Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/331360
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Transformações econômicas e mudança linguística : a língua em Louveira/SP
Title Alternative: Economic changes and linguistic change : the speech in Louveira/SP
Author: Carreão, Victor, 1989-
Advisor: Pagotto, Emilio Gozze, 1961-
Abstract: Resumo: Objetivou-se, neste trabalho, verificar como transformações econômicas na cidade de Louveira/SP poderiam ter influência sobre possível variação e/ou mudança linguística em seus moradores. Com base nos estudos sobre o Dialeto Caipira (AMARAL, 1920 e RODRIGUES, 1974), diferentes variáveis linguísticas foram observadas na fala dos louveirenses conforme a metodologia da Sociolinguística Variacionista (LABOV, 2008 [1972]). Dessas, três apresentaram variação: a realização das oclusivas /t/ e /d/ diante da vogal [i], a realização de /r/ em posição de coda silábica, e o rótico em posição de ataque silábico. Duas amostras de fala foram utilizadas para a análise dos dados. A primeira conta com breves relatos disponíveis no Museu Digital da Câmara de Louveira e visou observar a fala de moradores antigos de Louveira, entre 61 e 90 anos, estratificados conforme sexo/gênero e região de residência na cidade. A segunda amostra é composta por 25 entrevistas sociolinguísticas cujos participantes estão estratificados por sexo/gênero, faixa etária (de 18 a 29 anos, de 30 a 45 anos e de 46 a 60 anos) e região de residência na cidade (estratificada nas duas grandes áreas que compõem a cidade, conhecidas como "Bairro" e "Centro"). Tensões socioeconômicas relacionadas à vinda de grandes empresas para a pequena cidade e à ocupação do território foram verificadas como pontos de partida para possíveis condicionadores sociais de variação/mudança linguística. Além de contemplar variáveis linguísticas e extralinguísticas, buscou-se verificar a avaliação dos louveirenses em relação ao dialeto de Louveira por meio de perguntas sobre sotaque e percepções linguísticas ao término da entrevista sociolinguística - similar ao realizado por Kroch (1995). Os resultados apontam que a realização das oclusivas /t/ e /d/ diante da vogal [i] mostra-se em processo de mudança próximo à sua conclusão, com os falantes mais jovens realizando a variável linguística de forma africada [t?] e [d?] em oposição à variante dental, observada em falantes mais velhos. Outro processo de mudança linguística já concluído é a realização do rótico em posição de ataque silábico, sendo apenas os falantes entrevistados da terceira faixa etária (de 46 a 60 anos), e com ascendência italiana, os responsáveis por ocorrências da vibrante múltipla e do tepe para essa variável linguística. A realização de /r/ em posição de coda silábica apresentou baixo grau de variação, sendo a variante retroflexa mais comumente observada do que a variante tepe. Contudo, ao analisarmos as faixas etárias separadamente, verificou-se que a segunda faixa etária (de 30 a 45 anos) apresenta maior percentual de tepes realizados, sendo os falantes que acreditavam que louveirenses não possuíssem sotaque aqueles que mais realizam a variante tepe (21% das ocorrências para /r/ em coda). As proporções das variantes das variáveis linguísticas encontradas apontam para a segunda faixa etária como a principal por implementar os três processos de variação linguística observados em nossas amostras, sendo as grandes mudanças no modo de trabalho louveirense, ocorridas pela vinda de grandes empresas ao pequeno município, o principal fator social que pode ter atuado como condicionador desse comportamento linguístico

Abstract: The objective of this work was to verify how changes in the economy of the city of Louveira/SP have an influence on possible variation and/or linguistic change in the speech of its residents. Based on the studies on the Caipira Dialect (AMARAL, 1920 and RODRIGUES, 1974), different linguistic variables were observed in Louveiras' residents¿ speech according to Variationist Sociolinguistics methodology (LABOV, 2008 [1972]). Out of them, three language features presented variation: the realization of the stops /t/ and /d/ before the vowel [i], the realization of /r/ in syllable coda position, and the rhotic in onset position. Two samples were used for this data analysis: brief reports available on the Digital Museum of the Câmara de Louveira, which focused on speech observations of ancient residents of Louveira, between 61 and 90 years old, stratified by sex/gender and region of residence in the city. The second sample is composed of 25 sociolinguistic interviews stratified by sex/gender, age group (18 to 30, 31 to 45, and 46 to 60 years old) and region of residence in the city ("Bairro" and "Centro"). Socioeconomic tensions related to the coming of big companies to the city and to the occupation of the territory were verified as starting points for possible conditioners of linguistic variation. Besides counting with linguistic and extra-linguistic variables, a linguistic evaluation from Louveira¿s habitants in relation to Louveira¿s dialect was registered, by referring to questions about accent and linguistic perceptions at the end of the sociolinguistic interview - similar to what was done by Kroch (1995). The results show that the realization of the stop consonants /t/ and /d/, before the vowel [i], is a change in progress close to its conclusion, with the younger speakers performing this linguistic variable as the affricated [t?] and [d?], opposed to the dental variant seen in older speakers. One process of linguistic change which is already completed is the realization of rhotics in onset position; the interviewed speakers of the third age group (46 to 60 years old), and with Italian ancestry, are the only ones with occurrences of alveolar trill and alveolar tap for this linguistic variable. The realization of /r/ in coda position presented low degree of variation, as the retroflex variant is more commonly observed in relation to the competing variant alveolar tap. However, in analyzing each age group separately, we verified that the second age group (from 30 to 45 years old) presents a higher percentage of performed alveolar taps. The speakers who believed that people in Louveira did not have an accent are the ones with higher usage of the alveolar tap (21% of the occurrences for /r/ in coda position). The proportions of linguistic variants point to the second age group as the main one in implementing the three linguistic variations observed in our samples, as the big shift in Louveira's job market, which occurred due to big companies in the small municipality, may have been the main social factor that acted as a conditioner of this linguistic behavior
Subject: Língua portuguesa - Variação - Louveira (SP)
Língua portuguesa - Fonética
Mudanças linguísticas - Aspectos econômicos
Sociolinguística
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2018
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Carreao_Victor_M.pdf2.69 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.