Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/33113
Type: Artigo de periódico
Title: Efeito de aderências dirigidas em anastomoses cólicas isquêmicas em ratos
Title Alternative: Effect of conducted adhesions on ischemic colic anastomoses in rats
Author: Mochizuki, Miki
Wu, Feng Chui
Coy, Cláudio Saddy Rodrigues
Ayrizono, Maria de Lourdes Setsuko
Góes, Juvenal Ricardo Navarro
Fagundes, João José
Abstract: PURPOSE: Evaluate the effect of conducted adhesions on the mechanical resistance of anastomoses performed in ischemic colon through the Bursting Strength Test and Breaking Strength Test. METHODS: Forty rats were divided into two groups. Group 1 was composed of 20 rats in which the anastomoses were covered with P.V.C. (Polyvinyl Chloride) to prevent the occurrence of adhesions over the anastomotic line. Group 2 was composed of 20 rats in which anastomotic line was covered with epididimal fat besides P.V.C. to prevent formation of other adhesions. RESULTS: The mean Bursting Strength of the anastomoses in the group without adhesion was 10 mmHg and this value was 55.2 mmHg in the group with adhesion (p < 0.05). The mean Breaking Strength of the anastomoses was 142.5 gf in the group without adhesion and 262 gf in the group with adhesion (p < 0.05). CONCLUSION: Based on those mechanical tests, adhesions were benefic to ischemic anastomoses, rising their intrinsic resistance both on Bursting and Breaking Strength.
OBJETIVO: Avaliar o efeito das aderências dirigidas sobre a resistência mecânica de anastomoses realizadas em cólon isquêmico através da aplicação dos testes Resistência à Pressão de Explosão e Resistência à Força de Tração. MÉTODOS: Quarenta ratos foram distribuídos igualmente em dois grupos. O Grupo 1 era constituído de vinte animais em que as anastomoses cólicas isquêmicas foram recobertas por uma película de polivinilcloreto (P.V.C.) para impedir a formação de aderências sobre as linhas de sutura e o Grupo 2 era constituído por 20 animais em que as anastomoses cólicas isquêmicas foram recobertas pela gordura epididimal, de forma a constituir uma aderência dirigida sobre a linha de sutura, sendo ainda recobertas por uma película de P.V.C. para impedir a formação de outras aderências. RESULTADOS: A média da Pressão de Ruptura à Distensão por Líquidos da anastomose foi de 10 mmHg no grupo sem aderência e de 55,2 mmHg no grupo com aderência (p < 0,05). A média da Força de Ruptura à Tração das anastomoses foi de 142,5 gf no grupo sem aderências e de 262 gf no grupo com aderência (p < 0,05). CONCLUSÃO: As aderências mostraram ser benéficas, elevando a resistência intrínseca das anastomoses tanto na Resistência à Distensão por Líquido quanto na Resistência à Força de Tração.
Subject: Anastomose Cirúrgica
Cólon
Isquemia
Animais de Laboratório
Anastomosis
Surgical
Colon
Ischemia
Animals
Laboratory
Editor: Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0102-86502005000300010
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-86502005000300010
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-86502005000300010
Date Issue: 1-Jun-2005
Appears in Collections:Artigos e Materiais de Revistas Científicas - Unicamp

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0102-86502005000300010.pdf154.1 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.