Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/331185
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Atividade paroxística rápida : padrão eletroencefalográfico característico de síndrome de Lennox-Gastaut?
Title Alternative: Paroxysmal fast activity : does this EEG pattern occur only in Lennox-Gastaut syndrome?
Author: Bento, Cláudia M. P., 1984-
Advisor: Guerreiro, Marilisa Mantovani, 1955-
Valente, Kette Dualibi Ramos
Abstract: Resumo: A atividade paroxística rápida (APR) é definida como eventos paroxísticos no eletroencefalograma (EEG) com frequências alfa, beta e gama (8 até >30Hz), amplitude mais elevada do que a atividade de base, com duração de pelo menos 0,2 segundos e aparecimento mais frequente no sono NREM. É comumente associada à síndrome de Lennox-Gastaut. Objetivos: Verificar a frequência de pacientes com síndrome de Lennox-Gastaut (SLG) e pacientes com outras síndromes epilépticas (não-SLG) em EEGs que apresentassem APR; avaliar as características eletroencefalográficas da APR (distribuição espacial, frequência, amplitude e duração) e correlacionar os dados entre os dois grupos (SLG e não-SLG); ainda, correlacionar os dois grupos com a etiologia (estrutural e não-estrutural). Métodos: Foram selecionados 170 laudos de 45 pacientes que tiveram EEGs realizados no período de janeiro de 2008 a abril de 2017 e que apresentassem as palavras-chave "ritmo recrutante" e "atividade paroxística rápida". O exame mais atual que apresentasse APR foi incluído no estudo, sendo um EEG por paciente. Sete pacientes foram excluídos e, portanto, a nossa casuística foi composta por 38 exames. Nesses EEGs, avaliamos a distribuição espacial, a frequência, a amplitude e a duração dos paroxismos rápidos. Os dois grupos (SLG e não-SLG) foram comparados estatisticamente em relação às características eletroencefalográficas e em relação à etiologia. Resultados: Em relação à classificação por síndrome epiléptica, 60% (23 pacientes) dos pacientes foram classificados como tendo SLG e 40% (15 pacientes) como não-SLG. Em relação à distribuição espacial, os resultados mostraram que 86,8% dos registros apresentavam APR simétrica (APRs) e 13,2% apresentavam APR assimétrica (APRa). Tanto em relação à distribuição espacial quanto em relação às demais características avaliadas, a análise estatística mostrou que não houve diferença entre os grupos (SLG e não-SLG). Em relação à etiologia, apenas dois pacientes foram classificados como não-sintomáticos, o que não permitiu a análise estatística. Conclusão: A APR pode ocorrer em outras síndromes epilépticas além da SLG. As características eletroencefalográficas (simétrica versus assimétrica) assim como as variáveis numéricas (duração, amplitude e frequência) não permitiram a distinção entre os dois grupos (SLG e não-SLG)

Abstract: Paroxysmal fast activity (PFA) is defined by paroxysmal events in the electroencephalogram (EEG) with alpha, beta and gamma frequencies (8 up to> 30Hz), amplitude higher than baseline activity, lasting at least 0.2 seconds, and more frequent appearance in NREM sleep. It is usually associated with Lennox-Gastaut syndrome (LGS). Objectives: To verify the frequency of PFA in EEGs of patients with LGS and other epileptic syndromes (non-LGS); to evaluate the EEG features of PFA (spacial distribution, frequency, amplitude and duration) and to correlate the obtained data with the two groups (LGS and non-LGS); and, to correlate the EEG data with the etiology (structural and non-structural). Methods: We collected from our database reports obtained from EEGs performed from January 2008 to April 2017 that presented the keywords "recruiting rhythm" and "paroxysmal fast activity". Of these, 170 reports were selected from 45 patients. The EEGs of each patient were reviewed in chronological order, and the most recent one that presented PFA was included in the study. With this review, seven patients were excluded from the study because they did not present PFA with the criteria adopted in this study. In the 38 exams, we evaluated the spatial distribution, frequency, amplitude and duration of fast paroxysms. The two groups (LGS e non-LGS) were statistically compared in relation to EEG data and etiology. Results: Concerning epileptic syndromes, 60% (23 patients) were classified as LGS and 40% (15 patients) as non-LGS. Concerning spatial distribution, our results showed that 86.8% exams showed symmetrical PFA (PFAs) and 13.2% showed asymmetric PFA (PFAa). The statistical analysis did not show any difference between the two groups regarding EEG spatial distribution and other EEG data as well. Etiology did not allow any statistical analysis because only two patients were classified as non-symptomatic cases. Conclusion: PFA can occur in other epileptic syndromes besides LGS. The EEG characteristics (symmetrical versus asymmetric) as well as the numerical variables (duration, amplitude and frequency) did not allow any distinction between the two groups
Subject: Atividade paroxística rápida
Eletroencefalografia
Síndromes epilépticas
Síndrome de Lennox Gastaut
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: BENTO, Cláudia M. P. Atividade paroxística rápida: padrão eletroencefalográfico característico de síndrome de Lennox-Gastaut?. 2018. 1 recurso online (58 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/331185>. Acesso em: 3 set. 2018.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Bento_ClaudiaMariaPechini_M.pdf1.49 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.