Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/331194
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Trade integration in a vertically fragmented production structure = theory, metrics, and effects = Integração comercial em uma estrutura de produção verticalmente fragmentada: teoria, métricas e efeitos
Title Alternative: Integração comercial em uma estrutura de produção verticalmente fragmentada : teoria, métricas e efeitos
Author: Marcato, Marilia Bassetti, 1987-
Advisor: Sarti, Fernando, 1964-
Abstract: Resumo: A fragmentação vertical da produção mudou a capacidade de analisar os padrões de especialização dos países, bem como a relação entre comércio e crescimento econômico, revelando a necessidade de usar métricas que incorporem o surgimento de cadeias globais e regionais de valor. Esta pesquisa teve como objetivo investigar os aspectos conceituais e metodológicos da integração comercial no contexto da produção verticalmente fragmentada e do surgimento de cadeias globais e regionais de valor, avaliar os diferentes padrões de especialização, bem como compreender as mudanças na capacidade de resposta do comércio às variações de renda na atual fase da globalização. Para cumprir nossos propósitos, esta pesquisa está dividida em três seções principais. Na primeira seção, apresentamos alguns dos conceitos-chave da teorização das cadeias globais de valor (CGVs), enfatizando os conceitos e métricas de upgrading econômico e social para analisar mais detalhadamente os diferentes resultados da participação nas CGVs e então contribuir para a organização de um aparato teórico formal no contexto da literatura CGV. Argumentamos que as CGVs se tornaram um quadro explicativo prático e útil para entender como as empresas e os países estão envolvidos no processo de criação, distribuição e captura de valor. A segunda seção quantificou o envolvimento de um país nas CGVs de 1995 a 2011, bem como a dinâmica comercial regional de compartilhamento da produção global, usando métricas de comércio de valor adicionado construídas a partir de tabelas insumo-produto internacionais. Apresentamos um conjunto de fatos estilizados para ilustrar a importância da abordagem de valor-adicionado para a compreensão do comércio e produção globais. Além disso, nossas contribuições para a literatura sobre a geografia das cadeias globais de valor e sua regionalização estão centradas na análise do padrão de participação da América do Sul nas cadeias de valor em comparação a outros blocos regionais, bem como na criação de uma medida de hubness em termos de valor-adicionado. A terceira seção procurou analisar um dos efeitos multidimensionais do envolvimento dos países nas CGVs, investigando a relação entre participação nas CGVs e crescimento econômico. Em particular, nosso exercício empírico baseou-se em um modelo dinâmico de correção de erros para investigar a dinâmica de curto e longo prazo da relação entre importações e crescimento econômico para uma ampla amostra de economias avançadas e países em desenvolvimento e emergentes. Essa questão recebeu uma atenção renovada dada a lenta performance do comércio mundial nos últimos anos. Em resumo, a mudança da relação comércio-renda colocou alguns desafios que podem ter consequências para a dinâmica de crescimento econômico de longo prazo em todos os países, sendo ainda mais importante para economias em desenvolvimento e emergentes e, em última instância, podem transformar a ideia de que a integração comercial pode promover crescimento econômico em uma falácia. Portanto, essa pesquisa reforçou a necessidade de utilizar ferramentas de medição que englobem a realidade econômica cada vez mais complexa das cadeias globais e regionais de valor e possam orientar respostas políticas estratégicas para que a integração comercial assegure benefícios econômicos e crescimento econômico sustentado

Abstract: The vertically fragmentation of production has changed our ability to analyze countries¿ patterns of specialization, as well as the relationship between trade and economic growth, revealing the need for using metrics that incorporate the emergence of global and regional value chains. This research aimed to investigate the conceptual and methodological aspects of trade integration in the context of vertically fragmented production and emergence of global and regional value chains, to evaluate different patterns of specialization, as well as to understand how trade¿s responsiveness to income has changed at the current phase of globalization. For our purposes, this research is divided into three main sections. In the first section, we presented some of the key concepts in global value chains (GVCs) theorization, emphasizing the concepts and measures of economic and social upgrading, to further examine the manifold outputs from participation in GVCs and to contribute to the organization of a formal theoretical apparatus within the GVC literature. We argued that GVC has become a practical and useful explanatory framework for understanding how firms and countries are engaged in the process of value creation, distribution and capture. The second section has quantified a country's engagement in GVCs from 1995 to 2011, as well as the regional trade dynamics of global production sharing, using value-added trade metrics built from international input-output tables. We presented a set of stylized facts to illustrate the importance of the value-added framework to our understanding of global trade and production. Further, our contributions to the literature on the geography of global value chains and its regionalization are centered on the analysis of the pattern of participation of South America in value chains compared to other regional blocs, as well as on the creation of a hubness measure in value-added terms. The third section seeks to analyze one of the multidimensional effects of countries¿ engagement in GVCs, investigating the relation between countries¿ participation in GVCs and economic growth. In particular, our empirical exercise was based on a dynamic error correction model to examine the short-run and long-run dynamics of the import-income relationship for a broad sample of advanced economies and developing and emerging countries. This issue has received renewed attention given the sluggish performance of world trade in recent years. In summary, the changing trade-income relationship has posed some challenges that may have consequences for the long-term economic growth dynamics across countries, being even more important for developing and emerging economies, and ultimately can transform the idea that trade integration can promote economic growth into a fallacy. Therefore, we have reinforced the need for measurement tools that encompasses the increasingly complex economic reality within global and regional value chains and can guide strategic policy responses for trade integration to ensure economy-wide benefits and sustained economic growth
Subject: Comércio internacional
Relações intersetoriais
Globalização
Language: Inglês
Editor: [s.n.]
Citation: MARCATO, Marilia Bassetti. Trade integration in a vertically fragmented production structure: theory, metrics, and effects = Integração comercial em uma estrutura de produção verticalmente fragmentada: teoria, métricas e efeitos. 2018. 1 recurso online (219 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Economia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/331194>. Acesso em: 3 set. 2018.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Marcato_MariliaBassetti_D.pdf5.33 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.