ferro não obteve diferença em relação ao grupo controle em nenhuma variável. O exercício físico obteve redução nas variáveis ambulação total e rearing, e aumento na variável grooming. O tratamento combinado entre suplementação de ferro e exercício físico obteve redução nas variáveis ambulação total, rearing e grooming, e aumento no tempo total de freezing. Através do método Imunoblot podemos notar reduções das expressões dos receptor de dopamina D2 para o grupo Sfe EF P em comparação ao grupo CTR P, o transportador de dopamina (DAT) não mostrou diferença estatística para nenhum dos grupos, a tirosina hidroxilase (TH) por sua vez se mostrou reduzida no grupo Sfe EF P em relação ao CTR P. Portanto podemos concluir que a predominância do tratamento foi positiva, e que os tratamentos não farmacológicos (suplementação de ferro e exercício físico) de forma combinada tiveram eficácia no combate a síndrome

Abstract: Restless Legs Syndrome (RLS) is a sleep-related movement disorder characterized by uncomfortable feeling and a desire to move the legs. Studies have shown this syndrome in children, adolescents, adults, regular blood donors and pregnant women, and this line has suggested investigating iron deficiency. Both intravenous and oral iron supplementation has been shown to be beneficial in the treatment of the syndrome. Physical exercise in turn has several benefits and has also been observed in the treatment of RLS. The present study aimed to influence the physical exercise and iron supplementation in an animal model of sleep-related movement disorders (RLS). Wistar rats were used at 60 days of age (pregnant at 70-75 days), and all procedures were submitted to the approval of the Ethics Committee of UNICAMP. The animals were divided into 4 groups after pregnancy: standard dietary controls (CTRL / non-pregnant - CTRL / Prenhe); Diet with iron supplementation (Sfe / P); Physical exercise + standard diet (EF / P); Exercise + diet with iron supplementation (Sfe + EF / P). The vaginal smear was performed to establish the estrous cycle of the rats, and then to collect them for data collection. The locomotor activity was evaluated through the Open Field test. The animals were submitted to a program of aerobic physical exercise (swimming) during the pregnancy period, 6 days a week, until the 20th day of pregnancy. For the Iron supplementation groups, a 100 mg / kg Fe diet was maintained during pregnancy. For the standard diet group, the diet was maintained at 40 mg / kg Fe. At the end of the experiment the animals were euthanized individually, with striatal extraction for analysis of D2, DAT, TH receptor expression. To evaluate the proteins of interest, the Immunoblot technique was used. The results regarding locomotor activity suggest that iron supplementation did not differ in relation to the control group in any variable. The physical exercise obtained reduction in the variables total ambulation and rearing, and increase in the variable grooming. The combined treatment between iron supplementation and physical exercise obtained reduction in the variables total ambulation, rearing and grooming, and increase in total freezing time. By the Imunoblot method we can see reductions in dopamine D2 receptor expression for the Sfe EF P group compared to the CTR P group, the dopamine transporter (DAT) showed no statistical difference for any of the groups, tyrosine hydroxylase (TH) by (P <0.05). The results showed that the treatment was predominantly positive, and that non-pharmacological treatments (iron supplementation and physical exercise) in combination were effective in combating the syndrome
Subject: Síndrome das pernas inquietas
Modelos animais em pesquisa
Exercícios físicos
Suplementação alimentar
Ferro no organismo
Prenhez
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: DAUBIAN-NOSÉ, Paulo. Efeitos do exercício físico e da suplementação alimentar de ferro na atividade locomotora de um modelo animal de distúrbios do movimento relacionados ao sono = Effects of physical exercise and iron supplementation on the locomotor activity of an animal model of sleep-related movement disorder. 2018. 1 recurso online ( p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Aplicadas, Limeira, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/331518>. Acesso em: 3 set. 2018.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:FCA - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Nose_PauloDaubianRubiniDosSantos_M.pdf1.86 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.