Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/331144
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: Saberes, poderes e corporalidades : a biopolítica da erradicação da varíola
Title Alternative: Knowledge, power and embodiment : the biopolitics of smallpox's eradication
Author: Sacramento, Jonatan Jackson, 1989-
Advisor: Pontes, Heloisa André, 1959-
Abstract: Resumo: O objetivo deste trabalho é a analise da Campanha de Erradicação da Varíola no Brasil, entre as décadas de 1960 e 1970, a partir da compreensão dos processos de formulação de conhecimentos e protocolos epidemiológicos sobre a doença e da implementação de um sistema nacional de vigilância epidemiológica. Partindo da tríade saberes, poderes e corporalidades, o trabalho está dividido em três partes: Na primeira, a partir da análise da documentação produzida sobre o tema e da bibliografia específica, argumento que a implementação das ações de vigilância epidemiológica, junto com a agulha bifurcada e a vacina liofilizada, foram essenciais no processo de erradicação da varíola no Brasil. Além disso, partindo da análise da trajetória dos profissionais de saúde brasileiros que atuaram na campanha, demonstro como as relações de gênero foram materializadas nas ações de saúde pública do período, como também, nas tecnologias utilizadas em tais processos. A segunda parte, dedicada à análise das relações institucionais no contexto da erradicação da varíola, procuro mostrar como a Campanha foi momento oportuno para a consolidação das trajetórias intelectuais dos profissionais de saúde brasileiros à nível nacional e internacional, além de ter realocado o país no quadro do sanitarismo internacional. Por fim, a terceira parte é dedicada a pensar como a varíola foi experimentada por aqueles que tiveram contato direto com ela, principalmente os doentes e os profissionais do cuidado. Primeira doença a ser erradicada na história da humanidade, a Campanha de Erradicação da Varíola foi um momento decisivo da conformação das instituições e práticas de saúde do Brasil contemporâneo e ensaio para o que viria a se consolidar como o Sistema Único de Saúde

Abstract: The aim of this work is the analysis of the Smallpox Eradication Campaign in Brazil between the 1960s and 1970s, based on the understanding of the processes of knowledge formulation and epidemiological protocols on the disease and the implementation of a national epidemiological surveillance system. Starting from the triad of knowledge, powers and embodiment, the work is divided into three parts: In the first one, based on the analysis of the documentation produced on the subject and the specific bibliography, I argue that the implementation of the epidemiological surveillance actions, together with the bifurcated needle and the lyophilized vaccine, were essential in the process of smallpox eradication in Brazil. Moreover, based on the analysis of the trajectory of the Brazilian health professionals who participated in the campaign, it shows how gender relations were materialized in the public health actions of the period, as well as in the technologies used in such processes. The second part, dedicated to the analysis of institutional relations in the context of the eradication of smallpox, seeks to show how the Campaign was an opportune moment for the consolidation of the intellectual trajectories of Brazilian health professionals at national and international level, as well as re-locating the country in the framework of international sanitarism. Finally, the third part is devoted to thinking how smallpox has been experienced by those who have had direct contact with it, especially the sick and caregivers. The first disease to be eradicated in the history of humanity, the Smallpox Eradication Campaign was a decisive moment in the conformation of the health institutions and practices of contemporary Brazil and an essay for what was to be consolidated as the Sistema Único de Saúde (SUS)
Subject: Varíola - Brasil
Erradicação de doenças
Biopolítica
Gênero e ciência
Gênero e saúde
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: SACRAMENTO, Jonatan Jackson. Saberes, poderes e corporalidades: a biopolítica da erradicação da varíola. 2018. 1 recurso online (132 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/331144>. Acesso em: 3 set. 2018.
Date Issue: 2018
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Sacramento_JonatanJackson_M.pdf863.41 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.