Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/331292
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: O papel da osteocalcina não carboxilada no metabolismo energético de adolescentes
Title Alternative: The role of undercarboxylated osteocalcin in adolescent energy metabolism
Author: Hayashi Nakamura, Keila, 1982-
Advisor: Li, Lilia Freire Rodrigues de Souza, 1967-
Abstract: Resumo: Introdução: Apesar dos achados animadores em estudos animais da osteocalcina não-carboxilada (ucOC) em melhorar o metabolismo de glicose, estudos em humanos, especialmente na faixa etária pediátrica ainda são limitados e controversos. Objetivo: O objetivo do nosso estudo foi investigar os níveis de osteocalcina não-carboxilada em adolescentes com obesidade, controles eutróficos magros e diabetes mellitus tipo 1 (DM1). Além de correlacionar os níveis de ucOC com parâmetros de adiposidade, adiponectina e metabolismo de glicose. Sujeitos: Foram incluídos nesse estudo transversal, uma população de 109 adolescentes, com idades entre 11 e 18 anos e puberdade completa. Métodos: Um estudo de clamp hiperglicêmico em uma subamostra da população foi realizado. Parâmetros metabólicos como, índice de massa corporal (IMC), massa gorda, área de gordura visceral, glicemia de jejum, insulina de jejum, hemoglobina glicada (HbA1c), HOMA-IR, HOMA-?, adiponectina e osteocalcina não-carboxilada foram avaliados. Resultados: Não houve diferenças nos níveis de ucOC entre os grupos. Não encontramos correlação entre os níveis de ucOC e IMC, massa gorda, área de gordura visceral, insulina de jejum, glicemia de jejum, HbA1c, adiponectina, HOMA-IR e HOMA-?. Também não houve correlação entre níveis de ucOC e parâmetros de sensibilidade a insulina e função de célula beta avaliados pelo clamp hiperglicêmico. Conclusão: Não conseguimos encontrar diferenças nos níveis de ucOC entre adolescentes com obesidade, DM1 e controles magros. Mesmo usando um método direto para avaliar a função da célula beta, nós também não encontramos nenhuma correlação entre ucOC e parâmetros metabólicos. Ainda é incerto o papel da ucOC no metabolismo energético de crianças e adolescentes, particularmente no estado euglicêmico

Abstract: Background: Despite encouraging findings in animal studies of undercarboxylated osteocalcin (ucOC) in improving glucose metabolism, studies in human, especially in the pediatric range are scarce and controversial. Objective: The aim of our study was to investigate levels of undercarboxylated osteocalcin in adolescents with obesity, lean control and type 1 diabetes (T1D) and also correlations between ucOC levels and adiposity measures, adiponectin and parameters of glucose metabolism. Subjects: A population of 109 adolescents, aged 11-18 years with complete puberty was enrolled in this cross-sectional study. Methods: A hyperglycemic clamp in a subsample population was performed and metabolic parameters, such as, body mass index (BMI), body fat mass, visceral fat area, fasting glycemia, fasting insulin, glycated hemoglobin (HbA1c), HOMA-IR and HOMA-?, adiponectin and undercarboxylated osteocalcin were measured. Results: There were no differences on ucOC levels between the groups. There were no correlation between ucOC and BMI, fat mass, visceral fat area, fasting insulin, HbA1c, adiponectin, HOMA-IR and HOMA-?. There was also no correlation between ucOC and clamp parameters of insulin sensitivity and beta cell function. Conclusions: We were unable to find difference in ucOC levels in adolescents with obesity, T1D and lean control. Using a direct method to evaluate beta cell function, we also did not find any correlation of ucOC and metabolic parameters. It is uncertain the role of ucOC in children and adolescent energy metabolism, particularly under euglycemic state
Subject: Osteocalcina
Diabetes mellitus tipo 1
Metabolismo energético
Obesidade
Pediatria
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: HAYASHI NAKAMURA, Keila. O papel da osteocalcina não carboxilada no metabolismo energético de adolescentes. 2018. 1 recurso online (69 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/331292>. Acesso em: 3 set. 2018.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Nakamura_KeilaHayashi_M.pdf649.42 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.