Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/331389
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Efeito de diferentes dentifrícios sobre o esmalte dental erodido exposto à fumaça de cigarro = Effect of different toothpastes on eroded enamel exposed to cigarret smoke
Title Alternative: Effect of different toothpastes on eroded enamel exposed to cigarret smoke
Author: Ferraz, Laura Nobre, 1990-
Advisor: Lima, Débora Alves Nunes Leite, 1978-
Abstract: Resumo: Esse estudo avaliou "in vitro" a dureza e a caracterização de superfície de diferentes dentifrícios sobre o esmalte dental exposto à fumaça do cigarro e submetido ao ciclo de erosão. Corpos de prova de esmalte bovino (4x4mm) foram aleatorizados em 12 grupos (n=12). Para a simulação "in vitro" do ato de fumar, metade dos grupos foram submetidos a um ciclo de exposição de 20 cigarros por dia durante 5 dias. Em seguida, todos os grupos foram submetidos a um ciclo de erosão de 5 dias. No inicio de cada dia do ciclo, foi realizada a formação de película adquirida, pela imersão em saliva humana pelo tempo de 1 hora. Esse ciclo simulou o processo de erosão na cavidade bucal, intercalando a desmineralização com ácido cítrico e a remineralização com o "slurry" do dentifrício (proporção de 1 dentifricio para 3 de água destilada). A erosão foi realizada 4 vezes ao dia em solução de ácido cítrico 1%, pH 3,5, por 1 min sob agitação (100rpm). Para a remineralização, no inicio e fim de cada dia do ciclo, os corpos de prova eram imersos no slurry de dentifrícios disponíveis comercialmente, os quais possuíram diferentes princípios ativos, de acordo com o grupo experimental ao qual pertenciam: NaF; SnF2; F/Sn/Quitosana; F/CaSiO3/Na3PO4; F/vidro bioativo. O grupo controle foi tratado com água destilada. Foram realizadas análises de microdureza de superfície inicial (SMH1), após a exposição à fumaça do cigarro (SMH2) e após o término do ciclo de erosão/remineralização (SMH3). Ao final, foram realizadas as análises de rugosidade de superfície, perfilometria e análise topográfica da superfície através do microscópio de força atômica. Os dados de microdureza foram submetidos à análise de modelos mistos para medidas repetidas e teste de Tukey-Kramer. Para as outras análises, os dados foram submetidos à ANOVA e teste de Tukey (?=5%). Em relação à exposição à fumaça do cigarro, para a microdureza de superfície, foi observado um aumento nos valores para os grupos expostos a fumaça (p<0,05) e para a perfilometria de superfície foi observado maior perda de tecido dental para os grupos expostos a fumaça do cigarro (p<0,05). Após o ciclo de erosão e tratamentos, não foram encontrados diferenças estatisticamente significativas entre a exposição ou não a fumaça de acordo com o dentifrício utilizado (p>0,05). O mesmo foi observado pela análise de rugosidade superficial, em que de acordo com o dentifrício utilizado, não houve diferença entre a exposição ou não a fumaça do cigarro. Em relação à efetividade dos dentifrícios frente ao desafio de erosão, os grupos do F/Sn/Quitosana e F/CaSiO3/Na3PO4 foram os quais apresentaram os maiores valores de microdureza. Na perfilometria e na rugosidade de superfície, os menores valores foram observados para os grupos tratados com SnF2 e F/Sn/Quitosana. As imagens em 3D da topografia demonstraram uma superfície com menor padrão de desmineralização e menor profundidade de perda mineral para os grupos do F/CaSiO3/Na3PO4 e F/Sn/Quitosana. O dentifrício a base de flúor, estanho e quitosana apresentou resultados promissores na proteção do esmalte durante ciclos erosivos, para todas as análises realizadas

Abstract: This study evaluated in vitro the hardness and surface characterization of different toothpastes on dental enamel exposed to cigarette smoke and submitted to the erosion cycle. Bovine enamel specimens (4x4mm) were randomized into 12 groups (n = 12). For the in vitro simulation of smoking, half of the groups underwent an exposure cycle of 20 cigarettes per day for 5 days. All groups were then submitted to a 5-day erosion cycle. At the beginning of each cycle day, the formation of an acquired film was performed by immersion in human saliva for 1 hour. This cycle simulated the process of erosion in the oral cavity, intercalating the demineralization with citric acid and remineralization with the slurry of the dentifrice (ratio of 1 toothpaste to 3 of distilled water). Erosion was performed 4 times daily in 1% citric acid solution, pH 3.5, for 1 min under stirring (100rpm). For remineralization, at the beginning and end of each day of the cycle, the specimens were immersed in the slurry of commercially available toothpaste, which had different active principles, according to the experimental group to which they belonged: NaF; SnF2; F/Sn/Chitosan; F/CaSiO3/Na3PO4; F/bioactive glass. The control group was treated with distilled water. Initial surface microhardness (SMH1) analyzes were performed after exposure to cigarette smoke (SMH2) and after the end of the erosion/remineralization cycle (SMH3). At the end, surface roughness, profilometry and surface topographic analyzes were performed through the atomic force microscope. The microhardness data were submitted to the analysis of mixed models for repeated measurements and Tukey-Kramer test. For the other analyzes, the data were submitted to ANOVA and Tukey's test (? = 5%). Regarding exposure to cigarette smoke, for surface microhardness, an increase was observed in the values for the groups exposed to smoke (p <0.05) and for surface profilometry greater loss of dental tissue was observed for the groups Exposed to cigarette smoke (p <0.05). After the erosion cycle and treatments, no statistically significant differences were found between exposure and non-exposure to smoke according to the dentifrice used (p> 0.05). The same was observed by the analysis of surface roughness, in which according to the dentifrice used, there was no difference between the exposure or not the smoke of the cigarette. The F/Sn/Chitosan and F/CaSiO3/Na3PO4 groups showed the highest values of microhardness in relation to the effectiveness of the dentifrices. In the profile and surface roughness, the lowest values were observed for the groups treated with SnF2 and F/Sn/Chitosan. The 3D images of the topography showed a lower demineralization pattern and lower depth of mineral loss for the F/CaSiO3/Na3PO4 and F/Sn/Chitosan groups. The dentifrice based on fluoride, tin and chitosan presented promising results in the protection of the enamel during erosive cycles, for all analyzes
Subject: Dentes - Erosão
Cremes dentais
Esmalte dentário
Hábito de fumar
Language: Multilíngua
Editor: [s.n.]
Citation: FERRAZ, Laura Nobre. Efeito de diferentes dentifrícios sobre o esmalte dental erodido exposto à fumaça de cigarro = Effect of different toothpastes on eroded enamel exposed to cigarret smoke. 2017. 1 recurso online (82 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Piracicaba, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/331389>. Acesso em: 1 set. 2018.
Date Issue: 2017
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ferraz_LauraNobre_M.pdf2.47 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.